#surf 
Brasil

Rafael Teixeira na caça por pontos no QS

Redação Surfguru

O ano de 2017 começou bem para o surfista profissional capixaba Rafael Teixeira.

Antes de embarcar para as primeiras competições da perna australiana do Circuito Mundial de Acesso (WQS), nesta última sexta-feira (27), o capixaba assinou contrato com a empresa C&D MKT Sports, que promete dar o suporte necessário para que Rafael concentre-se exclusivamente no treinamento para essa temporada e continue buscando vaga entre os melhores atletas do mundo.

"Os dois últimos anos foram de muito aprendizado para mim. Ganhei duas etapas do WQS, uma na Califórnia e outra no México. Mas em meio a essas competições vinham as preocupações em buscar patrocinadores e apoiadores para bancar o custo de viajar para o mundial, que é bem alto. Com essa parceria, meu foco é total dentro d'água", explica o atleta, que já está treinando na Austrália e disputa a primeira competição a partir de quarta-feira (1).

Empenhados na parceria e dispostos a ajudar Rafael se tornar o primeiro capixaba a fazer parte do seleto grupo da divisão principal do surfe, que conta com nomes consagrados como o norte-americano Kelly Slater e o australiano Mick Fanning, os empresários Lauber Cardoso e Raphael D'Angelo disponibilizaram uma equipe completa para atender o surfista. 

"Além de fisioterapeuta, psicólogo, preparador físico, nutricionista, assessor de imprensa e advogado, vamos assumir a área de captação de recursos para trazer o dinheiro suficiente para que Rafael faça bonito nas competições pelo mundo e consiga levar a bandeira do Espírito Santo até o topo", comenta Lauber, confiante no desempenho de Rafael.  

Jornada de viagens

Ao longo do ano, várias competições do Circuito Mundial de Acesso (WQS) distribuem pontos para surfistas de todo o mundo buscarem qualificação para a primeira divisão. Somente os mais bem colocados garantem vaga, e o capixaba Rafael Teixeira começa essa jornada a partir da próxima quarta-feira (1), na Austrália.

São quatro competições seguidas na Austrália até o início de março, quando o atleta embarca para o Caribe para a próxima disputa. E o calendário desse ano não para por aí. O surfista ainda desembarca no Japão, África do Sul, México, Estados Unidos, Costa Rica, Espanha, Portugal, Marrocos e Havaí.

Nomes como Gabriel Medina, Filipe Toledo, Jadson André e outros seis brasileiros fazem parte do time verde e amarelo na elite mundial.

Por Vitor Gozzer

 

Galerias | Mais Galerias