#previsão #ressaca #vento #ondas grandes 

A Geração das Ondas pelo Vento

Surfguru

É o vento que cria as ondas que surfamos, quando sopra sobre o oceano.

O ar é um fluido, como a água. As áreas onde a pressão do ar é alta estão constantemente tentando "encher de ar" as áreas onde a pressão é mais baixa. O fluxo de ar de uma área de alta pressão para uma área de baixa pressão forma o vento. 

As áreas onde a pressão do ar é baixa aparecem na atmosfera devido ao aquecimento da terra e do mar pela luz do Sol, que por sua vez transmitem o calor para o ar acima deles. Estas massas de ar aquecidas com enorme quantidade de calor estão em constante movimento por toda a atmosfera do planeta, mudando assim a todo o instante as forças gigantescas que produzem as ondas.

O vento sopra sobre o oceano, criando inicialmente pequenas marolas na superfície. A medida que as marolas aumentam, a fricção do vento com a superfície do mar também aumenta. Após um certo tempo que o vento passa soprando sobre o oceano, estas marolas crescem cada vez mais. Se o vento aumentar de intensidade e continuar a soprar, as ondas pequenas se transformarão em ondas maiores.

Basicamente, a altura da onda gerada pelo vento vai depender de três fatores: a intensidade do vento, o tamanho da área onde o vento sopra (pista de vento), e o tempo que o vento soprar sobre aquela superfície. Quanto maior for a intensidade do vento, o tamanho da pista e o tempo que esse vento soprar, maiores serão as ondas geradas.

Uma determinada velocidade do vento tem um limite prático correspondente ao longo do qual o tempo ou a distância não produzirão ondas maiores. Quando este limite é atingido, o mar estará "totalmente desenvolvido".

Vamos dar um exemplo de geração de ondas pelo vento, que ocorreu em 27 de fevereiro de 2018, no oceano Atlântico Norte, e que gerou um potente swell que alcançou o litoral norte do Brasil no começo do mês de março.

Naquele dia, um ciclone extratropical com pressão extremamente baixa (974 mb), posicionado sobre as Ilhas Canárias, como mostra o mapa de pressão abaixo, provocou o fenômeno: 

O mapa de vento abaixo mostra a enorme pista de vento, no caso com aproximadamente 4 mil quilômetros de comprimento, provocada pelo ciclone extra-tropical no oceano Atlântico Norte, que gerou ondas gigantes.

O mapa de ondas abaixo mostra as enormes ondas que foram geradas pela pista de vento mostrada anteriormente, e que se deslocou em direção ao litoral norte do Brasil:

Recomendamos a leitura complementar: Como e porque as ondas se formam

Comentários

Galerias | Mais Galerias