#profissional #mundial #6 estrelas #competições 
Portugal

Terceiro round do Figueira Pro rola na praia principal do evento

ASP europa

Um aumento do swell durante a noite fez com que o terceiro round da competição fosse concluído em no Lusiaves Figueira Pro 6-Star da ASP.

Voltando ao local do evento principal na Praia de Cabedelo, depois de ter se mudado para a praia secundária no dia de abertura, os organizadores do evento e surfistas foram recepcionados com longas linhas limpas de 1 metrão, para que a competição hoje tivesse 12 baterias de intensa disputa.

No início da manhã as condições da maré alta foram ótimas com excelentes shows de surfe moderno e progressivo. No final da tarde com a maré baixa e o swell batendo de frente, a seleção da onda tornou-se crucial para escolher as que abririam.

Léo Neves fez outra exposição de força com excelente seleção de ondas na complicada sessão da tarde da competição. Com fortes manobras e em uma prancha diferente hoje, Neves está em forma para um resultado bom aqui no Lusiaves Figueira Pro.

"A bateria estava muito lenta com poucas séries, porque a maré está baixando muito. Eu peguei algumas boas ondas e depois ficou melhor, haviam algumas esquerdas, mas eu surfei as direitas melhor. "

"Mudei minha prancha esta manhã e está bem melhor nestes ondas hoje. Eu surfei ontem na minha velha prancha e hoje eu usei a minha prancha normal, que eu normalmente uso e ela funcionou muito bem. "

Francisco Bellorin (VEN) virou um monte de cabeças esta semana com sua capacidade progressiva de surf e de manter a compostura nas situações de pressão. Em uma das eliminatórias mais disputadas do evento até agora, menos de um ponto entre os três primeiros surfistas, Bellorin saiu do quarto para a vitória e se encaixou nos últimos 24 surfistas do evento.

"Estou muito feliz com o resultado da bateria hoje. Eu fui contra um dos mais difíceis competidores do Brasil (Messias Félix) e também para mim o melhor competidor espanhol (Gony Zubizarreta). Me senti sob muita pressão e um pouco assustado, mas eu consegui duas boas ondas. Minhas pernas estavam tremendo quando eu estava esperando pela minha última nota, então eu ouvi que era o terceiro, mas depois na praia pulei para o primeiro por isso estou muito feliz. "

"Eu espero que eu possa continuar com essa boa sorte, os melhores surfistas do mundo estão aqui, estou satisfeito com meus resultados até agora. "

Com apenas seis minutos restantes em seu confronto de 25 minutos, Richard Christie (NZL) não tinha uma boa pontuação. Estando em quarto lugar, ele finalmente conseguiu obter boas notas, e no espaço de poucas ondas estava liderando a bateria e em seu caminho para uma vitória confortável. A combinação manobras selvagens e aéreos de alto impulso, Christie demonstrou novamente que tem o repertório em seu kit para percorrer o caminho da vitória, fazendo uma combinação total de 15,83 de 20 possíveis.

"Eu tenho dado bons aéreos nas últimas competições e parece estar funcionando bem, então é só ir lá e tentar fazê-los. Isso é o que eu faço quando estou no free surf, por isso estou mais relaxado na bateria, se eu estou fazendo coisas que eu costumo fazer e não tentando novas manobras que realmente não sei como fazer. "

"As ondas estão super divertidas hoje e apesar de eu não ter feito uma boa bateria ontem, eu estava lá assistindo. As ondas estão bonitas hoje e o local é incrível. "

Mitch Coleborn (AUS) continuou seu caminho vencendo com o seu melhor desempenho da perna do verão europeu da ASP. Marcou um 8,00 com duas poderosas manobras de frontisde, construíu a sua confortável liderança adicionando várias notas mais sólida e uma pontuação total de 15,77.

"Antes da minha bateria eu estava observando o mar e havia algumas boas seções de rampas de esquerda correndo para o pier. Eu não poderia ser mais feliz e eu fui lá fora para surfar o mais divertidamente possível. "

"Essa foi realmente a melhor bateria que eu já fiz nessa perna", afirmou Coleborn. "Eu quero manter o meu ritmo e espero que as ondas continuem divertidas e minhas pranchas estão irreais, Eu só quero manter isso. Eu quero dizer que esta praia é mesmo melhor do que a última, e em todo lugar o mar está pequeno. Parece que o swell está entrando para este evento, se continuar vindo vai ser ótimo. "

Depois de monitorar as condições durante as últimas baterias, os organizadores e surfistas decidiram terminá-la por hoje, devido à maré baixa e as condições fechadeiras. Amanhã, às 07:30 h a primeira chamada será feita para o começo da Rodada IV do Figueira Pro 2010.

Quarto Round do Lusiaves Figueira Pro:

Bateria 1: Austin Ware (EUA), Richard Christie (NZL), Charles Martin (GLP)

Bateria 2: Heitor Alves (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Andre Silva (BRA)

Bateria 3: Marc Lacomare (FRA), Mitch Coleborn (AUS), Gony Zubizarreta (ESP)

Bateria 4: Rudy Palmboom (ZAF), Jonathan Gonzalez (CNY), Francisco Bellorin (VEN)

Bateria 5: Shaun Joubert (ZAF), Tanner Gadauskas (EUA), Maxime Huscenot (FRA)

Bateria 6: David do Carmo (BRA), Tim Boal (FRA), Royden Bryson (ZAF)

Bateria 7: Jano Belo (BRA), Leonardo Neves (BRA), Jatyr Berasaluce (EUK)

Bateria 8: Pablo Paulino (BRA), Yadin Nicol (AUS), Glen Hall (IRL)

Resultados do Terceiro Round Lusiaves Figueira Pro:

Bateria 1: Austin Ware (EUA) 14.60, Heitor Alves (BRA) 10.40, Alain Riou (PYF) 10.24, Blake Jones (EUA) 4.50

Bateria 2: Richard Christie (NZL) 15.83, Wiggolly Dantas (BRA) 10.50, Eneko Acero (EUK) 7.34, Jean Da Silva (BRA) 7.30

Bateria 3: Andre Silva (BRA) 13.17, Charles Martin (GLP) 11.43, Aritz Aranburu (EUK) 7.66, Manfred Adrio (ZAF) 6.23

Bateria 4: Marc Lacomare (FRA) 12.73, Rudy Palmboom (ZAF) 11.00, Miguel Mouzinho (PRT) 10.50, Txaber Trojaola (EUK) 6.24

Bateria 5: Mitch Coleborn (AUS) 15.77, Jonathan Gonzalez (CNY) 13.63, Jay Quinn (NZL) 13.33, Jayke Sharp (AUS) 11.64

Bateria 6: Francisco Bellorin (VEN) 11.83, Gony Zubizarreta (ESP) 11.83, Messias Felix (BRA) 11.14, Madison Williams (AUS) 6.37

Bateria 7: Shaun Joubert (ZAF) 12.40, David do Carmo (BRA) 12.36, Joan Duru (FRA) 11.63, Billy Stairmand (NZL) 9.14

Bateria 8: Tanner Gadauskas (EUA) 12.80, Tim Boal (FRA) 10.34, Nathan Hedge (AUS) 9.30, Brian Toth (PRI) 7.57

Bateria 9: Royden Bryson (ZAF) 14.84, Maxime Huscenot (FRA) 10.06, Tonino Benson (HAW) 8.30, Gustavo Fernandes (BRA) 6.33

Bateria 10: Jano Belo (BRA) 10.73, Pablo Paulino (BRA) 10.10, Adrien Toyon (REU) 7.36, Romain Cloitre (FRA) 4.82

Bateria 11: Leonardo Neves (BRA) 11.66, Yadin Nicol (AUS) 8.93, Bruno Rodrigues (BRA) 5.66, Yuri Sodre (BRA) 3.44

Bateria 12: Glen Hall (IRL) 12.97, Jatyr Berasaluce (EUK) 8.14, Vincent Duvignac (FRA) 8.06, Yannick de Jager (NDL) 6.04

Galerias | Mais Galerias