#profissional #mundial #wct #competições #surf 
Portugal

Os melhores do mundo dilaceram Supertubos no Round 2 do Rip Curl Pro Portugal

ASP

Supertubos funcionou hoje com três a cinco pés (1,5 metros) de tubos para que os melhores surfistas do mundo metam os seus dentes no Rip Curl Pro Portugal completou os rounds 1 e 2 da competição.

o evento nº 8 de 10 do ASP World Tour 2010, o Rip Curl Pro Portugal presenciou os Top 34 da ASP redefinirem o surfe progressivo de beachbreak com uma verdadeira profusão de tubos, rasgadas potentes e aéreos.

Adrian Buchan (AUS), 27, atual No. 6, se revelou o surfista em forma do dia, conseguindo o maior total do evento, 18,00 de 20 possíveis por uma série de tubos profundos de frontside e poderosas rasgadas.

"As condições estão bastante boas hoje com algumas baterias com calmarias e outros não ", disse Buchan. "Tivemos ondas muito divertidas durante a bateria. Estava muito consistente e fui capaz de encontrar o ritmo muito rápido. O meu equipamento está muito bom no momento e estou amarradão por

voltar depois de um decepcionante 1o round ontem, com uma forte desempenho de hoje ".

Saindo com um 3o na semana passada na França, Buchan está desfrutando de uma sólida dinâmica em toda a parte européia e vai tentar capitalizar durante o restante do Rip Curl Pro Portugal.

"Definitivamente, saindo de um bom resultado na França me dá confiança aqui ", disse Buchan. "Estou tendo um dos melhores anos que eu tive na turnê e eu estou procurando colocar toda a minha força. Tudo está funcionando muito bem para mim neste momento e eu amo as ondas aqui em Peniche. Eu adoraria sair com uma vitória. "

Buchan pegará o estreante Dusty Payne (HAV), 21, no Round 3 do Rip Curl Pro Portugal.

Kelly Slater (EUA), 38, nove vezes campeão mundial e atual No. 1, sobreviveu a sua luta contra o estreante Bruno Santos (BRA) no Round 2 esta manhã, dominando os picos mutantes para receber aplausos estridentes dos milhares de participantes.

"Os fãs Portugueses são muito apaixonados", disse Slater. "Tiago (Pires) é um tesouro nacional aqui e toda vez que ele surfa, a praia explode. É bom de ver. Eles amam o seu surfe e sempre nos anima para detonar. "

Atualmente caça um inédito décimo título mundial, Slater mantém uma abordagem voltada para o trabalho na mão.

"Eu só tenho que repetir o que eu tenho feito até agora nesta temporada", Slater afirmou. "No momento, não estou numa posição em que eu posso dar ao luxo de ficar descartando resultados. Se eu quero melhorar minha posição no momento, eu tenho ficar melhor do que 9. Então, ainda é super perto. "

Slater enfrenta Gabe Kling (EUA), 30, no Round 3 da competição.

Jordy Smith (Afs), 22, atual No. 2, foi outro surfista top a batalhar contra um convidado hoje, superando Marlon Lipke (DEU), 26, com uma abrangente ataque de frontside nas direitas.

"Foi bastante desafiador na minha bateria", disse Smith. "Foi difícil escolher as boas e fiquei me achando fora de posição. Marlon (Lipke) obviamente conhece muito bem esta onda e, a este nível, todo mundo é perigoso. Tive a sorte de pegar um par de meias pontuações e ele foi incapaz de obter uma pontuação digna. "

"Eu estou apenas se divertindo e aprendendo como passar", disse Smith. "Eu ainda sou jovem e eu tenho um longo caminho a percorrer antes atingir o mesmo nível de Kelly (Slater) e Mick (Fanning). A corrida (ao título mundial da ASP) não está muito longe do final, mas não está muito perto também. "

Smith pega Dean Morrison (AUS), 29, em sua próxima bateria do Rip Curl Pro Portugal.

Brett Simpson (EUA), 25, estreante do ASP World Tour de 2010 desferiu um golpe brutal nos entusiastas do surfe Portugueses na bateria final do dia, eliminando o único representante Tiago Pires da competição com uma impressionante exibição de surfe de alta performance.

"As condições mudaram muito desde a manhã", disse Simpson. "Passamos tubos ôcos para as paredes de alto desempenho deste tarde. Foi muito divertido, mas você tem que estar em seu jogo e se adaptar muito rápido. Tiago (Pires) é muito perigoso em qualquer situação e ele obviamente tinha muito apoio na praia. É uma chatice derrubá-lo logo cedo, mas estou feliz em passar para o Round 3 ".

Simpson vai pegar o também estreante Jadson André quando recomeçar a competição.

Travis Logie (AFS), 31, atual No. 34, causou uma grande surpresa esta manhã, ao eliminar o atual No. 5, Dane Reynolds (EUA), 25, no Round 2 da competição. O Sul Africano goofy-footer teve uma abordagem frenética, executando uma série de combinações de tubos e batidas de frontside, deixando o seu adversário da Califórnia para trás.

"Eu tive realmente má sorte nesta temporada até agora em termos de ondas de baterias, por isso é muito bom conseguir algumas boas ondas, finalmente" disse Logie. "Você nunca poderá descontar Dane (Reynolds), em uma bateria. Eu tinha ele no laço e dei-lhe uma onda de lixo e ele a transformou em algo. É muito bom para a minha confiança e eu definitivamente precisava obter alguns bons resultados aqui e nos três últimos eventos do ano. Está muito divertido lá fora. "

Logie lutará contra o atual campeão mundial Mick Fanning (AUS), 29, no Round 3 do Rip Curl Pro Portugal.

Quando a competição recomeçar, a primeira bateria será do atual ASP No. 4 Taj Burrow (AUS), 32 contra Matt Wilkinson (AUS), 22, na bateria de abertura do Round 3.

RIP CURL PRO PORTUGAL RESTANTE DO ROUND 1:

Heat 10: Damien Hobgood (USA) 15.36, Fredrick Patacchia (HAW) 15.10, Luke Stedman (AUS) 13.27

Heat 11: Bobby Martinez (USA) 16.70, Michel Bourez (PYF) 8.94, Kai Otton (AUS) 6.93

Heat 12: Jadson Andre (BRA) 14.27, Andy Irons (HAW) 14.07, Patrick Gudauskas (USA) 10.76

RIP CURL PRO PORTUGAL ROUND 2:

Heat 1: Kelly Slater (USA) 14.17 def. Bruno Santos (BRA) 7.30

Heat 2: Jordy Smith (ZAF) 12.80 def. Marlon Lipke (DEU) 11.63

Heat 3: Travis Logie (ZAF) 16.06 def. Dane Reynolds (USA) 8.50

Heat 4: Dean Morrison (AUS) 13.67 def. Adriano de Souza (BRA) 11.43

Heat 5: Adrian Buchan (AUS) 18.00 def. Luke Munro (AUS) 6.24

Heat 6: C.J. Hobgood (USA) 16.16 def. Roy Powers (HAW) 9.03

Heat 7: Michel Bourez (PYF) 12.93 def. Luke Stedman (AUS) 8.23

Heat 8: Kai Otton (AUS) 10.83 def. Andy Irons (HAW) 10.40

Heat 9: Patrick Gudauskas (USA) 12.17 def. Fredrick Patacchia (HAW) 10.37

Heat 10: Daniel Ross (AUS) 12.03 def. Kieren Perrow (AUS) 10.17

Heat 11: Chris Davidson (AUS) 12.23 def. Adam Melling (AUS) 11.94

Heat 12: Brett Simpson (AUS) 14.27 def. Tiago Pires (PRT) 10.17

RIP CURL PRO PORTUGAL ROUND 3 :

Heat 1: Taj Burrow (AUS) vs. Matt Wilkinson (AUS)

Heat 2: Michel Bourez (PYF) vs. Daniel Ross (AUS)

Heat 3: Adrian Buchan (AUS) vs. Dusty Payne (HAW)

Heat 4: Damien Hobgood (USA) vs. Tom Whitaker (AUS)

Heat 5: Chris Davidson (AUS) vs. Taylor Knox (USA)

Heat 6: Kelly Slater (USA) vs. Gabe Kling (USA)

Heat 7: Mick Fanning (AUS) vs. Travis Logie (ZAF)

Heat 8: Bobby Martinez (USA) vs. Jeremy Flores (FRA)

Heat 9: C.J. Hobgood (USA) vs. Patrick Gudauskas (USA)

Heat 10: Owen Wright (AUS) vs. Kai Otton (AUS)

Heat 11: Jadson Andre (BRA) vs. Brett Simpson (USA)

Heat 12: Jordy Smith (ZAF) vs. Dean Morrison (AUS)

Galerias | Mais Galerias