#wct #competições #surf 
Austrália

Rip Curl Pro Bells Beach é inaugurado em boas ondas

João Carvalho / ASP

O catarinense Alejo Muniz ganhou a primeira bateria do dia. Além dele, o paulista Adriano de Souza e o cearense Heitor Alves também venceram, avançando direto para a terceira fase.

A edição comemorativa de 50 anos do Rip Curl Pro em Bells Beach começou em boas ondas de 4-6 pés na quarta feira em Torquay, Austrália. O catarinense Alejo Muniz ganhou a primeira bateria do dia. Além dele, o paulista Adriano de Souza e o cearense Heitor Alves também venceram, avançando direto para a terceira fase. No feminino, a peruana Sofia Mulanovich e a cearense Silvana Lima se classificaram na rodada inicial do Rip Curl Women´s Pro que fechou a quarta feira em Bells Beach.

“Esta é a primeira vez que eu surfo em Bells e o lugar é incrível, com direitas perfeitas e é o tipo de onda que gosto de surfar”, disse Alejo Muniz, feliz pela vitória na primeira bateria do campeonato. Já Raoni Monteiro ficou em último e vai ter que encarar uma rodada extra, contra o norte-americano Damien Hobgood na quinta bateria da repescagem.

O cearense Heitor Alves estreou com uma vitória apertada sobre o americano Bobby Martinez e o australiano Owen Wright. A disputa foi acirrada principalmente contra Martinez, com o placar entre os dois ficando em 14,36 x 14,14 pontos. Já Adriano de Souza fez 14,60 pontos nas suas duas melhores ondas para bater os australianos Chris Davidson e Julian Wilson na penúltima bateria.

Na última, o potiguar Jadson André terminou em segundo lugar no confronto vencido pelo norte-americano Patrick Gudauskas e vai disputar o oitavo duelo da repescagem com o australiano Daniel Ross. O paulista Gabriel Medina, convidado da Rip Curl para esta etapa, perdeu para Mick Fanning e será o adversário de Owen Wright na segunda bateria.

A melhor estréia foi do australiano Joel Parkinson, que registrou o maior placar do dia, alcançando 17,74 pontos de 20 possíveis, no décimo confronto do dia. “Eu cai duas vezes nas primeiras ondas. Estava difícil e quando vi o C. J. (Hobgood) atravessar pra Rincon (uma das sessões de Bells), eu resolvi segui-lo e deu certo. As ondas vieram e consegui vencer bem a bateria”, disse Joel Parkinson, campeão do Rip Curl Pro Bells Beach em 2009.

“É ótimo começar com vitória aqui porque você nunca sabe quais condições vai encontrar numa bateria, então saltar uma fase e poder ter um dia de folga é uma vantagem enorme”, completou Parko. O defensor do título da segunda etapa do ASP World Tour, Kelly Slater, também estreou com uma tranquila vitória, bem como outro grande favorito, Mick Fanning.

FEMININO SEM JACQUELINE SILVA - O Rip Curl Women´s Pro foi iniciado na tarde da quarta feira com duas vitórias sul-americanas. A peruana Sofia Mulanovich ganhou a primeira bateria contra as australianas Chelsea Hedges e Jessi Miley-Dyer. A cearense Silvana Lima também não encontrou dificuldades para vencer a australiana Laura Enever e a havaiana Melanie Bartels.

Devido ao acidente de carro na manhã da terça-feira quando se dirigia para competir em Bells Beach, a catarinense Jacqueline Silva deve ficar fora do mar por um bom tempo. Por enquanto não foi divulgado nenhum boletim médico oficial, mas a brasileira se encontra fora de perigo. A ASP Internacional, através do Tour Manager, Renato Hickel, já garantiu um convite para a brasileira competir em todas as etapas da temporada 2012 do ASP Women´s Tour.

SEGUNDA FASE DO RIP CURL PRO – REPESCAGEM:

1.a: Jordy Smith (AFR) x Adam Robertson (AUS)

2.a: Owen Wright (AUS) x Gabriel Medina (BRA)

3.a: Taj Burrow (AUS) x Bobby Martinez (EUA)

4.a: Adrian Buchan (AUS) x Josh Kerr (AUS)

5.a: Damien Hobgood (EUA) x Raoni Monteiro (BRA)

6.a: Bede Durbidge (AUS) x Cory Lopez (EUA)

7.a: Brett Simpson (EUA) x Gabe Kling (EUA)

8.a: Jadson André (BRA) x Daniel Ross (AUS)

9.a: Chris Davidson (AUS) x Julian Wilson (AUS)

10: C. J. Hobgood (EUA) x Kai Otton (AUS)

11: Kieren Perrow (AUS) x Dusty Payne (HAV)

12: Taylor Knox (EUA) x Tiago Pires (PRT)

PRIMEIRA FASE DO RIP CURL PRO – 1.o=Round 3 / 2.o e 3.o=Round 2 (repescagem):

1.a: 13.23=Alejo Muniz (BRA), 11.26=Adrian Buchan (AUS), 7.37=Raoni Monteiro (BRA)

2.a: 14.50=Adam Melling (AUS), 12.50=Josh Kerr (AUS), 11.00=Taj Burrow (AUS)

3.a: 14.36=Heitor Alves (BRA), 14.14=Bobby Martinez (EUA), 10.60=Owen Wright (AUS)

4.a: 15.60=Mick Fanning (AUS), 11.07=Tiago Pires (PRT), 9.27=Gabriel Medina (BRA)

5.a: 11.70=Stu Kennedy (AUS), 10.50=Dusty Payne (HAV), 9.00=Jordy Smith (AFR)

6.a: 16.00=Kelly Slater (EUA), 10.13=Kai Otton (AUS), 8.53=Adam Robertson (AUS)

7.a: 13.17=Jeremy Flores (FRA), 5.83=Cory Lopez (EUA), 4.67=Taylor Knox (EUA)

8.a: 12.60=Michel Bourez (TAH), 10.20=Kieren Perrow (AUS), 5.50=Gabe Kling (EUA)

9.a: 14.60=Matt Wilkinson (AUS), 11.23=Damien Hobgood (EUA), 11.07=Daniel Ross (AUS)

10: 17.74=Joel Parkinson (AUS), 11.44=C. J. Hobgood (EUA), 8.17=Bede Durbidge (AUS)

11: 14.60=Adriano de Souza (BRA), 10.83=Chris Davidson (AUS), 9.83=Julian Wilson (AUS)

12: 13.40=Patrick Gudauskas (EUA), 9.43=Jadson Andre (BRA), 8.93=Brett Simpson (EUA)

SEGUNDA FASE DO RIP CURL WOMEN’S PRO – REPESCAGEM:

1.a: Paige Hareb (NZL) x Jessi Miley-Dyer (AUS)

2.a: Laura Enever (AUS) x Melanie Bartels (HAV)

3.a: Carissa Moore (HAV) x Nikki Van Dijk (AUS)

4.a: Chelsea Hedges (AUS) x Bethany Hamilton (HAV)

5.a: Tyler Wright (AUS) x Alana Blanchard (HAV)

6.a: Courtney Conlogue (EUA) x Rebecca Woods (AUS)

RIP CURL WOMEN’S PRO – 1.a=Round 3 / 2.a e 3.a=Round 2 (repescagem):

1.a: 12.93=Sofia Mulanovich (PER), 8.70=Chelsea Hedges (AUS), 8.66=Jessi Miley-Dyer (AUS)

2.a: 14.94=Silvana Lima (BRA), 8.84=Laura Enever (AUS), 7.54=Melanie Bartels (HAV)

3.a: 14.60=Pauline Ado (FRA), 14.44=Carissa Moore (HAV), 10.63=Nikki Van Dijk (AUS)

4.a: 16.30=Stephanie Gilmore (AUS), 9.00=Courtney Conlogue (EUA), 6.50=Bethany Hamilton (HAV)

5.a: 16.10=Sally Fitzgibbons (AUS), 7.47=Paige Hareb (NZL), 12.83=Alana Blanchard (HAV)

6.a: 12.90=Coco Ho (HAV), 12.00=Tyler Wright (AUS), 6.37=Rebecca Woods (AUS)

Galerias | Mais Galerias