#brasileiro #universitário #competições 

Potiguar vence o brasileiro universitário de surf

vidasurf.com.br

Em ondas de meio metro, bem prejudicadas pelo forte vento na praia do Futuro, o potiguar André Fagundes conquista título inédito, ao consagrar-se campeão brasileiro de surf universitário.

A batalha decisiva, para ver quem iria levar o carro zero, foi a final, onde os dois lideres do ranking, André Fagundes e o catarinense André Moi, tiveram uma briga particular, pois quem chegasse na frente seria o campeão, independente das posições de Marinho Lima (RN) e Phelipe Maia (CE), que completavam a final.

Phelipe, campeão brasileiro em 2011, venceu e Fagundes, que compete desde o começo do circuito em 2008 sempre como um dos favoritos, ficou em segundo, deixando André Moi em terceiro para garantir o inédito título.

Outros dois potiguares, Raphael Cabral e Jackson Rodrigues, também levaram o título brasileiro em 2012, nas categorias freesurf e estudantil respectivamente.

Raphael vibrou muito com a vitória na etapa e conseqüente título, pois havia chegado ao Ceará em desvantagem no ranking, tendo que vencer a etapa e torcer para o catarinense Igor Gouveia ficar no máximo em terceiro. Igor não se achou na final, ficando em quarto, e Raphael fez a parte dele, levando uma moto zero como prêmio.

Jackson, por sua vez, veio só receber a passagem para Fernando de Noronha pelo bi campeonato na categoria estudantil. Ele, que venceu as duas primeiras etapas do circuito, Baia Formosa - RN e Barra do Sul - SC, chegou sem pressão na Praia do Futuro e fez mais uma final, terminando na quarta colocação. O cearense Michael Rodrigues venceu a etapa.

Entre as meninas, quem comemorou foi Alessandra Ramos, que surfou muito bem durante toda a etapa e venceu pela primeira vez no circuito. Gabriela Silveira terminou com a terceira posição, enquanto a cearense Rafaela Bahia foi a campeã do circuito levando uma moto 0km.

A catarinense Maria Vicente foi a vencedora do concurso Universitária Brasil e embolsou o cheque de R$ 5.000,00 destinado a mais bela universitária do Brasil. A potiguar Renata Domingues ficou com a segunda colocação.