#wqs #competições #surf 
Portugal

William Cardoso vence primeiro mundial de surf nos Açores

ASP

O atleta brasileiro William Cardoso foi o grande vencedor do Azores Islands Pro presented by O’Neill and Nissan, que hoje terminou, na Praia do Monte Verde, Ribeira Grande, ilha de S. Miguel, com boas ondas de 0,5 m a 1m

William, que tinha sido um dos surfistas mais consistentes ao longo da semana, sempre com bons scores e um surf explosivo, entrou para história do surf mundial, ao conquistar o primeiro título de sempre desta prova, derrotando na final o seu compatriota Jadson André e conquistando ainda 20.000 dólares de prize-money, bem como importantes 2500 pontos, que o levaram da 31ª para a 14ª posição do ranking mundial WQS.

“Estou muito feliz com este resultado,” afirmou o campeão, que venceu o seu primeiro campeonato do WQS no ano passado, em Pantin, na Galiza. “Senti-me muito bem ao longo de toda a prova, com a prancha certa, confiante contra uma série de atletas mais cotados e, na final, tudo deu certo. Estive muito concentrado, apanhei as melhores onda e acabei mesmo por vencer… ainda nem acredito! E assim cumpri a minha promessa, de um dia vencer uma prova deste nível em Portugal, que tem ondas boas e fortes… adorei tudo,” afirmou o atleta de 23 anos, de Santa Catarina, que dedicou esta vitória ao seu pai, gravemente doente há sete meses.

Na segunda posição ficou o “brasileiro voador”, Jadson André, de 19 anos, ex-campeão mundial júnior por equipas (título conquistado em 07, na Costa de Caparica, também em Portugal), actualmente na segunda posição do ranking mundial que, visivelmente cansado na final, não conseguiu encontrar ondas tão boas como as de William, para executar os seus famosos aéreos.

“Realmente, na final acabei por me desconcentrar e por acusar algum cansaço. Foram três baterias ontem e duas hoje! Mas estou à mesma muito feliz com este resultado, que é a minha segunda final este ano, e parabéns ao William, que surfou muito durante todo o evento,” confidenciou o surfista de Natal, que ficou muito perto do primeiro lugar do ranking mas que, mesmo assim, garantiu já a sua presença no World Tour de 2010.

Jadson foi o responsável pela eliminação do último atleta português em prova, Tiago Pires, na segunda meia-final do dia. Apesar de terem feito um heat bastante equilibrado, Jadson conseguiu apanhar uma onda boa perto do final, onde fez uma das suas quase registadas manobras aéreas, deixando Saca na terceira posição da geral.

“Foi pena não ter conseguido surfar melhor a minha primeira onda e ter caído na última, pois acho que tinha dado para passar, mas este é um óptimo resultado e, como disse antes, serve perfeitamente o meu grande objectivo ao vir para esta prova, que era voltar à competição, depois de dois meses parado, devido a uma lesão num ombro. Acho que estou perto dos 100% e assim vou muito mais confiante para os EUA, onde se vai realizar em breve a próxima etapa do World Tour. Não posso deixar de agradecer ao muito público aqui presente na praia, que torceram por mim mas também aplaudirem os restantes atletas. Não imaginam a força que isso nos dá dentro de água! Muito obrigado e até para o ano,” afirmou o melhor surfista português, que prometeu voltar.

Também em terceiro lugar, ex-aequo com Tiago, ficou o norte-americano Austin Ware, que voltou a conseguir um bom resultado este ano, subindo assim ao 10º lugar do ranking do circuito de qualificação e encontrando-se agora em boa posição para entrar no Dream Tour em 2010.

“Foi um evento fantástico e o balanço não podia ser mais positivo,” afirmou Rodrigo Herédia, da DAAZ Eventos, no final da animada entrega de prémios. “Tivemos bom tempo, ondas excelentes e fomos muito bem recebidos, por isso não podia estar mais satisfeito com o resultado desta aposta. A Association of Surfing Professionals ficou muito bem impressionada e já nos garantiu que teremos este prova novamente em 2010, talvez mesmo com mais pontos. Agora temos de falar com os nossos patrocinadores, mas posso afirmar que está tudo muito bem encaminhado,” concluiu o responsável pela prova, em parceria com a USBA – União dos Surfistas e Bodyboarders dos Açores. Até para o ano!

O Azores Islands Pro presented by O’Neill and Nissan foi organizado pela União dos Surfistas e Bodyboarders dos Açores (USBA) e pela DAAZ Eventos e contou com o alto patrocínio do Turismo dos Açores, com o patrocínio da Câmara Municipal da Ribeira Grande, da O’Neill, da Nissan, da Sumol e da TMN, bem como com os apoios da SATA, Açores Piscinas, Homelife, Marques, Segma, CrediTotal, Surf Portugal, Diário de Notícias, 24 Horas, Surf Total, RTP Açores e RDP Açores.

Ranking após esta etapa:

Ross,Daniel AUS 14975

2 Andre,Jadson BRA 14663

3 Wright,Owen AUS 13588

4 Melling,Adam AUS 12801

5 Gudauskas,Patrick USA 12513

6 Wilkinson,Matt AUS 12150

7 Duru,Joan FRA 12050

8 Simpson,Brett USA 11863

9 Logie,Travis ZAF 11851

10 Ware,Austin USA 11575

11 Payne,Dusty HAW 11425

12 Gudauskas,Tanner USA 10950

13 Thornton,Blake AUS 10826

14 Cardoso,Willian BRA 10026

15 Yeomans,Nathan USA 9925

16 Munro,Luke AUS 9727

17 Atkinson,Dion AUS 9638

18 Courtney,Drew AUS 9575

19 Sedley,Leigh AUS 9526

20 Nicol,Yadin AUS 9488

21 Hall,Glenn IRL 9450

22 Thompson,Jay AUS 9438

23 Howse,Jarrad AUS 9375

24 Neves,Leonardo BRA 9363

25 Dantas,Wiggolly BRA 9338

26 Dornelles,Rodrigo BRA 9101

27 Polo,Marco BRA 9076

28 Gonzalez,Jonathan CNY 8975

29 Zubizarreta,Gony ESP 8826

30 Gossmann,Shaun AUS 8788

31 Bryson,Royden ZAF 8763

31 Cloitre,Romain FRA 8763

33 Jackson,Brandon ZAF 8526

34 Da Silva,Jean BRA 8400

35 Aranburu,Aritz EUK 8313

36 Giorgi,Marco URY 8288

37 Ohno,Masatoshi JPN 8264

38 Toth,Brian PRI 8139

39 Sodre,Yuri BRA 8025

40 Collazo,Hodei EUK 7863

41 Riou,Alain PYF 7851

42 Pupo,Miguel BRA 7763

43 Hedge,Nathan AUS 7744

44 Paulino,Pablo BRA 7713

45 Dorrington,Brent AUS 7564

46 Moura,Paulo BRA 7539

47 Robertson,Adam AUS 7414

48 Muscroft,Nic AUS 7251

49 Padaratz,Neco BRA 7201

50 Miranda,Bernardo BRA 7188

Galerias | Mais Galerias