#mundial 
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil

SuperSurf ASP World Masters Championship 2011

João Carvalho / ASP

Surfistas chegam antes para treinar no Arpoador porque na segunda-feira tem triagem dos brasileiros e coletiva de imprensa no Copacabana Praia Hotel.

Várias estrelas que vão competir no SuperSurf ASP World Masters Championship no Rio de Janeiro, anteciparam suas chegadas no Brasil para treinar nas ondas do Arpoador no fim de semana. O tricampeão mundial Tom Curren será uma das atrações do evento que resgata a disputa dos títulos nas categorias Master e Grand Master da Association of Surfing Professionals (ASP). Depois de dez anos, os grandes ídolos da história do esporte voltam a se enfrentar e será aqui no Brasil, com todos se apresentando a partir da terça-feira na Praia do Arpoador, para a felicidade dos cariocas.

O "Mr. Perfection", Tom Curren, que encabeçou os recordes mundiais na década de 80 e início dos anos 90, estará na coletiva de imprensa com outros destaques do SuperSurf ASP World Masters, na segunda-feira, às 15 horas no Copacabana Praia Hotel, próximo ao local do evento. No mesmo dia, tem competição logo cedo no Arpoador, com a triagem dos surfistas brasileiros sendo iniciada às 8 horas. Em jogo, as vagas de convidados que a ASP reserva para a organização do evento, duas para a categoria Master (36 a 49 anos) e duas para a Grand Master (50 anos ou mais).

TRIAGEM - Nomes como os campeões brasileiros Pedro Muller e Ricardo Toledo, Dadá Figueiredo, Frederico D´Orey, Ricardo Tatuí, Piu Pereira, disputarão a triagem Master, misturados com outras gerações, junto com Armando Daltro, Fábio Silva, Crhistiano Spirro, Sávio Carneiro e até Guga Arruda, que ainda disputa a divisão de elite do surfe nacional. Apenas dois se classificam para completar o quadro de 24 participantes da categoria Master no Rio de Janeiro.

Na Grand Master serão dezesseis competidores que já completaram meio século de vida. Treze deles são verdadeiras lendas vivas do início do Circuito Mundial vindas de outros países. O carioca Daniel Friedman e os dois classificados na triagem vão representar o Brasil no Arpoador. Entre os já confirmados para brigar pelas vagas, Paulo Proença, Wadih Mansur e os irmãos Otávio e Fábio Pacheco, todos das primeiras gerações de surfistas na capital carioca.

MELHORES DA HISTÓRIA - O SuperSurf ASP World Masters também faz um resgate dos números da competição. Dos quarenta concorrentes aos títulos nas duas categorias, apenas seis participaram das cinco edições do evento criado especialmente para os ídolos do esporte. Os australianos Wayne Bartholomew e Glen Winton e os havaianos Michael Ho, Buzzy Kerbox, Bobby Owens e Hans Hedemann, são os únicos que disputaram o primeiro Mundial Masters da ASP em 1997 nas Ilhas Fiji, também foram no Mexico em 1998, na França em 1999 e 2000 e na Irlanda em 2001. Dos seis, apenas Bobby Owens não estará no Brasil competindo na Grand Master.

Nas cinco edições, um total de 104 baterias foi disputado por 37 surfistas na categoria Master. Na Grand Master, que só começou na segunda edição, foram 94 confrontos envolvendo 27 competidores com 45 anos ou mais, idade limite da categoria até 2001. Agora aumentou para 50 anos e a Master subiu de 35-44 para 36-49 anos. Apesar do número menor de baterias realizadas, os recordes de participação foram conseguidos na categoria Grand Master.

O havaiano Michael Ho faturou o título mundial de 2000 e é o maior recordista, encabeçando três listas. Foi ele quem disputou mais baterias, 31 no total, quem mais saiu do mar com vitórias, 22 vezes, e quem apresenta o melhor índice de aproveitamento na sua categoria, Grand Master, 70,97%. O australiano Wayne Bartholomew, campeão mundial de 1999 na França e vice em 2001 na Irlanda, vem logo abaixo do havaiano com 27 baterias, 18 vitórias e 66,67% de aproveitamento, mesmo índice do sul-africano Shaun Tomson, que venceu duas das três baterias que competiu.

Neste quesito, ninguém supera o australiano Gary Elkerton, bicampeão mundial Master nas duas etapas que disputou. Ele participou de quatorze baterias e ganhou onze, ou seja, 78,57% de vitórias. Os únicos que conseguiram derrotá-lo foram o norte-americano Mike Parsons e o australiano Barton Lynch nas primeiras fases em 2000 na França, além de outro compatriota, Dave Macaulay, na sua bateria de estreia na Irlanda em 2001.

Por enquanto, este é o único recorde de Gary Elkerton, mas no Brasil ele deve bater facilmente o das doze vitórias de Tom Carroll, que não vai competir no SuperSurf ASP World Masters Championship. Já o das 24 baterias disputadas na categoria Master por Glen Winton, que completou 50 anos de idade e subiu para a Grand Master, ele só ultrapassa se chegar na sua terceira final consecutiva, no próximo domingo no Rio de Janeiro.

A tarefa não será fácil, porque a renovação entre os atletas desta categoria que competirão no Arpoador é enorme. Só Elkerton, Tom Curren, Derek Ho, Barton Lynch e Rob Bain, disputaram o Mundial da ASP dez anos atrás. Um incrível número de dezenove surfistas vai participar pela primeira vez, nove deles do Brasil que nunca teve um representante na categoria Master. O único que competiu foi o carioca Daniel Friedman na Grand Master, em 2001 na Irlanda.

COLETIVA DE IMPRENSA - Está confirmada para a segunda-feira, dia 25, a coletiva de imprensa com as principais estrelas do SuperSurf ASP World Masters Championship 2011. Será as 15 horas no Copacabana Praia Hotel, próximo ao Arpoador. Entre os relacionados para compor a mesa, estão Tom Curren, Barton Lynch, Gary Elkerton, Cheyne Horan, Wayne Bartholomew, Terry Richardson e Shaun Tomson, mas só alguns participarão da coletiva. Tom Curren já está garantido. Além deles, os brasileiros Fabio Gouveia, Victor Ribas, Daniel Friedman e Renan Rocha, recentemente contratado pela Hang Tem, que vai defender a marca no evento pela primeira vez.

A Abril Midia adquiriu os direitos para realizar o SuperSurf ASP World Masters Championship no Brasil, firmando um contrato de 3 anos com a ASP. Com o patrocínio da Peugeot, co-patrocínio da Pioneer e Hang Ten, uma das pioneiras no ramo da surfwear, e com o apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro e Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, a primeira edição na Praia do Arpoador vai distribuir um prêmio recorde de 220 mil dólares no evento que poderá ser acompanhado ao vivo pelo www.supersurf.com.br.

CRONOGRAMA DA TRIAGEM DOS BRASILEIROS NA SEGUNDA-FEIRA:

08:00 horas - Primeira fase da triagem MASTER - 8 baterias de 20 minutos

10:40 horas - Quartas de Final da triagem MASTER - 4 baterias de 20 minutos

12:00 horas - Primeira fase da triagem GRAND MASTER - 4 baterias de 20 minutos

13:20 horas - Semifinais da triagem MASTER - 2 baterias de 20 minutos

14:00 horas - Semifinais da triagem GRAND MASTER - 2 baterias de 20 minutos

14:40 horas - Grande Final da triagem MASTER - 1 bateria de 30 minutos

15:10 horas - Grande Final da triagem GRAND MASTER - 1 bateria de 30 minutos

Galerias | Mais Galerias