#comportamento 

Surf deveria ser um esporte Olímpico?

SurfTotal

Fique sabendo o que pensam algumas personalidades do mundo do surf

Taylor Knox, o veterano do World Tour: Claro! Nós surfamos contra os melhores surfistas de países de todo o mundo na ASP. Seria irreal competir com o Kelly Slater pelos EUA contra o Mick Fanning e outros. Agora mais do que nunca existem muitos países com surfistas talentosos e os sinais apontam para uma continuidade disso mesmo. No entanto, seria difícil realizar o evento num país sem mar mas, como as coisas estão, a evolução tecnológica irá permitir em breve levar ondas de classe mundial para qualquer lugar.

Sean Dougherty, jornalista da Surfer: Não, não e não. Os esportes olímpicos estão todos ancorados em condições justas e iguais para todos os atletas e o oceano não oferece isso. A única forma do Surf ser considerado um esporte olímpico seria acontecer numa piscina de ondas e se isso acontecesse então não seria surf. O fato de duas ondas nunca serem iguais é o que faz do surf, surf. Não é feito para ser justo, e ou você é o Kelly, ou o oceano não quer mesmo saber de você.

Fernando Aguerre, Presidente da ISA: Se o surf fosse incluído nos jogos olímpicos, penso que isso não alteraria nada. Olhem para o snowboard e pensem no que o surf se poderia tornar fazendo parte dos jogos olímpicos. Penso que o surf não precisa mudar nada para fazer parte dos jogos. E acho que é apenas uma questão de tempo até isso acontecer. Estamos muito perto. O Duke pediu para o surf fazer parte dos jogos olímpicos em 1920 e isso não aconteceu porque a maior parte dos locais onde os jogos aconteciam não tinham mar. Acho que a tecnologia em breve vai permitir que isso aconteça.

Taylor Clark, atual membro do team Surf USA: Acho que seria incrível. O surf é um esporte e os jogos olímpicos têm todos os esportes. Contudo, no surf tudo depende do mar e as condições poderiam não ser as melhores, tal como acontece em outros eventos. Mas não existe nada como o surf nos jogos olímpicos, por isso, seria incrível.

Matt Warshaw, escritor da SURFER: Pensar nisso deixa-me com um nó na garganta. Não podemos apenas concordar por mais algum tempo que o Surf é um esporte único? E o fato de não estar lá tem tudo a ver com a sua força?

Gabriel Medina, atual nº 5 do mundo: Sim, acho que deveria fazer parte e adoraria surfar nos jogos Olímpicos. Seria uma enorme honra representar o meu país e seria espetacular os brasileiros todos juntos competindo contra os outros países. E claro, nós ganharíamos! Ahahah! Espero que isso aconteça.

Steve Hawk, ex-editor da Surfer: Isto ocorreu-me durante os jogos Olímpicos em 96 em Atlanta quando trabalhava para a Surfer. Escrevi um artigo sobre e se eles realizassem um evento de surf durante os jogos? A melhor onda que encontraram para o fazer era a piscina de ondas em Typhoon Lagoon em Orlando, a uma distância considerável. Mas seria essa vertente do surf que queríamos mostrar ao mundo? O surf de competição é muito mais do que isso. Vamos pensar em Fiji, Teahupoo ou mesmo em Pipeline. Se eles conseguissem que fosse nesse tipo de ondas e com um webcast de qualidade, não seria assim tão terrível. Mas a ideia de ficar tudo no mesmo pacote dos jogos Olímpicos e sob aquela pompa toda faz-me tremer. O surf fica no seu pior quando as pessoas tentam explorá-lo e esta ideia dos jogos olímpicos cheira-me a exploradores. Se fosse a votos, eu votaria não.

Rainos Hayes, treinador da seleção havaiana: Adoraria ver o surf incluído nos jogos olímpicos. As competências atléticas para competir a esse nível deveria qualificar o surf para os jogos. Espero que quando isso acontecer, o Havai possa competir independente visto que somos o berço do surf. Seria uma enorme honra ser treinador de uma equipe num evento desse nível.

Dave Prodan, ASP International Media Manager: Pessoalmente sou um grande fã dos jogos Olímpicos e divirto-me a ver qualquer modalidade que coloque uma nação contra nação numa competição amigável. Mas não sei se o surf é apropriado para se encaixar nisso. Os surfistas são atletas e seria merecido, mas a ausência de um campo estático seria um desafio para um evento digno em alguns países.

Damien Hobgood, surfista do World Tour: Isto pode soar a egoísta ou uma coisa má mas nunca fui a favor de ver o surf nos jogos olímpicos. Adoro os jogos mas acho que o surf não se encaixa. Acredito que haja muitos jovens que sonham com isso e acho fantástico, mas a mim pessoalmente não me entusiasma. Adoro a ideia de representar o meu país mas sinto que já faço isso de alguma maneira.