#wct #competições 

Medina ganha a primeira nota 10 nos tubos de Fiji

João Carvalho

Miguel Pupo também brilhou nos tubos de Cloudbreak na segunda-feira para derrotar Matt Wilkinson na repescagem para a terceira fase em Fiji

É do fenômeno Gabriel Medina a primeira nota 10 do Volcom Fiji Pro nos tubos de Cloudbreak, na ilha de Tavarua. A nota máxima saiu na onda que ele pegou nos primeiros segundos da bateria com o australiano Yadin Nicol. Medina já dropou botando pra dentro da onda, foi atravessando as placas que caíam a sua frente e ainda mandou dois cutbacks com muito estilo para fechar a melhor apresentação desta quarta etapa do ASP World Tour 2012.

"Foi incrível e estou muito feliz por conseguir a nota 10", falou Gabriel Medina. "Eu estou só querendo surfar, pegar os tubos, me divertir. Eu não sabia o que ia fazer, a onda veio e fui para ela. Esta é só a minha segunda vez que surfo aqui em Fiji e já ouvi que tem outro swell (ondulação) vindo aí. Estou achando muito bom e queria poder competir também em Restaurants (outra onda reservada para o evento, na ilha de Namotu)".

O paulista Miguel Pupo também brilhou nas esquerdas de Cloudbreak na segunda-feira para ganhar de Matt Wilkinson o confronto dos vencedores das etapas do ASP Prime no Brasil este ano. E o campeão do Hang Loose Pro Contest nos tubos da Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha (PE), superou o do Quiksilver Saquarema Prime encerrado domingo passado nas esquerdas da Praia de Itaúna.

Medina e Pupo aumentaram para cinco o número de brasileiros na terceira fase do Volcom Fiji Pro, juntando-se a Adriano de Souza, Heitor Alves e Alejo Muniz que estrearam com vitórias no domingo. Ainda tem o duelo do carioca Raoni Monteiro com o australiano Kai Otton que fecha a repescagem e ficou para a terça-feira.

O mar baixou para 4-6 pés na segunda-feira, mas ainda proporcionou grandes momentos durante o dia e novos recordes foram estabelecidos. Só que o vento apertou e acabou com a formação das ondas em Cloudbreak. A comissão técnica, então, decidiu adiar as duas últimas baterias para a terça-feira, com a primeira chamada marcada para as 8 horas em Fiji.

A segunda-feira começou com Kelly Slater pegando bons tubos para bater fácil o surfista local, Isei Tokovu, com uma larga vantagem de 15,90 a 6,10 pontos. Na segunda bateria do dia, Taj Burrow também superou o catarinense Willian Cardoso na escolha das ondas para vencer por 12,66 a 8,07 pontos. Depois o mar melhorou e Julian Wilson surfou tubos incríveis que valeram duas notas acima de 9 para o australiano aumentar o maior placar do campeonato para 18,57 pontos de 20 possíveis.

"As condições estão realmente boas hoje (segunda-feira)", disse Julian Wilson. "Está muito perfeito. Eu não comecei bem o campeonato ontem (domingo) e estava realmente frustrado por isso. Mas, hoje deu tudo certo. Minha primeira onda já foi boa e me deu confiança para o restante da bateria. Foi ótimo conseguir duas notas altas para fazer o recorde de pontos, fico feliz por isso".

Duas baterias depois, Gabriel Medina ganhou a primeira nota 10 dos juízes logo no início e os tubos continuaram bombando em Cloudbreak nos dois confrontos seguintes. Miguel Pupo chegou a surfar dois na mesma onda para sacramentar a vitória sobre Matt Wilkinson. Ele recebeu nota 8,03 e com ela virou o resultado para 16,96 a 15,76 pontos há três minutos do fim, pois já tinha pegado um tubo muito bom na onda anterior que valeu 8,93.

Os 16,96 pontos seriam o segundo maior placar do dia se Adrian Buchan não atingisse 17,04 para vencer uma bateria igualmente apertada contra o também australiano Kieren Perrow. Depois, o português Tiago Pires despachou a sensação norte-americana, Kolohe Andino, por 11,00 a 5,93 pontos em uma disputa fraca de ondas. O vento já começava a deteriorar as condições do mar e só aconteceu mais uma bateria, vencida pelo americano Brett Simpson.

DUELO BRASILEIRO - Dos cinco brasileiros já classificados, o único que ainda aguarda o encerramento da repescagem para conhecer seu adversário é o paulista Adriano de Souza. Mineirinho defende a quarta posição no ranking e foi escalado para fechar a terceira fase, podendo ser contra Raoni Monteiro, caso passe por Kai Otton.

Mas, um duelo brasileiro já está formado na quinta bateria, entre o catarinense Alejo Muniz e o paulista Gabriel Medina. Esta rodada é eliminatória e só os vencedores se classificam para a quarta fase. Na oitava bateria, o cearense Heitor Alves enfrenta o francês Jeremy Flores. E na 11.a e penúltima, o paulista Miguel Pupo vai encarar o recordista de pontos do Volcom Fiji Pro, Julian Wilson.

Previsão Fiji

TRANSMISSÃO AO VIVO

SEGUNDA FASE - REPESCAGEM - 25.o lugar - US$ 7.000 e 500 pontos:

1.a: Kelly Slater (EUA) 15.90 x 6.10 Isei Tokovu (FJI)

2.a: Taj Burrow (AUS) 12.66 x 8.07 Willian Cardoso (BRA)

3.a: Josh Kerr (AUS) 12.00 x 8.56 Taylor Knox (EUA)

4.a: Julian Wilson (AUS) 18.57 x 7.50 Patrick Gudauskas (EUA)

5.a: Fredrick Patacchia (HAV) 13.67 x 10.54 Michel Bourez (TAH)

6.a: Gabriel Medina (BRA) 16.67 x 9.37 Yadin Nicol (AUS)

7.a: Miguel Pupo (BRA) 16.96 x 15.76 Matt Wilkinson (AUS)

8.a: Adrian Buchan (AUS) 17.04 x 16.23 Kieren Perrow (AUS)

9.a: Tiago Pires (PRT) 11.00 x 5.93 Kolohe Andino (EUA)

10.a: Brett Simpson (EUA) 12.40 x 12.20 Travis Logie (AFR)

-----------ficaram para abrir a terça-feira:

11.a: Bede Durbidge (AUS) x Adam Melling (AUS)

12.a: Kai Otton (AUS) x Raoni Monteiro (BRA)

TERCEIRA FASE - 17.o lugar - US$ 8.500 e 1.750 pontos:

1.a: Taj Burrow (AUS) x seed 21

2.a: John John Florence (HAV) x Adrian Buchan (AUS)

3.a: Josh Kerr (AUS) x Damien Hobgood (EUA)

4.a: Mick Fanning (AUS) x Tiago Pires (PRT)

5.a: Alejo Muniz (BRA) x Gabriel Medina (BRA)

6.a: Joel Parkinson (AUS) x Mitchel Coleborn (AUS)

7.a: Kelly Slater (EUA) x Fredrick Patacchia (HAV)

8.a: Jeremy Flores (FRA) x Heitor Alves (BRA)

9.a: Owen Wright (AUS) x Brett Simpson (EUA)

10: Jordy Smith (AFR) x C. J. Hobgood (EUA)

11: Julian Wilson (AUS) x Miguel Pupo (BRA)

12: Adriano de Souza (BRA) x seed 22

Links Relacionados:

Previsão Fiji