#ecologia 
Barra Velha - Santa Catarina - Brasil

Surfando pela preservação das tartarugas

Mario Diaz savino

O RIP FLY ECO TARTARUGA SURF traz o Projeto Tamar, lança concursos e competições para despertar a conscientização ecológica na comunidade.

A Praia do Costão, no balneário catarinense de Barra Velha, reúne por primeira vez aos principais surfistas do circuito amador para disputar nos dias 19 e 20 de dezembro um campeonato que tem por objetivo conscientizar a população sobre a preservação das tartarugas marinhas.

Ao longo da competição, haverá uma palestra ministrada de forma gratuita pelo Projeto Tamar, o segundo maior projeto do mundo em preservação de tartarugas marinhas, além de trabalhos de reflorestamento de árvores nativas, mutirão ecológico com sorteios para os participantes, e competições com cabo de guerra para incentivar a integração entre os surfistas e os simpatizantes.

No dia 19, por volta das 14hs, o Tamar realizará no local do campeonato a liberação de uma tartaruga verde reabilitada para que crianças e adultos conheçam mais um pouco sobre essa espécie que é tão curiosa e acostuma se alimentar nos costões rochosos.

A competição encerra no domingo 20 de dezembro por volta das 13hs. Para as 14hs está programada uma peça teatral sobre o meio ambiente para crianças e adolescentes na praça central Lauro Loyola.

O evento está sendo organizado pela Associação de Surf Costão dos Náugrafos (ASCN) e o Movimento Surf Verde (MSV), que realiza periodicamente um levantamento do número de tartarugas que aparecem mortas na praia.

O campeonato "RIP FLY ECO TARTARUGA SURF" disputará as competições nas categorias Open, Long Board, Convidados e Iniciantes, todas totalmente gratuitas, sendo que haverá uma lista de atletas selecionados que deverão confirmar inscrição com a ASCN para garantir a vaga. Os surfistas convidados serão competidores amadores que não participam dos circuitos Open, mas encarnam o verdadeiro espírito surf e a visão que conjuga o esporte ao meio ambiente.

"É importante a participação da comunidade porque haverá um show de surf e muita informação trazida pelo Projeto Tamar, além de tartarugas de fibra, sorteios e jogos para fazer deste um dia diferente. Toda a comunidade surfista está apoiando para que juntos melhoremos nossa cidade", disse o presidente da ASCN, o surfista Sérgio André.

Já o doutor Maurício Coimbra e o jornalista Ezequiel Díaz Savino, o Gringo, ambos coordenadores do Movimento Surf Verde (MSV), destacaram a importância da participação de toda a comunidade para poder entender a importância das tartarugas marinhas na cadeia alimentícia. "Temos uma grande comunidade de tartarugas marinhas da espécie verde que se alimenta em nossas praias. Porém, temos documentado a morte de mais de 20 tartarugas em menos de seis meses, o que deixa a todos os surfistas preocupados porque estes animais acostumam ficar do nosso lado dentro da água e são importantes para garantir a diversidade marinha", explicou Maurício. O Movimento conta com o apoio técnico do Projeto Tamar e da Fundação Municipal de Meio Ambiente de Barra Velha (Fundema), além da assessoria da oceanógrafa Janaina Camargo.

O coquetel de abertura oficial do campeonato será no dia 18 de dezembro (sexta-feira) às 20h30min no surf bar Dhubai, na praia do Costão.

O Tartaruga Eco Surf conta com o patrocínio da Rip Fly Surfwear, Recicle, Enops, e com o apoio da Prefeitura Municipal de Barra Velha, Clone Surf Boards, Scoopel Contabilidade, Despachante Alemão, Projeto Tamar - Petrobras, Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema Barra Velha), Hot Glass, Paulo lanches, Kage Surf Shop, Lotérica Trevo, Banana Wax, Dubai Bar & Cia e a supervisão da Fecasurf.

INFO Tartaruga

1 - Das sete espécies de tartarugas marinhas existentes no mundo, cinco ocorrem no Brasil e todas estão ameaçadas de extinção.

2 - A tartaruga verde pode chegar a superar os 100 anos de idade e têm como principal causa de morte a ingestão de plástico, afogamento acidental em redes de pesca industriais e artesanais e a caça ilegal.

3 - A espécie se alimenta no sul do país até alcançar a maturidade reprodutiva, quando migra para desovar nas praias inabitadas do norte brasileiro.

4 - Em Barra Velha, as tartarugas verdes podem ser vistas no Costão dos Náufragos, no porto das Canoas, na Praia do Tabuleiro, na Praia de Pedras Brancas e Negras, e nas lajes próximas da costa.

Abertura oficial do Campeonato - Coquetel -

sexta-feira 18 de dezembro.

Local: Surf bar Duhbai - Praia do Costão

Horário: 20h30hs.

20h30min - Apresentação da Associação de Surf Costão dos Náufragos (ASCN)

20h50min - Apresentação Movimento Surf Verde (MSF)

21hs - Apresentação Fundação Municipal de Meio Ambiente (Fundema)

21h10min - Apresentação Enops

21h20min - Apresentação Recicle

21h30min - Apresentação Projeto Tamar

21h50min - Coquetel

Cronograma do Campeonato

Sábado 19 de dezembro

Local : Praia do Costão, bairro Tabuleiro, Barra Velha

08h30min - Abertura do campeonato

08h35 min - Surfistas realizam o Circulo da Amizade na água com atletas do campeonato e surfistas.

09hs - Inicio da competição.

09h05min - Em paralelo ao campeonato abre um mutirão ecológico com sorteio para o participante que pegar mais lixo na praia. Trabalhos de reflorestamento na praia.

12hs - Palestra do Pojeto Tamar na praia. Jogos com Cabo de guerra - confraternização.

14hs - O Projeto Tamar libera uma tartaruga marinha da espécie verde reabilitada na praia do Costão. Encerramento do primeiro dia de baterias.

Domingo 20 de dezembro

Local: Praia do Costão, bairro Tabuleiro, Barra Velha

09hs - reinicio do campeonato disputa das semifinais.

12hs - encerramento das finais e processamento dos resultados do evento.

13hs - Entrega de premiação e encerramento do evento.

Assessoria de Imprensa

Ezequiel Díaz Savino - O Gringo

- (47) 9971-9017

MSN: ezequieldiazsavino@hotmail.com

ezequieldiaz@yahoo.com

Galerias | Mais Galerias