Laguna - Santa Catarina - Brasil

Pescadores e Surfistas Entram em Acordo

Rafael Andrade - Notisul

A safra da tainha começou com força na região sul de Santa Catarina. Ontem, mais três toneladas foram capturadas somente na região do Farol de Santa Marta, em Laguna.

E para que o prazo seja aproveitado, pescadores e surfistas, principalmente na Cidade Juliana e em Imbituba, onde há mais incidência das duas atividades, entram em acordo. Como não há uma proibição em lei da prática do surfe, em qualquer que seja a praia do Brasil - já que não existe nenhuma particular, pois ficam em área da Marinha, ou seja, da União, a indicação é não pegar onda, pelo menos próximo dos grupos de pescadores.

"O simples fato de uma remada em busca da ondulação perfeita pode assustar um enorme cardume, que fácil e rapidamente migraria a outro ponto do mar", explica José Pedro Isidoro, que pesca de forma artesanal e esportiva há mais de 50 anos.

O pescado traz, além de renda a muitas famílias catarinenses, milhares de turistas durante praticamente toda a temporada de outono/inverno. No primeiro dia da safra, somente na Prainha do Farol, quase uma tonelada foi capturada.

Fonte: Notisul

São três meses de liberação e nove de restrição. A ação é realizada ao longo do litoral de Santa Catarina, Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro, e prossegue até o dia 31 de julho, quando reinicia o defeso. A captura ocorre quando os cardumes aproveitam as correntes de água fria provenientes da Antártida para subir o litoral Sul e Sudeste do Brasil.

Galerias | Mais Galerias