#estadual #profissional 
Osório - Rio Grande do Sul - Brasil

Rede de pesca deixa Gaúcho de Surf Profissional sem definir o campeão

Gabriel de Mello

O Matte Leão Surf Festival foi interrompido antes da bateria final da categoria Profissional devido à presença de uma rede de pesca a deriva na praia de Atlântida Sul, em Osório.

Foram declarados vencedores os dois atletas finalistas, Daison Pereira (RS) e Beto Mariano (SC), seguidos por Rodrigo “Pedra” Dornelles e Alan Saulo, na terceira e quarta colocação respectivamente.

A competição, que é apresentada pela Excelsior – tradicional centro automotivo de Porto Alegre – é válida pelo circuito Sul-Brasileiro e Gaúcho de Surf Profissional. Os atletas Amadores disputarão as baterias válidas pela quinta etapa do Estadual Amador neste domingo (04/12), a partir das 10 horas.

Para os atletas Profissionais a premiação de R$ 15.000,00 (quinze mil reais), foi dividida de acordo com as fases disputadas, assim como a pontuação. A competição é homologada pela Abrasp. O cronograma completo pode ser conferido no http://www.surfpro.com.br/2011/fgs/pro02/ .

Enquanto todos os surfistas esperavam os dois finalistas chegarem no out side para começar a bateria final a organização do evento notou a presença de uma rede de pesca a deriva exatamente na posição ideal para a grande final. Imediatamente foi providenciada a retirada dos surfistas do local, buscando preservar a vida dos atletas. A FGSurf realizou um boletim de ocorrência junto a Brigada Militar, que acionou a Patrulha Ambiental para providenciar a retirada do artefato. No entanto, a equipe verificou, acionou o corpo de Bombeiros, que não pode realizar a retirada devido a falta de equipamentos, como um Jet Ski ou lancha.

O problema das redes de pesca é crônico no Rio Grande do Sul, único lugar no mundo em que este tipo de pesca é utilizado. Ao todo 49 vidas já foram perdidas após surfistas ficarem presos em redes ou cabos nos últimos 30 anos. A Federação Gaúcha de Surf luta para buscar uma alternativa que não ofereça risco para os atletas e também não dificulte o sustento dos pescadores.

O catarinense Beto Mariano, visivelmente emocionado, destacou a importância da segurança para a prática de esportes. “Quando estávamos dentro do mar e o Daison me avisou que era uma rede, imediatamente lembrei das famílias que ainda choram seus filhos mortos nas redes. A organização está de parabéns por parar o campeonato, a segurança deve vir em primeiro lugar sempre”, finalizou.

Já Daison Pereira lembrou que esta semana assistiu um documentário sobre a morte de Pepê Lopes, ocorrida enquanto o atleta competia de asa delta no Japão. “Fiquei com medo, não quero nem pensar em ver mais uma vida se perder”, comentou.

“Há bastante tempo já trabalhamos ao lado da Brigada Militar por melhores condições de trabalho para que eles possam nos auxiliar nas questões de segurança dentro do mar. A Brigada vêm fazendo o que pode, fiscalizando, retirando redes irregulares, mas desta vez não havia condições. Infelizmente ainda existe este tipo de risco no litoral. Não entendemos porque que a Brigada Militar e o Corpo de Bombeiros não possui Jet Ski no litoral gaúcho, a sociedade precisa cobrar uma solução do Governo do Estado”, declarou Orlando Carvalho, presidente da Federação Gaúcha de Surf.

Esta rede de pesca estava à deriva em Atlântida Sul devido a uma ressaca na costa gaúcha, ocasionando a corrente de Sul e Leste, nesta semana. Quando o mar apresentar este tipo de condições, surfistas e praticantes de outros esportes náuticos não devem entrar no mar. Para entrar é preciso realizar uma caminhada longa em toda a praia verificando se não existe nenhum artefato que coloque a vida do atleta em risco.

i9 Hidrotônico Air Show

O campeão do i9 Hidrotônico Air Show, uma disputa de manobras radicais e progressivas do surf, na categoria Profissional foi Daison Pereira, com sua nota 9,17 no quarto round da segunda fase. Neste domingo o atleta Amador que tiver a melhor onda será declarado vencedor do i9 Hidrotônico Air Show Amador.

A noite do sábado (03/12) foi reservada para a grande festa oficial do Matte Leão Surf Festival na casa noturna Eleven, em Imbé. Surfistas de todo o país estarão junto do público na grande festa em uma noite inesquecível. Para agitar a galera estão confirmados Madame Gaby, DJ Deeley feat Milkshake, Dani Garcia e ainda uma atração especial.

O patrocínio máster do evento é da Prefeitura de Osório, através da Secretaria Municipal da Juventude Esporte e Lazer, com o patrocínio do Matte Leão, I9 Hidrotônico, Maresia e Planeta Surf. A apresentação é da Excelsior Pneus. O apoio é da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp), Dragon, QIX, Wet Dream, Auckland, Glass Brothers, Revistas Solto, Sul Sports, Ondas do Sul e Think and Thank. A realização é da Federação Gaúcha de Surf.

Galerias | Mais Galerias