#profissional #mundial #competições #stand up paddle 
Peru

Melhores do SUP iniciam competição em Lima

ISA

A excitação crescente para iniciar o primeiro ISA Mundial de StandUp Paddle (SUP) e Campeonato Prancha a Remo culminou em um primeiro dia emocionante de competição em ondas de 2 a 3 pés em La Pampilla em Lima, Peru

Os brasileiros Luis Saraiva e Caio Vaz, competiram e venceram as suas respectivas baterias,Luis com 14.34 e Caio com 12.83, e estão classificados para o terceiro round.

"Entre os cânticos da equipe, a ação na água, e a recompensa de correr o primeiro campeonato do Mundo para Stand Up e Prancha a Remo, o sentimento é melhor do que eu mesmo esperava", disse Fernando Aguerre, presidente da ISA. "Este é apenas o começo. Eu imagino que vai ficar ainda melhor. "

Embora hoje é o dia menor da previsão de surf, com o auxílio do remo, os SUPistas foram capazes de passar através de seções e criar velocidade que de outro modo não seria possível.

"É sempre bom ver esta primeira bateria acontecer, minhas pernas estavam um pouco tremendo e coisas assim, mas funcionou", disse Colin McPhillips, três vezes campeão mundial de Longboard da ASP, que conquistou seu Round 1 de Qualificação com o maior total de bateria do dia, 16,33. "Quando eu ouvi pela primeira vez que o ISA ia fazer um campeonato de SUP aqui, eu fiquei super feliz. Estar com uma grande equipe, um grande treinador, estamos nos divertindo eu estou muito feliz super que o SUP seja uma parte de tudo isso. Todo mundo está se divertindo muito, todo mundo é amigável e vai ser uma semana muito boa. "

A equipe dos EUA teve um bom desempenho no 1 º dia, com McPhillips, Sean Poynter e Merrill Emmy todos ganhando suas primeiras baterias.

McPhillips é um dos três campeões do mundo competindo no evento. O australiano Jamie Mitchell - que estará competindo na corrida técnica de SUP na sexta-feira e na maratona no sábado - é um 10x campeão mundial de paddleboarding, e Antoine Delpero da França é um ex-campeão mundial de Longboard no ISA World Surfing Games.

"É uma boa onda, bom para StandUp", disse Delpero, depois da sua vitória no Round 1, com uma pontuação de 14,73. "Com uma prancha de standup e um remo na mão, você pode levar tudo. As ondas estão bem pequenas, mas não importa, você sempre pode obter um pouco de velocidade e virar e tentar encontrar o buraco na onda ".

Parte do apelo da competição da ISA é que campeões mundiais e competidores sem classificação surfam e competem por seu país, lado a lado, e na mesma bateria. E às vezes os surfistas desconhecidos avançam. Alessandro Onofri da Itália, Finn Mullen da Irlanda e Jim Richardson da Grã-Bretanha estavam entre os surfistas que sobreviveram ao primeiro dia.

Quando a ação se deslocou para as mulheres, uma surpresa para alguns veio quando a competidora solitária da Áustria saiu de sua bateria na primeira posição. Karina Figl vive a maior parte do ano na Cidade do Cabo, África do Sul, terra de seu marido e treinador, Tom Figl, mas as suas raízes e o coração permanecem dedicados à Áustria.

"A Áustria não é uma grande potência do surfe, apesar de que termos talento", disse Karina. "Há alguns de nós austríacos que gostam de surf, há alguns vivendo no Havaí e em La Herradura (Peru). Nós amamos o mar.

"Eu me sinto muito, muito feliz, e muito abençoada por estar aqui", continuou ela. "Muitos dos meus amigos da Cidade do Cabo teriam gostado de estar aqui, e eu sinto falta deles, mas alguns estão aqui, e eu me sinto honrada, muito honrada de estar com eles. É um evento histórico, e as minhas duas filhas, 7 e 5, estão assistindo a transmissão ao vivo e é incrível. "

A ação do dia terminou com o primeiro round da repescagem masculina, onde os surfistas têm uma segunda chance de sobrevivência durante todo o evento - um aspecto da competição da ISA que a torna única. Rafael Tapia (CHI) se considerou com sorte porque a ISA decidiu dar a cada SUPista duas oportunidades para ganhar.

"Estou me sentindo muito bem agora, na verdade. Eu tenho competido em todos os diferentes tipos de esportes aquáticos durante toda a minha vida, e sempre foi difícil competir contra os melhores do mundo quando você vem de um país do terceiro mundo ", disse Tapia.

A competição recomeça no período da manhã, com a fase de qualificação 2 para SUP Masculina, seguido mais tarde no dia (10:00 am hora local) para o primeiro evento de remo, Corrida Feminina de Prancha técnica.

O webcast pode ser visto ao vivo no http://www.isawsuppc.com/live , começando às 8:20 da manhã, horário local (11h20 em Brasilia).

Links Relacionados:

transmissão ao vivo

Galerias | Mais Galerias