#videos 
Sydney - Nova Gales do Sul - Austrália

Resumo do 4º dia do Australian Open of Surfing 2016

Redação Surfguru

Os brasileiros deram trabalho para os gringos ontem em Manly Beach, avançando 8 para o round dos 24 melhores, sendo que dos 8, 2 não representam a nação brasileira, o Pernambucano Kiron Jabour, radicado havaiano, e o carioca Vicente Romero, radicado Espan

O baiano Marco Fernandez comandou o ataque brasileiro na terceira fase do Australian Open of Surfing, QS6.000 que acontece em Sydney, Austrália.

Muito encaixado nas direitas de Manly Beach, Fernandez surfou com muita potência para registrar o maior somatório entre os brasileiros (15.93), terminando o dia com a terceira melhor pontuação, atrás apenas dos australianos Wade Carmichael (16.27) e Cooper Chapman (16.83).

Outros cinco representantes da bandeira brasileira estão classificados ao quarto round na Austrália: Deivid Silva, Robson Santos, Heitor Alves, Tomas Hermes e Jessé Mendes, que já havia garantido sua vaga no dia anterior. 

Também seguem na briga os atletas Kiron Jabour e Vicente Romero, brasileiros que representam o Havaí e a Espanha, respectivamente.

O primeiro brasileiro a entrar em cena foi Robson Santos. Com notas 6.77 e 6.73, o paulista avançou atrás do polinésio Mateia Hiquily, deixando para trás o costa-riquenho Noe Mar McGonagle e o australiano Connor O’Leary.

Na sequência, Victor Bernardo foi eliminado pelo australiano Kalani Ball e o havaiano Ezekiel Lau.

Com uma atuação expressiva, Deivid Silva somou 8.00 e 7.00 para avançar junto com o havaiano Joshua Moniz, primeiro colocado com 7.80 e 7.33 nas duas melhores ondas. 

Na sequência, Heitor Alves levou a melhor no duelo contra Dion Atkinson (2o), Santiago Muniz e Willian Cardoso. O cearense obteve 7.17 e 6.07 para vencer a batalha.

Em outra disputa acirrada, Luel Felipe deu adeus ao Australian Open depois de ficar em terceiro lugar, atrás do australiano Wade Carmichael e do havaiano Keanu Asing.

A sensação brasileira no round 3 entrou na água logo em seguida. Surfando de forma rápida e agressiva, Marco Fernandez comandou as ações na água e descolou 8.00 e 7.93 nas duas melhores ondas, deixando a briga pelo segundo posto entre Jonathan Gonzalez, das Ilhas Canárias, e os australianos Ryan Callinan e Lliam Mortensen.

Já os atletas Hizunomê Bettero e Pedro Henrique - que atualmente representa Portugal - não tiveram o mesmo destino. Ambos foram eliminados pelo polinésio Mihimana Braye e o marroquino Ramzi Boukhiam.

Na penúltima bateria, Tomas Hermes garantiu a segunda colocação com notas 6.77 e 5.13, avançando atrás do australiano Matt Wilkinson e despachando Evan Geiselman (EUA) e Mitch Crews (AUS).

A última batalha da quinta-feira contou com uma dobradinha de dois brasileiros radicados em outros países. Autor de 8.77 e 6.20, Vicente Romero, que vive na Espanha, avançou em primeiro, seguido por Kiron Jabour, criado no Havaí (EUA), com 7.93 e 6.90.

Round 4

1 Leonardo Fioravanti (ITA), Ricardo Christie (NZL) e Nathan Yeomans (EUA)

2 Jessé Mendes (BRA), Shun Murakami (JAP) e Cooper Chapman (AUS)

3 Mateia Hiquiliy (PLF), Kalani Ball (AUS) e Deivid Silva (BRA)

4 Robson Santos (BRA), Ezekiel Lau (HAW) e Joshua Moniz (HAW)

5 Heitor Alves (BRA), Wade Carmichael (AUS) e Jonathan Gonzalez (CNR)

6 Dion Atkinson (AUS), Keanu Asing (HAW) e Marco Fernandez (BRA)

7 Mihimana Braye (PLF), Matt Wilkinson (AUS) e Kiron Jabour (HAW)

8 Ramzi Boukhiam (MAR), Tomas Hermes (BRA) e Vicente Romero (ESP)

Fonte: Waves

​ROUPAS E ACESSÓRIOS DE SURF E SKATE VOCÊ ENCONTRA NO SURFGURUSHOP.COM.BR

Galerias | Mais Galerias