Mata de São João - Bahia - Brasil

Praia do Forte de volta no calendário QS

Redação Surfguru

A paradisíaca Praia do Forte, situada em Mata de São João, litoral norte baiano, é a grande novidade no calendário da World Surf League (WSL), entidade que promove as principais competições internacionais de surf.

PREVISÃO PRAIA DO FORTE

Entre os dias 25 de abril e 1° de maio, o local, eleito uma das cinco melhores praias do Brasil para a prática do surf e também conhecida como a Polinésia Brasileira, será o palco do Praia do Forte Pro, competição válida pelo Qualifying Series, divisão de acesso do Circuito Mundial.

São esperados 200 atletas de 20 países nas categorias Masculina e Feminina, ambas com 1.500 pontos em jogo para os campeões. Entre os homens, os atletas brigarão pelo total de US$ 25 mil em prêmios. Já as mulheres terão US$ 15 mil distribuídos entre as melhores colocadas. Para os surfistas dos países da América do Sul, o resultado também vale 1.000 pontos no ranking 2016 da WSL South America, que define o campeão sul-americano da temporada. As inscrições estarão abertas a partir desta quinta-feira (24/3). O prazo para inscrição dos atletas filiados à WSL vai até 08 de abril.

O Praia do Forte Pro chega como uma ótima novidade no calendário da World Surf League South America, que recentemente anunciou o cancelamento do QS10.000 em Saquarema (RJ). O evento marcará também o retorno da Praia do Forte ao cenário internacional. Na única competição disputada no local, em 2008, o atual campeão mundial Adriano de Souza foi o dono da festa na categoria Masculina, enquanto a cearense Silvana Lima levou o título na Feminina.

O evento, que nasce da união entre o ex-surfista profissional Felipe Freitas e da freesurfer Marina Werneck,  será o primeiro evento da WSL no Brasil em 2016 e também o pontapé do Sea Flowers Crown of Surfing, tríplice coroa do surf feminino no Brasil.

Além das batalhas na água, a competição terá diversas atrações ao longo da semana. Estão previstos shows na sexta-feira (29/4), no Projeto Tamar, e no sábado (30/4), no Centro de Eventos da Praia do Forte, bem como diversas ações de conscientização ambiental e sustentabilidade. Os projetos sociais da região também serão apoiados, a exemplo do Onda Verde, baseado na vila do Diogo, e do grupo de capoeira Esporão, do professor Kiko Macado, um dos primeiros nativos a surfar na Praia do Forte. Um coquetel de boas vindas será promovido no Tivoli Ecoresort Praia do Forte, reunindo atletas, convidados e imprensa.

Fonte: SURFAR

Galerias | Mais Galerias