#profissional #longboard #surf #mundial 
Peru

Piccolo Clemente campeão do Huanchaco Longboard

João Carvalho- ASP

Uma grande festa da enorme torcida que lotou a Playa El Elio para festejar a primeira vitória peruana na história do ASP South America Longboard Series

Com o título inédito de Piccolo Clemente conquistado sobre o paulista Danilo Rodrigo no Huanchaco Longboard Pro, o peruano largou na frente na corrida pelo troféu de campeão sul-americano e também marcou 3.500 pontos nas seletivas para o Mundial de Longboard da ASP.

O peruano Piccolo Clemente começou o sábado decisivo vingando a derrota sofrida na final do ano passado para Rodrigo Sphaier. Depois, passou por Leco Salazar e ainda derrotou outro brasileiro na bateria que fechou a etapa com nível máximo 6 estrelas que abriu a temporada mundial dos pranchões em 2011 no Peru.

“Estou muito feliz. Batalhei bastante por isso, treinei intensamente e a recompensa veio agora para este publico que lotou a praia para torcer para mim hoje”, vibrou Piccolo Clemente, que faturou o prêmio máximo de 6.000 dólares na vitória apertada sobre Danilo Rodrigo por 15,97 x 15,24 pontos. O vice-campeão acabou saindo do mar antes do término da final, devido a uma séria inflamação dentária, levando 3.000 dólares e 2.640 pontos.

Mesmo competindo com dores, Danilo Rodrigo, mais conhecido como Mulinha, conseguiu fazer boas apresentações no sábado de ondas menores, mas constantes e ainda perfeitas para a prática do longboard. Ele ganhou o primeiro duelo do sábado contra Geraldo Lemos, na semifinal despachou o recordista de placar do campeonato, Marcelo Freitas, fazendo bonito também na grande final contra Piccolo Clemente.

O peruano largou na frente na decisão do título, mas o brasileiro surfou a melhor onda da bateria, que valeu nota 8,17. No entanto, Piccolo Clemente somou um 8,00 com um 7,97, contra um 7,07 da segunda nota computada por Danilo Rodrigo. O paulista precisava trocar esse 7,07 por um 7,81 para vencer, mas acabou desistindo quando faltavam 6 minutos para acabar o campeonato, não conseguindo mais suportar as dores no dente inflamado.

Bom para Piccolo Clemente, que contou com o apoio fervoroso da enorme torcida que compareceu na Playa El Elio para torcer para o peruano já no primeiro duelo dele no sábado. Era a revanche contra o defensor do título e atual campeão sul-americano que o derrotou na final de 2010 em Huanchaco. Rodrigo Sphaier errou, acabou cometendo uma interferência e a penalidade de computar só uma nota contra duas do adversário lhe tirou a chance do bicampeonato, com o caminho ficando livre para o peruano ir buscar a sua primeira vitória no circuito sul-americano da ASP South America.

PRÓXIMAS ETAPAS – Assim como no ano passado, além do Huanchaco Longboard Pro, duas etapas patrocinadas pela marca Pena no Brasil, realizadas pela Associação Nordestina de Surf (ANS), vão definir o campeão da temporada e os dois atletas que irão representar a América do Sul no ASP World Longboard Tour (WLT), que aponta o número 1 do mundo. A primeira delas é o Pena Bahia International Longboard Classic com nível máximo 6 estrelas em Itacimirim, Camaçari, nos dias 15 a 17 de julho. Na semana seguinte, de 22 a 24, tem o 3 estrelas Pena Pernambuco International Longboard Classic em Ipojuca.

FINAL DO HUANCHACO LONGBOARD PRO 2011:

Campeão: Piccolo Clemente (PER) com 15.97 pontos - US$ 6.000 e 3.500 pontos

Vice-campeão: Danilo Rodrigo (BRA) com 15.24 pontos - US$ 3.000 e 2.640 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar – 2.080 pontos e US$ 2.250:

1.a: Danilo Rodrigo (BRA) 15.67 x 9.84 Marcelo Freitas (BRA)

2.a: Piccolo Clemente (PER) 11.90 x 10.63 Leco Salazar (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar – 1.560 pontos e US$ 1.325:

1.a: Danilo Rodrigo (BRA) 12.33 x 11.80 Geraldo Lemos (BRA)

2.a: Marcelo Freitas (BRA) 15.00 x 13.83 Yan Guimarães (BRA)

3.a: Leco Salazar (BRA) 14.50 x 9.83 Daniel Gil (ARG)

4.a: Piccolo Clemente (PER) 13.33 x 5.00 Rodrigo Sphaier (BRA)

RANKING SUL-AMERICANO DO ASP SOUTH AMERICA LONGBOARD SERIES 2011:

1.o: Piccolo Clemente (PER) – 3.500 pontos

2.o: Danilo Rodrigo (BRA) – 2.640

3.o: Alex Leco Salazar (BRA) – 2.080

3.o: Marcelo Freitas (BRA) – 2.080

5.o: Rodrigo Sphaier (BRA) – 1.560

5.o: Geraldo Lemos (BRA) – 1.560

5.o: Daniel Gil (ARG) – 1.560

5.o: Yan Guimarães (BRA) – 1.560

9.o: Matheus S. Cunha (BRA) – 920

9.o: Ronald Reyes (VNZ) – 920

9.o: Alexsandro Abolição (BRA) – 920

9.o: Wenderson Biludo (BRA) – 920

13.o: André Luiz Deka (BRA) – 800

13.o: Carlos Bahia (BRA) – 800

13.o: Roger Barros (BRA) – 800

13.o: Rodnei Costa (BRA) – 800

João Carvalho

Galerias | Mais Galerias