#previsão #surfguru #aprendizado #ciência #vento 

Mudanças na Previsão: Sistemas de Medidas e Pressão Atmosférica

Equipe Surfguru

Foram implementadas recentemente algumas mudanças na previsão do Surfguru. Adotamos dois conjuntos de sistema de medidas padrão mundial, além de se poder agora visualizar as linhas de pressão nos vários mapas de previsão.

O Surfguru inicia o ano de 2022 com novidades:

Sistemas de Medidas Internacionais

Introduzimos os botões para que se possa mudar as medidas de previsão de acordo com dois sistemas de medidas adotados internacionalmente: O sistema Métrico e o sistema Imperial.

O sistema Métrico consiste nas seguintes unidades de medidas: 

  • altura em metros;
  • velocidade em quilômetros por hora;
  • temperatura em graus celsius (°C);

O sistema Imperial consiste nas seguintes unidades de medidas: 

  • altura em pés;
  • velocidade em nós;
  • temperatura em graus Farenheit (°F);

Sabemos que muitos usuários costumam ver a altura das ondas em metros e a velocidade dos ventos em nós, que são sistemas de medidas diferentes. Para facilitar a vida de quem já está acostumado a visualizar os dados dessa forma, possibilitamos a escolha da unidade da velocidade do vento, independente do sistema de medidas que foi escolhido (as opções podem ser encontradas logo acima do gráfico de ventos).

Caso você queira ver a velocidade do vento em nós, basta clicar no botão NÓS, que fica acima do gráfico de vento:

Botão de Linhas de Pressão Atmosférica

Outra mudança introduzida nos mapas foi a possibilidade de se visualizar as linhas de pressão atmosférica sobre os outros mapas de previsão. Isso possibilita ao usuário observar a relação direta de pressão atmosférica com as outras variáveis, como altura das ondas, vento e período.

Anteriormente, as linhas de pressão atmosférica só apareciam sobre os mapas de tempo, por isso a relação direta da pressão atmosférica com as outras variáveis não era tão facilmente observada como agora.

Para ativar as linhas de pressão atmosférica, basta clicar no botão "Pressão Atmosférica", que aparece sobre os mapas:

Entenda: a Pressão Atmosférica e as Ondas

A pressão atmosférica não é igual em todos os locais, pois existem fenômenos que fazem com que ela varie de um lugar para o outro. As áreas com uma pressão alta são formadas quando o ar desce lentamente, vindo de grandes altitudes para a superfície. O oposto acontece nas áreas de baixa pressão: o ar nestas áreas sobe lentamente para as grandes altitudes. Veja o esquema abaixo:

Existe uma tendência natural de se equilibrar as pressões entre as regiões de pressão alta e pressão baixa. Como o ar sempre se desloca de uma área de alta pressão (onde o ar está acumulado) para outra de baixa pressão (onde o ar está mais rarefeito), este deslocamento de ar é chamado de vento

Leia mais sobre pressão atmosférica e a sua relação com o vento neste artigo: A Pressão Atmosférica

Como os ventos são os fenômenos atmosféricos que são responsáveis pela geração das ondas, em consequência, o padrão de pressão atmosférica em um certo local tem uma relação direta com o surgimento das ondas nesta área.

Com esse novo recurso disponibilizado pelo Surfguru, podemos observar diretamente como a pressão atmosférica influencia nos ventos, e também na geração das ondas, já que as ondas se formam em áreas do oceano conhecidas como pistas de vento:

Para outras medidas de ondas, como o período, essa relação com a pressão não é tão evidente, mas mesmo assim, em algumas ocasiões, poderemos ver a relação entre a evolução de um swell e a pressão atmosférica nos primeiros dias em que este swell apareceu.

Podemos ver a relação com o período das ondas, quando observamos o surgimento de um swell  ao longo de vários dias. Olhe a sequencia abaixo e veja como um ciclone no oceano Atlantico Norte é diretamente responsável pelo swell que aparece nos dias seguintes. Os mapas à direita são de período:

Um ciclone no Atlantico Norte cria uma pista de vento em sua vizinhança

O ciclone vai perdendo força no Atlantico Norte e o swell começa a se formar na sua frente

Acompanhando agora os dias seguintes, podemos ver a propagação do swell no oceano. Nestas imagens as linhas de pressão já não tem nenhuma conexão com o período:

​Frente de swell se propagando no Atlântico Norte até atingir o litoral da Europa

Atualização mais frequente dos dados

Juntamente com esta atualização nos mapas, também foi implementada a possibilidade de se atualizar mais vezes por dia os dados atmosféricos (vento, pressão, nuvens, precipitação, temperatura, etc), sendo assim, os dados agora serão atualizados até 4 vezes ao dia.

Comentários

Galerias | Mais Galerias