#wsl #competições #surf #atletas 

Samsung não Patrocina mais a Liga Mundial de Surf

Victor Costa - O Globo

O CT sofreu um duro golpe esta semana, porque a Samsung, que tinha o "naming rights" sobre o campeonato, pulou fora.

A informação foi confirmada por Dave Prodan, assessor de comunicação da World Surf League (WSL). "A Samsung foi uma ótima parceira para a comunidade do surfe nos últimos três anos que se passaram, elevando o esporte a novos patamares e honrando o patrimônio da comunidade. Agradecemos pela parceria e estamos ansiosos para uma temporada empolgante", falou Dave Prodan.

A Samsung está passando por uma grave crise na Coreia do Sul, que é o país origem da empresa. A diretoria está sendo acusada de um grande esquema de suborno envolvendo dezenas de milhões de dólares. Mas ainda não está claro se a crise da empresa tem a ver com a decisão de abandonar o CT.

A Samsung começou a patrocinar o circuito em 2014, Gabriel Medina não é mais patrocinado pela Samsung, mas a marca ainda é parceira de seu instituto em São Paulo.

A extensão financeira total do que a Samsung fez para a WSL ainda não está clara, já que a WSL não divulgou números de quanto a gigante do telefone fez para tornar a tour possível.

Grande parte do CT da WSL é financiada pelo rico empresário Dirk Ziff, proprietário parcial da ZoSea, de modo que se presume que, em vez de encontrar outro patrocinador rapidamente, Ziff terá de assumir as obrigações monetárias.

Prodan e a WSL permanecem otimistas. "A WSL está entusiasmada com os próximos anúncios no espaço comercial. Mais para vir quando disponível. "

A retirada da Samsung vem em um momento crucial para o surf profissional. No mês passado, o CEO da WSL, Paul Speaker, anunciou que estava deixando o cargo.

Fonte: O Globo