#wsl #atletas 

Marechal Deodoro, em Alagoas, será oitava cidade a receber o Circuito Banco do Brasil de Surfe

WSL

Evento, que tem como principal objetivo descobrir novos talentos para o surfe brasileiro, chega à terceira de cinco etapas em 2024 e acontecerá na Praia do Francês

SÃO PAULO, São Paulo (Quinta-feira, 16 de maio) - A World Surf League (WSL), em parceria com o Banco do Brasil, realiza entre os dias 22 e 26 de maio - pela primeira vez na Praia do Francês, em Marechal Deodoro, litoral sul de Alagoas - a 3ª etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe 2024. Com a proposta de descobrir novos talentos para o surfe brasileiro, a cidade alagoana será a oitava visitada pelo evento desde o início do projeto, em 2022. Garopaba (SC), Salvador (BA), Ubatuba (SP), Saquarema (RJ), São Sebastião (SP), Itupeva (SP) e Torres (RS) foram os outros municípios contemplados.

Circuito Banco do Brasil, que neste ano traz o slogan “Fã e apoiador do surfe brasileiro”, tem como bandeira unir qualidade de vida, sustentabilidade, preservação do meio ambiente e um estilo de vida saudável, além, é claro, de incentivar a descoberta de novos talentos para o surfe brasileiro. Outra preocupação da organização é garantir uma premiação igualitária para homens e mulheres.

“A competição também cumpre o seu propósito de visitar diferentes lugares nas três regiões da costa litorânea brasileira e, desta forma, garimpar talentos espalhados por todo o país, garantindo as oportunidades necessárias para que todos possam mostrar seus talentos. A parceria com o Banco do Brasil é essencial e possibilita que o circuito competitivo atinja mais pessoas que sonhem em chegar à elite do esporte”, afirmou Ivan Martinho, presidente da WSL na América Latina.

Em 2024, as etapas - tanto no masculino como no feminino - foram vencidas por catarinenses. Na primeira - em Torres, Rio Grande do Sul, válida como QS 1000, na Praia dos Molhes - Matheus Navarro e Laura Raupp venceram. Na segunda, em Saquarema, no Rio, na Praia de Itaúna, válida como um QS 5000, os grandes campeões foram Lucas Vicente e, mais uma vez, Raupp.

Cidade histórica e praia desejada por turistas

Escolhido para a realização da etapa, o município de Marechal Deodoro reúne história, cultura e belezas naturais. Além de ser a primeira capital de Alagoas, a cidade também é conhecida por ser a terra natal de Marechal Deodoro da Fonseca, primeiro presidente do Brasil. Além disso, oferece uma experiência única para os visitantes, com uma rica gastronomia, artesanato diversificado e cenários naturais deslumbrantes.

Já as provas vão acontecer na Praia do Francês, considerada por muitos como o “Havaí Brasileiro”, entre os trechos do Leprosário e do Coqueiral. O primeiro apresenta ondas desafiadoras, com força e velocidade consideráveis, enquanto o Coqueiral é conhecido e procurado pelos surfistas por causa das ondas tubulares e rápidas para os dois lados.

Com cerca de 15 quilômetros de extensão, a praia oferece uma variedade de ambientes para os visitantes explorarem. Na extremidade sul, as águas tranquilas e rasas são ideais para as famílias com crianças pequenas, enquanto os surfistas encontram condições perfeitas para pegar ondas na parte norte, onde o mar é mais agitado.

Além disso, a praia é também famosa por proporcionar uma vida noturna com uma mistura irresistível de música, gastronomia e diversão, que complementa perfeitamente o charme natural e a energia vibrante desta praia paradisíaca.

Na edição alagoana, o público ainda poderá curtir uma série de atividades gratuitas que acompanham o Circuito Banco do Brasil de Surfe, entre elas a conscientização ambiental, como coleta de resíduos recicláveis e mutirão de limpeza na praia, trilha ecológica, aula sobre ação de desova de tartarugas, atividades esportivas - como aulas de surfe - e a participação no programa Novas Ondas, que oferece aos jovens experiência com os atletas profissionais. O evento ainda promoverá ações de plantio de mudas nativas.

Os espectadores contarão ainda com a presença de grandes nomes do esporte. Alguns deles já passaram pelo CT e outros atualmente disputam o CS. Além disso, o evento ainda terá campeões mundiais Pro Junior e, claro, os representantes da nova geração da modalidade. Entre as mulheres, vão marcar presença Laura Raupp, atualmente na disputa do CS e líder do ranking do QS regional, Sophia Medina, irmã de Gabriel e representante da nova geração, Silvana Lima, que já esteve na disputa do CT, além das peruanas Sol Aguirre, já classificada para os Jogos Olímpicos de Paris 2024, e Daniella Rosas.

Já no masculino estarão Rafael Teixeira (CS), Lucas Vicente, campeão mundial pro junior e atual líder do ranking QS regional, Alex Ribeiro (ex-CT), Mateus Herdy, campeão mundial pro junior e atleta do CS, Gabriel Klaussner, representante da nova geração e vencedor do Circuito Banco do Brasil de Surfe, em 2022, entre outros.

No Francês, o Circuito Banco do Brasil de Surfe também será parte do Qualifying Series 3000 (QS), torneio em que os melhores surfistas se qualificam para o Challenger Series (CS), divisão de acesso para o Championship Tour (CT), primeira do surfe mundial. A disputa terá transmissão ao vivo pelo worldsurfleague.com, no app da WSL e nos canais oficiais da organização no YouTube.