#surf #feminino #notícias #eventos #profissional 
Brasil

MAMALA Surf Pro 2022

George Noronha

Contagem regressiva para a abertura do Campeonato Brasileiro Feminino de Surfe Profissional da Abrasp 2022

Entre os dias 13 e 16 de janeiro a Praia Formosa, mais conhecida como Leste-Oeste, localizada na Capital cearense, servirá de palco para o show das melhores surfistas do Ceará, do Nordeste e do Brasil, na 1ª Edição do MAMALA Surf Pro. O evento é válido como Campeonato Brasileiro da Associação Brasileira de Surf Profissional, entidade que homologa a competição junto com a Federação de Surf do Estado do Ceará.

O evento acontecerá em frente à SURF LADIES HOUSE e promete ser uma grande confraternização de várias modalidades e categorias de boardsports, além do surf, com a realização de campeonatos de Bodyboarding, Longboard, SUP Wave e Surfe Adaptado, sendo EXCLUSIVO PARA MULHERES, com exceção apenas das categorias do Surfe Adaptado, que não possuem restrição de gênero.   

Além das competições multimodalidades, diversas atividades paralelas serão realizadas na praia com as participantes, seus convidados e simpatizantes presentes:

  • Apresentação de Surf Adaptado;
  • Arte em Prancha;
  • Aulão de Yoga;
  • Limpeza da Praia;
  • Batalha de Hip-Hop
  • Palestra sobre a Importância da Inclusão do Esporte no Planejamento da Cidade;
  • Palestra sobre Feminicídio, Lei Maria da Penha e Direitos da Mulher;
  • Palestra sobre a Importância da Diminuição dos Plásticos nos Oceanos;
  • Roda de Conversa sobre o Empoderamento e Empreendedorismo Feminino;
  • Shows de bandas locais.

INFRAESTRUTURA

Para receber todas essas atividades uma superestrutura de praia será montada com palanque, pódio, banheiros químicos, tendas para as competidoras, Palco para as Apresentações Musicais e Palestras. Tudo pensado para dar às participantes e seus convidados todo o conforto e segurança durante os quatro dias do evento.

CATEGORIAS:

Como o evento será primordialmente destinado a mulheres de todas as idades e níveis, a Organização optou por definir um total de máximo de 212 vagas, às quais 12 delas serão para equipes de 2 pessoas para as baterias em dupla, totalizando 228 atletas de todas as idades, distribuídas em 18 categorias da seguinte forma:

1. SURF INICIANTE (16 vagas) – Categoria por nível de surf, sem limite de idade, competidoras entram com professor, podem ser empurradas e a pontuação será por extensão da onda, equilíbrio, postura, independência, etc;

2. SURF INTERMEDIÁRIO (12 vagas) – Categoria por nível de surf, sem limite de idade, competidora entra com professor apenas para orientá-la (não será permitido o contato físico do professor com a aluna em hipótese alguma durante a bateria) e a pontuação será por extensão da onda, equilíbrio, postura e poderá arriscar manobras para ganhar pontuação extra;

3. SURF AVANÇADO (12 vagas) – Categoria por nível de surf, sem limite de idade, competidora entra sozinha e já deve arriscar manobras;

4. SURF SUB 10 (8 vagas) – Atletas até 10 anos;

5. SURF SUB 14 (8 vagas) – Atletas até 14 anos;

6. SURF SUB 18 (12 vagas) – Atletas até 18 anos;

7. SURF OPEN (16 vagas) – Idade e nível aberto;

8. SURF MASTER (8 vagas) – Atletas acima de 40 anos, nível aberto;

9. SURF PRO (32 vagas) – Surfe profissional. R$ 20 mil em premiação;

10. BODYBOARDING INICIANTE (12 vagas) – Bodyboarding nível iniciante;

11. BODYBOARDING OPEN (12 vagas) – Idade e nível aberto;

12. BODYBOARDING PRO (12 vagas) – Bodyboarding Profissional. R$ 5 mil reais em premiação;

13. CASADINHAS (12 duplas) – equipe com 2 competidoras de categorias diferentes, soma das duas melhores notas de cada competidora, sem limites de onda;

14. SURFE ADAPTADO - CADEIRANTE (12 vagas) – modalidade paradesportiva de surfe adaptado, sem limite de idade ou restrição de gênero;

15. SURFE ADAPTADO - OPEN (12 vagas) – modalidade paradesportiva de surfe adaptado, sem limite de idade ou restrição de gênero;

16. SUP OPEN (8 vagas) – Stand Up Paddle nível aberto;

17. LONGBOARD INICIANTE (8 vagas) – Longboard nível escolinha.

18. LONGBOARD OPEN (8 vagas) – Longboard nível aberto.

IMPORTANTE:

Das 18 categorias, 16 são exclusivamente femininas e 2 paradesportivas sem restrição de gênero;

Um documento com foto original será exigido na tanto no ato da inscrição, quanto no check-in da competição, para fins de comprovação nas categorias com limite de idade;

As inscrições nas categorias por nível serão confirmadas de acordo com o nível de surf de cada competidora. Para isso cada competidora deverá preencher completamente o questionário da Ficha de Inscrição;

Todas as competidoras terão que apresentar comprovação de vacinação contra o COVID-19 no momento da inscrição. Competidoras menores de 18 anos terão que apresentar autorização dos pais ou responsáveis no momento da inscrição.

INSCRIÇÕES:

As inscrições para o MAMALA Surf Pro vão até o dia 08 DE JANEIRO, ou até o limite de vagas de cada categoria, EXCLUSIVAMENTE PELO WHATSAPP, através do envio do comprovante de depósito bancário ou Pix e preenchimento do Formulário de Inscrição.

APÓS 08/01 NÃO SERÃO MAIS ACEITAS INSCRIÇÕES.

Dados: Joana Paula Pereira Meireles CPF: 604583263-99

Pix: inscricaomamala21@surfladiesbr.com

Conta: Instituição 380 – PicPay Serviços S.S – Ag 0001 – Cc 64634197-9

Whatsapp para Confirmação da Inscrição: (85) 9 86425832

Formulário de Inscrição: https://forms.gle/C5cRqiS68MvWod4YA

VALORES

  • Surfe Pro: R$ 220 (duzentos e vinte reais);
  • Bodyboarding Pro: R$ 120,00 (cento e vinte reais);
  • Casadinha (Duplas): R$ 120 (cento e vinte reais);
  • Categorias OPEN – Surfe, Bodyboarding, SUP e Longboard: R$ 100,00 (cem reais);
  • Demais Categorias – Surfe Iniciante, Surf Intermediário, Surfe Avançado, Surfe Master, Sub 10, Sub 14, Sub 18, Longboard Iniciante e Bodyboarding Iniciante: R$ 80,00 (oitenta reais);
  • Categorias Surfe Adaptado: Inscrição Gratuita.

Todos os inscritos receberão a camisa oficial e kit do evento.

PREMIAÇÃO

R$ 25.000,00 divididos entre as profissionais;

Pranchas para as vencedoras das categorias Surfe Open e Bodyboarding Open;

Troféus e Kits para todos os finalistas das 18 categorias em disputa.

Distribuição da Premiação

Surfe Profissional: R$ 20.000,00 (vinte mil reais) a serem divididos da seguinte forma:

1ª – R$ 5.250 (cinco mil duzentos e cinquenta reais);

2ª – R$ 2.750 (dois mil setecentos e cinquenta reais);

3ª – R$ 2.250 (dois mil duzentos e cinquenta reais);

4ª – R$ 1.750 (mil setecentos e cinquenta rais);

5ª – R$ 1.200 (mil e duzentos reais) 2x;

7ª – R$ 800 (oitocentos reais) 2x;

9ª – R$ 550 (quinhentos e cinquenta reais) 4x;

13ª– R$ 450 (quatrocentos e cinquenta reais) 4x.

 

Bodyboarding Profissional: R$ 5.000,00 (cinco mil reais) divididos da seguinte forma:

1ª – R$ 2.500,00 (dois mil e quinhentos reais);

2ª – R$1.250,00 (mil duzentos e cinquenta reais);

3ª – R$  750,00 (setecentos e cinquenta reais);

4ª – R$  500 (quinhentos reais).

 

Surfe Open: 1 prancha de surfe para a vencedora. Troféus e Kits para todas as finalistas;

Bodyboarding Open: 1 prancha de boadyboarding para a vencedora. Troféus e Kits para todas as finalistas;

DEMAIS CATEGORIAS: TROFÉUS E KITS PARA TODOS OS FINALISTAS.

Segundo uma das organizadoras do evento, Joana Meireles, o MAMALA Surf Pro é um evento pensado no empoderamento e no crescimento do surfe feminino no Ceará, no Nordeste e no Brasil:

“Todas as categorias, ações e atividades do evento foram pensadas para atender às demandas femininas. Pela primeira vez no estado um evento premia em dinheiro as modalidades surfe e bodyboarding e além disso, estamos contemplando outras modalidades como Sup e Surfe Adaptado. Estamos muito contentes com toda a rede de apoio que vem se construindo em torno desse projeto e isso nos motiva ainda mais a dar o nosso melhor para fazer acontecer o maior evento feminino de boardsports já realizado no Ceará”, afirmou Joana.

O MAMALA Surf Pro, evento válido como Campeonato Brasileiro Feminino de Surf  Profissional da ABRASP, conta com o Patrocínio de Secretaria de Esporte e Juventude do Estado do Ceará, Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza, Vereadora Larissa Gaspar, Enfermeira Ana Paula e Restaurante Illa Mare. Apoio: Secultfor e Surfguru. Homologação e Chancela: FSEC-Federação de Surf do Estado do Ceará e ABRASP-Associação Brasileira de Surf Profissional. Realização: Surf Ladies e Coletivo Bem Viver. Organização: Joana Meireles e Tayane Sales, com apoio da Vereadora Larissa Gaspar.

Comentários

Galerias | Mais Galerias