#brasileiro #profissional 
Ipojuca - Pernambuco - Brasil

Nordestinos dominam o sábado de ótimas ondas no Cupe.

Diogo Mourão/BSP

Nordestinos dominam o sábado de ótimas ondas no Cupe e ficam com três vagas nas semifinais do Brasil Surf Pro

O potiguar Alan Jones enfrenta o baiano Bruno Galini, enquanto o paraibano Jano Belo terá pela frente o "intruso" catarinense Thomas Hermes. No feminino, Tita (CE) x Gabi Leite (SC) e Luana Coutinho (SP) x Diana Cristina (PB)

Num sábado de sol, chuva passageira e ótimas ondas de um metro na Praia do Cupe, os melhores surfistas do país deram um show de aéreos nas quartas-de-final e semifinais da primeira etapa do Brasil Surf Pro. Três surfistas do Nordeste e um do Sul garantiram vagas nas semifinais, que acontecem neste domingo, a partir das 9h30m. O paraibano Jano Belo enfrenta o catarinense Thomas Hermes, na primeira bateria, enquanto o potiguar Alan Jones, defensor do título no Cupe, terá pela frente o baiano Bruno Galini. No feminino, a disputa pelas duas vagas na final também tem uma surfista de cada estado: Tita Tavares (CE) x Gabriela Leite (SC) e Diana Cristina (PB) x Luana Coutinho (SP). Todas as emoções das finais poderão ser acompanhadas ao vivo no www.brasilsurfpro.com.br.

O dia foi marcado por disputas emocionantes, viradas em últimas ondas e dez notas acima ou igual a oito, que representam 50 árvores plantadas ao final do Circuito Brasileiro. Nos três primeiros dias de competição, tinham sido apenas seis. Com este sábado verde, já foram garantidas mais 80 árvores.

Campeão no Cupe ano passado, Alan Jones mostrou que vai lutar com todas as armas para manter a coroa. O vice-campeão brasileiro, venceu suas duas baterias com médias acima de 15 e duas notas "verdes". Nas oitavas-de-final, passou pelo baiano Franklin Serpa por 15,53 a 12,17 e, nas quartas-de-final, marcou 15,28, contra os 12,40 do capixaba Kristian Kymmerson.

"As condições estão melhores, com as ondas mais perfeitas. Mesmo assim eu vi que a maré estava enchendo e que as esquerdas podiam render mais, que daria certa vantagem para o Kymmerson. Ele saiu na frente, mas mantive a calma e consegui a virada. Com os surfistas locais fora da competição, acho que tenho boas chances de chegar ao topo. Estou muito animado para o fato de poder ser bicampeão desta etapa aqui do Cupe", disse Jones.

O potiguar, porém, terá um adversário para lá de complicado. Terceiro do ranking em 2010, Bruno Galini teve um desempenho até melhor do que Jones em suas duas baterias, ultrapassando a soma de 16 pontos, tanto nas quartas-de-final quanto nas oitavas. O baiano marcou 8,33 pontos na última onda para somar 16,26 e superar o cearense Messias Felix, que ficou com 16,14, numa bateria de tirar o fôlego. Na seguinte, uma vitória bem mais tranqüila, sobre o carioca Simão Romão, por 16,17 a 8.

"Estou muito determinado para buscar o título este ano", disse Galini. Estou bem adaptado a este tipo de mar e consegui fazer uma boa escolha de ondas. "Agora é manter o ritmo para tentar ser campeão".

A outra semifinal terá o consistente Thomas Hermes, que eliminou as duas sensações da primeira etapa do Brasil Surf Pro, e o paraibano Jano Belo. No seu caminho para a semifinal, Hermes eliminou o herói local Halley Batista por 12,72 a 11,84 nas oitavas-de-final, e depois passou pelo campeão brasileiro pro júnior Caio Ibelli, que eliminara o campeão nacional Jean da Silva na terceira fase e acabara de assombrar ao marcar 18,10, com direito a uma onda 9,93, na vitória sobre Michel Roque (CE). Contra Hermes, Ibelli não repetiu o desempenho e o catarinense venceu por 14,10 a 12,23.

"Nestas duas disputas enfrentei surfistas que vinham num grande momento. Primeiro o Halley e depois o Caio. O segredo foi o mesmo. Tentei usar uma só estratégia nas duas situações, buscando a liderança logo no início, para botar pressão nos adversários e fazer com que eles ficassem nervosos. Felizmente deu certo e consegui levar a melhor", explicou o campeão da última etapa do ano passado, no Rio de Janeiro.

Jano Belo, por sua vez, começou o dia vencendo o cearense Isaías Silva por 15,17 a 10,7, mas passou um sufoco contra o também cearense Márcio Farney nas quartas-de-final. A bateria terminou empatada em 10,03, com o paraibano levando a melhor no desempate.

Apesar de eliminado, Caio Ibelli chamou atenção na onda em que acertou até um Superman, ficando muito perto da esperada nota dez, que representa o plantio de 50 árvores.

"Venho treinando muito essa manobra e decolei bem para consegui fazer uma aterrissagem perfeita. Queria muito ter gerado o plantio de 50 árvores com uma nota 10, mas tirei duas notas acima de oito numa única bateria, garantindo o plantio de dez árvores de uma vez só. Já é alguma coisa para a natureza", disse Ibelli, que ajudara o Meio-Ambiente com uma nota oito na terceira fase.

Depois da definição das semifinais, mais de vinte surfistas voltaram à água para a disputa da Skol Expression Session, que premiava a manobra mais radical. Os surfistas foram divididos em duas baterias e os juízes avaliaram as manobras separadamente para eleger dois "campeões" e poder decidir qual deles seria o vencedor do prêmio de R$ 5.000,00. E dois semifinalistas mostraram que estavam num ótimo dia. Alan Jones e Thomas Hermes foram os escolhidos pelos juízes para subir ao pódio e esperar a decisão. No final, Jones, com um aéreo, foi declarado o vencedor da Skol Expression Session

Petrobras e Skol apresentam o Brasil Surf Pro 2011, o patrocinio é da Hawaiian Dreams (HD). Apoio da Oi Futuro, dos canais SporTV e Multishow e da TV Jam. O campeonato conta com recursos da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, organização da ABRASP, realização e produção Brasil1 Esporte e MaxSports. Esta primeira etapa na Praia do Cupe também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Ipojuca, da Associação Nordestina de Surf (ANS) e será transmitida ao vivo pelo www.brasilsurfpro.com.br.

RESULTADOS

Oitavas-de-final (perdedor fica em nono, com 500 pontos e R$ 3.000,00)

Bateria 1

1º Jano Belo PB 15.17

2º Isaias Silva CE 10.70

Bateria 2

Marcio Farney CE 12,00

Patrick Tamberg RN 6,83

Bateria 3

1º Thomas Hermes SC 12.74

2º Halley Batista PE 11.84

Bateria 4

1º Caio Ibelli SP 18.10

2º Michel Roque CE 10.50

Bateria 5

1º Alan Jones RN 15.53

2º Franklin Serpa BA 12.17

Bateria 6

1º Krystian Kymmerson ES 17,34

2º Edvan Silva CE 10,87

Bateria 7

1º Bruno Galini BA 16.26

2º Messias Felix CE 16.14

Bateria 8

1º Simao Romao RJ 10.97

2º John Max RN 10.84

Quartas-de-final (perdedor fica em quinto, com 610 pontos e R$ 4.650,00)

Bateria 1

1º Jano Belo PB 10,03

2º Márcio Farney CE 10,03

Bateria 2

1º Thomas Hermes SC 14.10

2º Caio Ibelli SP 12.23

Bateria 3

1 ºAlan Jones CE 15,26

2 º Krystian Kymmerson ES 12,40

Bateria 4

1º Bruno Galini BA 16.17

2º Simao Romao RJ 8.00

Galerias | Mais Galerias