#videos 
Pantin - Galiza - Espanha

Resumo do 3º dia do Pantin Classic Galicia Pro 2016

Redação Surfguru

O mar subiu na quinta-feira na Playa de Pantin e foi realizada uma verdadeira maratona de 28 baterias para adiantar a etapa masculina do QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro na Espanha.

Site oficial do evento

Previsão Surfguru para Galícia

O dia começou com os doze confrontos restantes da primeira fase e metade dos quatorze sul-americanos avançaram. Depois, foram disputadas mais dezesseis das 24 baterias da rodada de estreia dos cabeças de chave e onze surfistas da América do Sul competiram, com oito deles já passando para a fase dos 48 melhores do QS 6000 da Espanha. O uruguaio Marco Giorgi com 17,77 pontos e o brasileiro Krystian Kymerson com 17,60, fizeram os maiores placares da segunda fase e pela manhã quem brilhou foi Luel Felipe com 16,43 pontos na dobradinha sul-americana com o argentino Leandro Usuna.

Marco Giorgi foi finalista desta etapa dois anos atrás, quando as ondas também estavam grandes para ele mostrar o “power surf” que é sua principal característica. Ele pegou as melhores ondas da bateria para vencer com notas 9,00 e 8,77 do segundo maior placar do dia. Foi quem chegou mais perto dos 18,16 pontos do francês Nelson Cloarec na manhã da quinta-feira na Playa de Pantin. O chileno Guillermo Satt competiu junto com o uruguaio, que mora em Garopaba (SC), porém não conseguiu achar boas ondas na bateria e o australiano Yadin Nicol ganhou a disputa pela segunda vaga do havaiano Ezekiel Lau.

“Eu sabia que aquelas ondas estavam lá. A maré estava enchendo, então eu sabia que elas não iam quebrar muito lá fora e procurei ficar no lugar certo para pegar as melhores das séries”, disse Marco Giorgi, que na terceira fase vai enfrentar o americano Brett Simpson, o australiano Dean Bowen e o indonesiano Oney Anwar na quarta bateria. “Eu não estava com a prioridade (de escolha da próxima onda), então fiquei sentado mais pra baixo do pico e foi onde peguei aquela onda nota 8,77. A outra foi uma bomba e eu estava com a prioridade. Estou muito feliz por termos algumas ondas realmente boas hoje (quinta-feira) e espero que continue assim”.

Só Marco Giorgi superou os 17,60 pontos que o capixaba Krystian Kymerson tinha conseguido quatro baterias antes, na dobradinha brasileira com o pernambucano Halley Batista. Os dois despacharam o sul-africano Matthew McGillivray e o australiano Wade Carmichael, que vinha de vitória no QS 1500 de Anglet, sábado passado na França. Krystian foi semifinalista no QS 3000 da Virginia encerrado também no último fim de semana nos Estados Unidos e ocupa a 24.a posição no ranking do WSL Qualifying Series, com grandes chances de entrar no G-10 que sobe para o CT com um bom resultado na Espanha.

Krystian Kymerson (Foto: Laurent Masurel - WSL)
Krystian Kymerson (Foto: Laurent Masurel – WSL)

“Estou muito feliz por vencer uma bateria tão difícil com o Halley Batista e o Wade Carmichael”, disse Krystian Kymerson, que vai disputar a segunda bateria da terceira fase com o australiano Dion Atkinson, o espanhol Hodei Collazo e o neozelandês Ricardo Christie. “Nós três tivemos boas ondas e eu adoro quando o mar fica um pouco maior. Eu peguei algumas direitas longas com bastante espaço para fazer umas cinco manobras, então foi ótimo que deu tudo certo, com dois brasileiros se classificando”.

Antes dessa dobradinha verde-amarela, o baiano Marco Fernandez já tinha garantido o Brasil na rodada dos 48 melhores do QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro. Ele passou em segundo lugar na disputa vencida pelo australiano Dion Atkinson e vai voltar a competir com Halley Batista. Os dois estrearam passando juntos na mesma bateria da primeira fase e agora vão abrir o rounde 3 com o australiano Mitch Crews e um dos tops do CT, o norte-americano Kanoa Igarashi.

Outros três brasileiros passaram para a terceira fase em segundo lugar nas suas baterias, os catarinenses Tomas Hermes e Willian Cardoso e o cearense Michael Rodrigues. Já o paulista Jessé Mendes estreou com vitória, logo após um top brasileiro do CT ser eliminado, Alejo Muniz. Com a combinação dos resultados, os quatro ficaram em duas baterias contra dois surfistas de outros países. Tomas e Willian foram para a quinta, com o português Frederico Morais e o australiano Luke Hynd. E Jessé e Michael para a sétima, completada por Jorgann Couzinet, da Ilha Reunião, e Charles Martin, de Guadalupe.

Halley Batista (Foto: Laurent Masurel - WSL)
Halley Batista (Foto: Laurent Masurel – WSL)

PARTICIPAÇÃO TRIPLA – Mais onze sul-americanos ainda vão disputar classificação em seis das oito baterias restantes da segunda fase, que ficaram para abrir a sexta-feira. A primeira chamada foi marcada para as 8h30 na Espanha, 3h30 da madrugada pelo fuso de Brasília. O terceiro dia já vai começar com três brasileiros brigando por duas vagas contra o francês Adrien Toyon, o paulista Deivid Silva defendendo a quinta posição no ranking, o cearense Heitor Alves e o paranaense Caetano Vargas.

A primeira bateria com participação tripla do Brasil em Pantin aconteceu na quinta-feira, mas os três acabaram perdendo para o surfista de São Bartolomeu, Dimitri Ouvre. Caetano Vargas ganhou a batalha pela segunda vaga e o atual campeão mundial Pro Junior da WSL, Lucas Silveira, foi eliminado junto com o catarinense Yuri Gonçalves. Duas baterias depois, o francês Nelson Cloarec fez a melhor apresentação do QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro, totalizando imbatíveis 18,16 pontos com notas 9,23 e 8,93.

Aproveitando a melhor hora do mar na manhã da quinta-feira na Playa de Pantin, os pernambucanos Ian Gouveia e Luel Felipe surfaram boas ondas para ganhar os dois confrontos seguintes. Luel atingiu 16,43 pontos, marca depois só superada na segunda fase, por Krystian Kymerson e Marco Giorgi. O atual líder do ranking sul-americano da WSL South America, Leandro Usuna, da Argentina, passou junto com Luel Felipe e agora vai encarar dois brasileiros na segunda fase, Ian Gouveia e o paulista David do Carmo, que encabeça a 21.a bateria com o australiano Cooper Chapman.

DEFENSOR DO TÍTULO – Também na quinta-feira estreou o atual campeão do Pantin Classic Galicia Pro, o paulista Thiago Camarão. Ele venceu o penúltimo confronto da primeira fase e também vai disputar a penúltima bateria da segunda fase, contra o costa-ricense Carlos Munoz, o japonês Hiroto Ohhara e o português Nic Von Rupp. No total, dezenove surfistas da América do Sul ainda estão vivos na disputa pelos 6.000 pontos da Espanha. São nove brasileiros e dois argentinos nas baterias restantes da segunda fase e mais sete brasileiros e um uruguaio na terceira fase.

O QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro continua nessa sexta-feira com a segunda fase masculina a partir das 8h30 na Espanha. A terceira fase feminina foi adiada na quinta-feira e Silvana Lima é a única sul-americana nesta rodada classificatória para as oitavas de final. As duas competições estão sendo transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

SOBRE A WORLD SURF LEAGUE – A World Surf League (WSL), antes denominada Association of Surfing Professionals (ASP), tem como objetivo celebrar o melhor surf do mundo nas melhores ondas do mundo, através das melhores plataformas de audiência. A Liga Mundial de Surf, com sede em Santa Mônica, na Califórnia, atua em todo o globo terrestre, com escritórios regionais na Austrália, África, América do Norte, América do Sul, Havaí, Europa e Japão.

A WSL vem realizando os melhores campeonatos do mundo desde 1976, promovendo os eventos que definem os campeões mundiais masculino e feminino no Samsung Galaxy Championship Tour, além do Big Wave Tour, Qualifying Series e das categorias Junior e Longboard, bem como o WSL Big Wave Awards. A Liga tem especial atenção para a rica herança do esporte, promovendo a progressão, inovação e desempenho nos mais altos níveis.

Os principais campeonatos de surf do mundo são transmitidos ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo aplicativo grátis WSL app. A WSL já possui uma enorme legião de fãs apaixonados em todo o planeta que acompanha as performances dos melhores surfistas do mundo, como Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Kelly Slater, Stephanie Gilmore, Greg Long, Makua Rothman, Carissa Moore, entre outros, competindo no mais imprevisível e dinâmico campo de jogo entre todos os esportes no mundo, que é o mar.

Para mais informações, visite o WorldSurfLeague.com

———————————————————–

Por João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

———————————————————–

TERCEIRA FASE FEMNINA DO QS 6000 PANTIN CLASSIC GALICIA PRO:

——–– 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=17.o lugar com 1.050 pontos e US$ 750 de prêmio:

1.a: Dimity Stoyle (AUS), Mahina Maeda (HAV), Teresa Bonvalot (PRT)

2.a: Alessa Quizon (HAV), Keely Andrew (AUS), Philippa Anderson (AUS)

3.a: Sage Erickson (EUA), Silvana Lima (BRA), Bronte Macaulay (AUS)

4.a: Georgia Fish (AUS), Carol Henrique (PRT), Tessa Thyssen (BLM)

5.a: Macy Callaghan (AUS), Ariane Ochoa (ESP), Garazi Sanchez Ortun (ESP)

6.a: Laura Enever (AUS), Chelsea Tuach (BRB), Pauline Ado (FRA)

7.a: Nikki Van Dijk (AUS), Justine Dupont (FRA), Ashlee Spence (AUS)

8.a: Paige Hareb (NZL), Ella Williams (NZL), Holly Wawn (AUS)

TERCEIRA FASE MASCULINA DO QS 6000 PANTIN CLASSIC GALICIA PRO – baterias formadas:

———- 3.o=25.o lugar (US$ 1.300 e 700 pontos) e 4.o=37.o lugar (US$ 1.200 e 650 pontos):

1.a: Kanoa Igarashi (EUA), Marco Fernandez (BRA), Mitch Crews (AUS), Halley Batista (BRA)

2.a: Dion Atkinson (AUS), Krystian Kymerson (BRA), Ricardo Christie (NZL), Hodei Collazo (ESP)

3.a: Joan Duru (FRA), Yadin Nicol (AUS), Mitch Coleborn (AUS), Soli Bailey (AUS)

4.a: Brett Simpson (EUA), Marco Giorgi (URU), Dean Bowen (AUS), Oney Anwar (IDN)

5.a: Tomas Hermes (BRA), Willian Cardoso (BRA), Frederico Morais (PRT), Luke Hynd (AUS)

6.a: Connor O´Leary (AUS), Aritz Aranburu (ESP), Billy Stairmand (NZL), Torrey Meister (HAV)

7.a: Jessé Mendes (BRA), Michael Rodrigues (BRA), Charles Martin (GLP), Jorgann Couzinet (REU)

8.a: Leonardo Fioravanti (ITA), Michael Dunphy (EUA), Cory Arrambide (EUA), Nomme Mignot (FRA)

RESULTADOS DOS SUL-AMERICANOS NAS PRIMEIRAS FASES DO QS 6000 DA ESPANHA:

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pontos) / 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

———-realizada até a 16.a bateria na quinta-feira:

3.a: 1-Dion Atkinson (AUS), 2-Marco Fernandez (BRA), 3-Vasco Ribeiro (PRT), 4-Michael February (AFR)

4.a: 1-Krystian Kymerson (BRA), 2-Halley Batista (BRA), 3-Wade Carmichael (AUS), 4-Matthew McGillivray (AFR)

6.a: 1-Soli Bailey (AUS), 2-Brett Simpson (EUA), 3-Ramzi Boukhiam (MAR), 4-Flavio Nakagima (BRA)

7.a: 1-Oney Anwar (IDN), 2-Mitch Coleborn (AUS), 3-Lucca Mesinas Novaro (PER), 4-Pedro Henrique (PRT)

8.a: 1-Marco Giorgi (URU), 2-Yadin Nicol (AUS), 3-Ezekiel Lau (HAV), 4-Guillermo Satt (CHL)

11: 1-Billy Stairmand (NZL), 2-Tomas Hermes (BRA), 3-Andy Criere (FRA), 4-Jackson Baker (AUS)

12: 1-Connor O´Leary (AUS), 2-Willian Cardoso (BRA), 3-Nathan Hedge (AUS), 4-Jonathan Gonzalez (CNY)

13: 1-Jorgann Couzinet (REU), 2-Nomme Mignot (FRA), 3-Tim Reyes (EUA), 4-Alejo Muniz (BRA)

14: 1-Jessé Mendes (BRA), 2-Cory Arrambide (EUA), 3-Jacob Willcox (AUS), 4-Beyrick De Vries (AFR)

15: 1-Michael Dunphy (EUA), 2-Michael Rodrigues (BRA), 3-Brian Toth (PRI), 4-Miguel Tudela (PER)

16: 1-Leonardo Fioravanti (ITA), 2-Charles Martin (GLP), 3-Lliam Mortensen (AUS), 4-Yago Dora (BRA)

———-baterias que vão abrir a sexta-feira:

17: Deivid Silva (BRA), Heitor Alves (BRA), Adrien Toyon (FRA), Caetano Vargas (BRA)

18: Tanner Gudauskas (EUA), Hizunomê Bettero (BRA), Miguel Blanco (PRT), Dimitri Ouvre (BLM)

19: Ethan Ewing (AUS), Santiago Muniz (ARG), Mitchell James (AUS), O´Neill Massin (TAH)

21: Cooper Chapman (AUS), David do Carmo (BRA), Ian Gouveia (BRA), Leandro Usuna (ARG)

22: Bino Lopes (BRA), Noe Mar McGonagle (CRI), Kaito Ohashi (JPN), Luel Felipe (BRA)

23: Carlos Munoz (CRI), Hiroto Ohhara (JPN), Thiago Camarão (BRA), Nic Von Rupp (PRT)

PRIMEIRA FASE – 3.o=97.o lugar com 120 pontos e 4.o=121.o lugar com 75 pontos:

———-a 13.a bateria abriu a quinta-feira:

14: 1-Jacob Willcox (AUS), 2-Tim Reyes (EUA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Medi Veminardi (REU)

15: 1-Miguel Tudela (PER), 2-Lliam Mortensen (AUS), 3-Kalani Ball (AUS), 4-Kai Hing (AUS)

16: 1-Yago Dora (BRA), 2-Brian Toth (PRI), 3-Dylan Goodale (HAV), 4-Victor Bernardo (BRA)

17: 1-Adrien Toyon (FRA), 2-Miguel Blanco (PRT), 3-Alan Donato (BRA), 4-Timothee Bisso (GLP)

18: 1-Dimitri Ouvre (BLM), 2-Caetano Vargas (BRA), 3-Lucas Silveira (BRA), 4-Yuri Gonçalves (BRA)

21: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Kaito Ohashi (JPN), 3-Parker Coffin (EUA), 4-Cody Robinson (AUS)

22: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Leandro Usuna (ARG), 3-Ethan Egiguren (ESP), 4-Taylor Clark (EUA)

23: 1-Thiago Camarão (BRA), 2-Koa Smith (HAV), 3-Shane Campbell (AUS), 4-Rafael Teixeira (BRA)

24: 1-Shun Murakami (JPN), 2-Nic Von Rupp (PRT), 3-Taumata Puhetini (TAH), 4-Robson Santos (BRA)

———-resultados da quarta-feira:

4.a: 1-Halley Batista (BRA), 2-Marco Fernandez (BRA), 3-Keoni Yan (HAV), 4-Paul Cesar Distinguin (FRA)

5.a: 1-Nolan Rapoza (EUA), 2-Flavio Nakagima (BRA), 3-Gony Zubizarreta (ESP), 4-Reo Inaba (JPN)

6.a: 1-Brett Simson (EUA), 2-Dean Bowen (AUS), 3-Manuel Selman (CHL), 4-Hiroto Arai (JPN)

7.a: 1-Lucca Mesinas Novaro (PER), 2-Guillermo Satt (CHL), 3-Mason Ho (HAV), 4-Kiron Jabour (HAV)

8.a: 1-Marco Giorgi (URU), 2-Oney Anwar (IDN), 3-Joaquin Del Castillo (PER), 4-Derek Peters (EUA)

9.a: 1-Tomas Fernandes (PRT), 2-Torrey Meister (HAV), 3-Thiago Guimarães (BRA), 4-Makai McNamara (HAV)

10: 1-Takumi Nakamura (JPN), 2-Luke Hynd (AUS), 3-Messias Felix (BRA), 4-Jared Hickel (AUS)

11: 1-Andy Criere (FRA), 2-Willian Cardoso (BRA), 3-Joshua Burke (BRB), 4-Matheus Navarro (BRA)

ROUPAS E ACESSÓRIOS DE SURFE VOCÊ ENCONTRA NO SURFGURUSHOP.COM.BR

Galerias | Mais Galerias