#surf 
Pernambuco - Brasil

Nova geração pernambucana é destaque na revista Fluir

Marcelo Cartaxo

Renomados surfistas como Carlos Burle, Eraldo Gueiros, Paulo Moura, Bernardo Pigmeu, Eduardo Fernandes, Airton Almeida e Rodrigo Trajano vêm sendo alguns dos responsáveis, ao longo dos anos, por colocar Pernambuco em evidência na mídia do surfe. Mas aos poucos, integrantes da nova geração de atletas do Estado também têm trilhado o caminho dos tops e, constantemente, são vistos em fotos de ação ilustrando sites e revistas especializadas nesse esporte, em especial a Fluir, a mais conceituada publicação do Brasil.

Tricampeão pernambucano amador e atual vice-campeão estadual profissional, Alexandre Ferraz, 21 anos, mais conhecido como ”Xandinho”, comemorou esse ano uma grande conquista na carreira. No último mês de março, uma foto de Xandinho em ação, num tubo na Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha, estampou a capa da Fluir.

Já na nova edição da Fluir (julho), à venda nas bancas de todo Brasil, Xandinho é novamente destaque, “decolando” num aéreo incrível no pico do Borete, em Porto de Galinhas. A foto do aéreo, que ocupa uma página inteira, bem como a da “capa” foram tiradas pelo fotógrafo pernambucano Clemente Coutinho, um dos mais conceituados profissionais do País em “clicks” de dentro d´água.

Como Xandinho, o atual líder do ranking estadual profissional, Alan Donato, e o 3º colocado no ranking sul-americano pró-júnior em 2006, Halley Batista, também tiveram momentos de ação estampados na Fluir, esse ano. Na edição de abril, Alan aparece voando num belo aéreo, em foto publicada em página dupla. Já na Fluir de julho, Halley mostra sua habilidade de voar, em foto que ilustra a propaganda de seu patrocinador.

“Cada foto de atletas locais publicada na Fluir dá uma certa aquecida e entusiasmo no mercado de surfe do nosso Estado. Além disso, a Fluir é um veículo muito importante no desenvolvimento dessa nova geração de guerreiros surfistas pernambucanos, que vêm sendo prejudicada pelo ataques de tubarão há mais de 10 anos”, comenta Alexandre Ferraz, atleta da equipe Mentor / Bob Nick / Marroquim / Teccel.

Galerias | Mais Galerias