#eventos #publicidade #competições #surf #profissional #wsl #mundial #wct #atletas 
Brasil

Rip Curl WSL Finals bate recorde de audiência na história da WSL

João Carvalho/ WSL Latin America

A decisão dos títulos mundiais de 2021 teve mais de 6,8 milhões de visualizações na transmissão ao vivo pela internet. O evento pode até quebrar recorde de visualizações de Video On Demand.

LOS ANGELES, Califórnia / EUA (quinta-feira, 16 de setembro) – A estreia do Rip Curl WSL Finals no dia 14 de setembro em Lower Trestles, San Clemente, Califórnia, Estados Unidos, estabeleceu um novo recorde de audiência digital ao vivo na história da World Surf League (WSL). O evento fechou o World Surf League Championship Tour 2021, com Gabriel Medina e Carissa Moore sendo coroados como campeões mundiais nas decisões contra Filipe Toledo e Tatiana Weston-Webb. Foi o dia com maior número de fãs assistindo a transmissão ao vivo, ultrapassando o recorde registrado na final brasileira entre Italo Ferreira e Gabriel Medina no Billabong Pipe Masters de 2019.

"O surfe que vimos no CT deste ano foi espetacular e culminou com o nosso momento mais importante da temporada, a batalha pelos títulos mundiais no inédito Rip Curl WSL Finals", disse o CEO da World Surf League, Erik Logan. “Ver os dez melhores surfistas do ano se enfrentando em ondas incríveis e com os títulos mundiais feminino e masculino sendo decididos no mesmo dia e no mesmo lugar pela primeira vez, foi realmente muito especial. Este novo formato cativou nosso público e aumentou nossa audiência como nunca visto antes”.

O evento histórico, com este novo formato para decidir os títulos mundiais, marcou o encerramento de uma temporada incrível, que também ficará marcada pela estreia do surfe como modalidade olímpica em Tóquio. A primeira edição do Rip Curl WSL Finals gerou mais de 6,8 milhões de visualizações de vídeo ao vivo, batendo todos os recordes antes registrados.

Como parte da estratégia da WSL para impulsionar o crescimento do esporte, em 2021 os eventos do CT também foram transmitidos pelo YouTube pela primeira vez, gerando novos espectadores e um novo recorde de audiência. A transmissão ao vivo do Rip Curl WSL Finals no YouTube ultrapassou a média dos eventos do CT 2021e atingiu a maior audiência na plataforma da WSL, dobrando os números do recorde anterior, da final de 2019 em Pipeline.

Antes do evento, o conteúdo do Rip Curl WSL Finals já havia gerado 11,3 milhões de visualizações, atingindo mais fãs do que qualquer outra competição na história da WSL. Além do pré-evento e do público digital ao vivo, o evento também pode quebrar o recorde de visualizações de Video On Demand e também apresentou uma grande audiência nas redes de televisão linear. O Rip Curl WSL Finals foi transmitido ao vivo por canais parceiros da WSL em todo o mundo, como a ESPN no Brasil. A Nielsen Sports está trabalhando para agregar todos os números de visualizações lineares da transmissão ao vivo pelas TVs≥

RIP CURL WSL FINALS – DECISÃO DOS TÍTULOS MUNDIAIS DE 2021:

DECISÃO DO TÍTULO MASCULINO:

Campeão: Gabriel Medina (BRA) com 17,53 pontos – notas 9,03+8,50

Vice-campeão: Filipe Toledo (BRA) com 16,36 pontos – notas 8,53+7,83

1.a decisão: Gabriel Medina (BRA) 16,30 x 15,70 Filipe Toledo (BRA)

3.a bateria: Filipe Toledo (BRA) 15,97 x 12,44 Italo Ferreira (BRA)

2.a bateria: Filipe Toledo (BRA) 16,57 x 14,33 Conner Coffin (EUA)

1.a bateria: Conner Coffin (EUA) 15,00 x 9,84 Morgan Cibilic (AUS)

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:

Campeã: Carissa Moore (HAV) por 16,60 pontos – notas 8,60+8,00

Vice-campeã: Tatiana Weston-Webb (BRA) com 14,20 pontos – 8,03+6,17

2.a decisão: Carissa Moore (HAV) 17,26 x 15,60 Tatiana Weston-Webb (BRA)

1.a decisão: Tatiana Weston-Webb (BRA) 15,20 x 14,06 Carissa Moore (HAV)

3.a bateria: Tatiana Weston-Webb (BRA) 13.17 x 11.73 Sally Fitzgibbons (AUS)

2.a bateria: Sally Fitzgibbons (AUS) 11.33 x 6.66 Johanne Defay (FRA)

1.a bateria: Johanne Defay (FRA) 12.17 x 6.70 Stephanie Gilmore (AUS)

Mais informações no WorldSurfLeague.com

Comentários

Galerias | Mais Galerias