#profissional #mundial #wct #competições #surf 
Porto Rico

Round 1 do Rip Curl Pro Search Porto Rico concluído

ASP

Os melhores surfistas do mundo viajaram de todos os cantos do planeta para um pico do Caribe que fará história esta semana no Rip Curl Pro Search.

O Rip Curl Pro Search Puerto Rico teve um dia de abertura cheio de competições hoje, completando a 1ª fase do evento masculino e do feminino, bem como a segunda fase feminina, em ondas de 1,5 metros de direitas em Middles.

Evento n º 9, de 10 a 2010 ASP World Tour, o Rip Curl Pro Search Porto Rico tem concentrado a atenção do mundo do surfe internacional, porque pode fazer história na corrida pelo título mundial da ASP.

Kelly Slater (EUA), 38, nove vezes campeão mundial e atual No. 1, poderá conquistar um inédito décimo título mundial em Porto Rico, e deu o primeiro passo hoje com uma enfática vitória no Round 1.

"Eu realmente me senti um pouco nervoso no início", disse Slater. "Eu meio que encontrei os meus pés no final e me sinto muito melhor agora que fui para o Round 3. Eu tenho uma equipe de apoio muito boa aqui. Minha namorada Kalani, meu agente Terry e Shelby estão vindo para cá, eu também trouxe Mark Cunningham do Havaí, porque ele nunca me viu em uma e eu lhe disse que ele tinha que vir. Eu vi um monte de velhos amigos daqui e da Florida e tenho amigos vindos de Barbados. Eu sou muito grato por todo o apoio. "

Slater venceu a sua bateria no round 1 com um total combinado de 16,27 de 20 possíveis, com alguns impressionantes tubos e um surf de alto risco.

"A laminação da minha prancha é bem leve, mas é boa", disse Slater. "Eu a estou usando a cerca de quatro eventos este ano, ela funciona bem para mim. Minha primeira onda lá fora, eu meio que surfei até o fim para ver onde as sessões estão quebrando. Depois disso, eu senti que tinha me ligado bem. "

Jordy Smith (Afs), 22, atual No. 2, sobreviveu a uma dura batalha contra o convidado e vencedor das triagens Dylan Graves (PRI), 24 e Brett Simpson (EUA), 25.

A vitória de Smith nesta manhã o impulsiona na corrida pelo título nos próximos dias, embora o grande Sul Africano tenha humildade para admitir a monumental tarefa pela frente.

"Você tem grande apoio local onde quer que vá", disse Smith. "Quer se trate de J-Bay ou Huntington Beach ou Porto Rico, eu acho ótimo que você consiga isso em todo lugar que você vá e isso é incrível estar em ambos os lados."

"Neste momento, para mim, é somente o surf que importa", disse Smith. "Kelly tem que perder muito feio para qualquer coisa mudar neste momento, então estou apenas aproveitando o momento. É uma honra ainda estar na corrida e estou gostando muito de Porto Rico. "

Adriano Mineirinho, atual No. 9, hasteou a bandeira da América do Sul hoje, superando Kai Otton (AUS), 30 anos, e Bobby Martinez (EUA), 28, em sua luta no 1o Round.

"Eu tive algumas semanas para me preparar para este evento desde o último", disse Mineirinho. "Eu tenho treinado muito e trabalhando em minha estratégia de bateria. Então, ir lá fora hoje e aplicá-la e passar a bateria é muito bom. "

Uma ameaça constante na maioria das etapas do ASP World Tour, Mineirinho sofreu saídas precoces nos últimos três eventos e vai tentar resolver a situação nos dois eventos que faltam.

"Meu objetivo para o resto do ano é apenas recuperar a minha confiança e surfar bem em todas as baterias", disse Mineirinho. "Eu tive um meio de ano difícil, por isso eu só quero colocar um desempenho forte em toda a bateria. Eu tenho uma prancha muito boa no momento e espero poder continuar. "

Jadson André não teve uma bateria muito boa e ficou em terceiro contra C.J. Hobgood e Tom Whitaker, e vai para a repescagem da segunda fase contra o havaiano Roy Powers.

Quando a competição masculina recomeçar, a primeira bateria será Taj Burrow (AUS), 32, contra Dillon Perillo (EUA), 20, na primeira bateria do round 2.

Após a conclusão da competição masculina, o Rip Curl Pro feminino foi para a água para os rounds 1 e 2 quando as Top 17 detonaram nas condições robustas do Caribe.

RIP CURL PRO SEARCH PORTO RICO ROUND 1 MASCULINO:

Bateria 1: Kieren Perrow (AUS) 12.56, Adrian Buchan (AUS) 11.77, Travis Logie (ZAF) 9.13

Bateria 2: Dane Reynolds (USA) 14.83, Taylor Knox (USA) 11.80, Roy Powers (HAW) 8.73

Bateria 3: Tiago Pires (PRT) 13.70, Taj Burrow (AUS) 13.40, Luke Munro (AUS) 10.60

Bateria 4: Mick Fanning (AUS) 14.10, Gabe Kling (USA) 12.93, Patrick Gudauskas (USA) 11.70

Bateria 5: Jordy Smith (ZAF) 12.90, Brett Simpson (USA) 12.20, Dylan Graves (PRI) 6.60

Bateria 6: Kelly Slater (USA) 16.27, Daniel Ross (AUS) 13.40, Dillon Perillo (USA) 11.80

Bateria 7: Bede Durbidge (AUS) 12.70, Fredrick Patacchia (HAW) 12.26, Dusty Payne (HAW) 12.14

Bateria 8: Owen Wright (AUS) 13.50, Luke Stedman (AUS) 7.37, Andy Irons (HAW) N/S

Bateria 9: Adriano de Souza (BRA) 13.37, Kai Otton (AUS) 10.77, Bobby Martinez (USA) 10.40

Bateria 10: Jeremy Flores (FRA) 13.50, Damien Hobgood (USA) 11.00, Matt Wilkinson (AUS) 8.67

Bateria 11: C.J. Hobgood (USA) 15.50, Tom Whitaker (AUS) 13.50, Jadson Andre (BRA) 10.17

Bateria 12: Michel Bourez (PYF) 11.83, Adam Melling (AUS) 11.33, Chris Davidson (AUS) 9.03

RIP CURL PRO SEARCH PORTO RICO ROUND 2:

Bateria 1: Taj Burrow (AUS) x Dillon Graves (USA)

Bateria 2: Adrian Buchan (AUS) x Dylan Graves (PRI)

Bateria 3: Damien Hobgood (USA) x Gabe Kling (USA)

Bateria 4: Chris Davidson (AUS) x Luke Munro (AUS)

Bateria 5: Jadson Andre (BRA) x Roy Powers (HAW)

Bateria 6: Bobby Martinez (USA) x Travis Logie (ZAF)

Bateria 7: Andy Irons (HAW) x Dusty Payne (HAW)

Bateria 8: Fredrick Patacchia (HAW) x Luke Stedman (AUS)

Bateria 9: Taylor Knox (USA) x Kai Otton (AUS)

Bateria 10: Patrick Gudauskas (USA) x Matt Wilkinson (AUS)

Bateria 11: Brett Simpson (USA) x Tom Whitaker (AUS)

Bateria 12: Daniel Ross (AUS) x Adam Melling (AUS)

Galerias | Mais Galerias