#brasileiro #longboard #surf 
Fernando de Noronha - Brasil

Vitória de Halley Batista no Gold Island Brasileiro de Longboard Pro fecha o Noronha Surf Festival

João Carvalho – Assessoria de Imprensa do Noronha

Pernambucano tirou a única nota 10 do evento nos tubos da Cacimba do Padre e largou na frente na corrida pelo título do circuito 2013 da Associação Brasileira de Longboard

Uma vitória pernambucana de Halley Batista fechou o Gold Island Brasileiro de Longboard Pro e o Noronha Surf Festival no domingo de boas ondas de 4-6 pés na Cacimba do Padre. Ele derrotou o paulista Alex Leco na final da categoria profissional e largou na frente na corrida pelo título do circuito 2013 da Associação Brasileira de Longboard (ABL). Nas outras duas categorias dos pranchões, o paulista Jefson Silva venceu a decisão da Adulto e o baiano Rogério Vasconcelos ganhou a da Master. Estes foram os três últimos campeões do Noronha Surf Festival, evento iniciado em 21 de fevereiro com o Marands Surf Pro abrindo o Circuito Brasileiro de Surf Profissional, seguido pela igualmente primeira etapa do Circuito Cyclone / Bali Pernambucano de Surf 2013.

"Graças a Deus veio mais um título inesquecível para a minha carreira", vibrou Halley Batista, após a vitória apertada, por 8,65 a 7,60 pontos sobre Alex Leco. "Apesar do placar ter sido de notas muito baixas, a bateria foi bem disputada. Ele começou ganhando, aí eu virei, ele virou de novo e no finalzinho, mesmo sem conseguir uma nota excelente, fiz o suficiente para vencer e começar na frente na briga pelo título de campeão brasileiro de Longboard esse ano".

Antes da final, Halley Batista e o saquaremense Rodrigo Sphaier disputaram uma semifinal eletrizante. Foi a melhor bateria do campeonato e o pernambucano conseguiu a vitória com a única nota 10 do Gold Island Longboard Pro, em um tubaço de backside nas esquerdas da Cacimba do Padre. "O campeonato foi irado. Já estou umas duas semanas aqui na ilha e não para de dar onda. É na Laje da Cacimba, embaixo, nos outros picos também quebrou clássico, no Porto, Conceição, Boldró, enfim, Noronha nunca deixa a desejar nesta época do ano e é uma Glória poder estar aqui de novo com mais essa vitória na minha vida".

Halley Batista começa a construir uma invencibilidade nos pranchões, já que venceu a última etapa do Circuito Brasileiro de Longboard de 2012 na Praia do Cupe, em Ipojuca, sua cidade no litoral sul de Pernambuco: "Agora estou conseguindo me consolidar no pranchão. Eu estava oscilando muito nos resultados nos anos anteriores, mas engrenei um bom trabalho desde o ano passado com meu shaper, Claudio Pastor, melhorando minhas performances nas competições. Agora é ir em busca do título brasileiro, que é um dos meus objetivos para este ano".

O paulista Alex Leco, claro, queria a vitória, porém ficou feliz pelo resultado, pois esta foi a sua primeira final da carreira em eventos profissionais de Longboard. "Infelizmente as ondas na final ficaram bem abaixo do que a gente esperava", lamentou Alex Leco. "Ainda mais depois da semifinal do Diguinho (Rodrigo Sphaier) com o Halley (Batista) que deu altas ondas, com o Halley tirando até nota 10. Mas, campeonato é assim mesmo".

Ele abriu o domingo decisivo derrotando o cearense Geraldo Lemos na primeira semifinal, mas na última bateria do campeonato não entraram muitas ondas boas e o baixo placar comprova isso. "Fico um pouco chateado porque a gente sempre quer o melhor e acho que tive uns erros na bateria que me custaram a vitória", admitiu Alex Leco. "Mas, estou feliz de qualquer forma e o Halley merece. Pra mim, ele e o Diguinho foram os que surfaram melhor aqui no evento todo. Esta foi minha primeira final em eventos profissionais, então estou feliz pelo segundo lugar também".

FINAIS EM DOSE DUPLA - Nas outras categorias, o baiano Rogério Vasconcelos e o paulista Alex Miranda disputaram as duas finais. Eles nem saíram do mar entre as duas baterias. Rogério Vasconcelos mostrou muita radicalidade nas manobras e botou pra dentro dos tubos para vencer a decisão do título Master. O baiano chegou a liderar a final da Adulto também, mas o paulista Jefson Silva achou o caminho dos tubos para conquistar a vitória com notas 8,75 e 7,75. RV terminou como vice-campeão nesta principal categoria amadora, com o cearense Jhonny Quest ficando em terceiro lugar e Alex Miranda em quarto.

Já a decisão Master foi dominada pelo bom baiano Rogério Vasconcelos. Nesta final, o paulista Alex Miranda conseguiu o terceiro lugar, ficando entre dois pernambucanos no pódio do Gold Island Brasileiro de Longboard Pro, o vice-campeão Fernando Santos e o quarto colocado, Rafael Aguiar.

Empolgado pela vitória, o baiano continuou falando: "Mesmo sem patrocínio, corri atrás pra chegar aqui, onde o custo é altíssimo e estou muito feliz porque a onda da minha vida ficou registrada ontem (sábado), um tubão que fiz nas semifinais. Parabéns aos organizadores do evento e ano que vem vou estar aqui de novo. Eu não conhecia essa ilha paradisíaca, deu altas ondas e Noronha é o Havaí brasileiro mesmo. Parabéns a Gold Island por acreditar no Longboard. Foi show o campeonato".

SURFE NOTURNO E SHOW DE TECO PADARATZ - Neste último evento do Noronha Surf Festival, outra atração foi a apresentação do surfe noturno com as pranchas da Club Social iluminadas com luzes de LED, que lotou a Cacimba do Padre no sábado a noite. As duas baterias foram disputadas entre as 19 e 20 horas com uma autorização especial do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade) e do Projeto TAMAR, pois o normal é a praia ser fechada para o público às 18 horas. E completando a programação extra-competição, um show de Teco Padaratz com sua banda 5.11 agitou o sábado à noite no Projeto TAMAR.

O Noronha Surf Festival foi realizado pela Associação Nordestina de Surf (ANS), EMPETUR e Secretaria de Turismo do Governo do Estado de Pernambuco, com apoio da Administração do Arquipélago de Fernando de Noronha, do Projeto TAMAR e do ICMBIO (Instituto Chico Mendes de Biodiversidade). As marcas pernambucanas Marands e Gold Island, as lojas Bali e a Cyclone, patrocinaram as etapas homologadas pela ABRASP, ABL, CBS e FEPESU, com a Associação de Surf de Fernando de Noronha (ASFN) e a Revista Hardcore também participando do evento transmitido ao vivo pelo http://www.surfcore.com.br/

RESULTADOS DO GOLD ISLAND E RANKING BRASILEIRO DE LONGBOARD 2013:

CATEGORIA PROFISSIONAL:

1.o: Halley Batista (PE)

2.o: Alex Leco (SP)

3.o: Rodrigo Sphaier (RJ)

3.o: Geraldo Lemos (CE)

CATEGORIA ADULTO:

1.o: Jefson Silva (SP)

2.o: Rogerio Vasconcelos (BA)

3.o: Jhonny Quest (CE)

4.o: Alex Miranda (SP)

CATEGORIA MASTER:

1.o: Rogério Vasconcelos (BA)

2.o: Fernando Santos (PE)

3.o: Alex Miranda (SP)

4.o: Rafael Aguiar (PE)

CATEGORIA JUNIOR:

1.o: Caio Santos (PE)

CATEGORIA SUPER MASTER:

1.o: Carlos Pereira (SP)

Galerias | Mais Galerias