#brasileiro #profissional 
Rio de Janeiro - Brasil

Líderes dos rankings avançam para a fase dos 48 melhores do SuperSurf Internacional

João Carvalho

Raoni Monteiro estreou batendo recorde e Caetano Vargas passou em segundo na sua bateria. Uma quarta-feira emocionante na Barra da Tijuca, com várias baterias decisivas rolando o dia todo nas boas ondas de 2-4 pés de altura.

Muitos já saíram da briga pelos títulos que estão sendo decididos nesta semana na capital carioca, mas os líderes avançaram para a fase dos 48 melhores da etapa com nível máximo 6 estrelas que fecha a temporada de eventos do Circuito Mundial no Brasil esse ano.

O carioca Raoni Monteiro tenta o bicampeonato sul-americano e estreou registrando um novo recorde de placar - 15,53 pontos. Já o paranaense Caetano Vargas, que está na frente da corrida pelo Peugeot zerinho do SuperSurf 2010, passou em segundo lugar na sua bateria, vencida pelo paraibano Ulisses Meira. Os quatro que estavam abaixo dele no ranking, já estão fora da disputa.

RECORDES - O carioca Leandro Bastos só estréia na quinta-feira, pois na quarta rolaram vinte baterias da segunda fase e ele está escalado na 21.a, próxima a entrar no mar na Barra da Tijuca. Já Willian Cardoso começou batendo os recordes da etapa - nota 8,5 e 14,30 pontos. “Foi uma onda tradicional que costumo fazer, uma esquerda da série, acabei acertando duas manobras fortes e a nota saiu”, descreveu o catarinense sobre a melhor onda surfada na Barra da Tijuca até ali.

RANKING SUPERSURF - Já a disputa do título do SuperSurf Internacional 2010, que vale um Peugeot zerinho oferecido pela Editora Abril, começou com vinte candidatos e só restaram nove, o líder Caetano Vargas, Renato Galvão (SP), David do Carmo (SP), Ricardo dos Santos (SC), Pedro Henrique (RJ), Jano Belo (PB), Bernardo Pigmeu (PE), Victor Ribas (RJ) e Charlie Brown (CE). Os que mais ameaçavam o líder Caetano Vargas já foram eliminados da etapa final na Barra da Tijuca, o carioca Simão Romão (2.o no ranking), o baiano Dennis Tihara (4.o) e os paulistas Marco Aurélio (3.o) e Robson Santos (5.o).

BATERIA PEUGEOT - O paulista David do Carmo passou a ser um dos principais concorrentes do paranaense. No ano passado, ele venceu a última etapa do SuperSurf válida pelo Circuito Brasileiro nas mesmas ondas da Barra da Tijuca. Na quarta-feira, participou do confronto mais esperado do dia, envolvendo quatro candidatos ao Peugeot. A disputa foi emocionante e só decidida nos minutos finais, quando David conseguiu uma virada espetacular para recuperar a classificação segundos depois de Diego Rosa ter lhe tirado o segundo lugar. Sua última onda foi tão boa que ele passou em primeiro, com o pernambucano Bernardo Pigmeu em segundo. Os dois continuam na briga pelo Peugeot, ao contrário de Diego Rosa e Magno Pacheco.

Bernardo Pigmeu liderou praticamente toda a bateria, mas passou em segundo lugar depois da onda salvadora de David do Carmo. O pernambucano venceu a etapa passada do SuperSurf Internacional 2010 no Costão do Santinho (SC) e sua única chance de ficar com as chaves do Peugeot é conquistar outra vitória na Barra da Tijuca. Seu próximo desafio terá outro concorrente direto, o experiente Victor Ribas, de Cabo Frio (RJ), e os paulistas Odirlei Coutinho e Gilmar Silva.

O SuperSurf Internacional 2010 é produzido pela Editora Abril com patrocínio da Peugeot e co-patrocínio da Azzaro e da surfwear Nicoboco, com esta última etapa também contando com o apoio da Prefeitura Municipal do Rio de Janeiro, Governo do Estado do Rio de Janeiro, através da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer, da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), Associação de Surf da Barra da Tijuca (ASBT) e Revista Fluir. O evento é homologado pela ASP South America como etapa nível 6 do ASP World Star com premiação de 145.000 dólares e 3.000 pontos no ASP World Ranking.

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 600 e 300 pts) / 4.o=73.o lugar ($ 500 e 169 pts):

1.a: 1-Pedro Henrique (BRA), 2-Neco Padaratz (BRA), 3-Dennis Tihara (BRA), 4-Dunga Neto (BRA)

2.a: 1-Paulo Moura (BRA), 2-Gavin Gillette (HAV), 3-Argus Diniz (BRA), w.o-Eneko Acero (ESP)

3.a: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Jeronimo Vargas (BRA), 3-Marcelo Nunes (BRA), 4-Flavio Nakagima (BRA)

4.a: 1-Ulisses Meira (BRA), 2-Caetano Vargas (BRA), 3-Yan Guimarães (BRA), 4-Hizunomê Bettero (BRA)

5.a: 1-Willian Cardoso (BRA), 2-Igor Morais (BRA), 3-Alandreson Martins (BRA), 4-Danilo Costa (BRA)

6.a: 1-Charlie Brown (BRA), 2-Michel Roque (BRA), 3-Tomas Hermes (BRA), 4-Patrick Tamberg (BRA)

7.a: 1-Gustavo Fernandes (BRA), 2-Adilton Mariano (BRA), 3-Antonio Bortoletto (AFR), 4-Tanio Barreto (BRA)

8.a: 1-Marcelo Bispo (BRA), 2-Pablo Paulino (BRA), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Ricardo Ferreira (BRA)

9.a: 1-Franklin Serpa (BRA), 2-Leonardo Neves (BRA), 3-Pedro Norberto (BRA), 4-Saulo Junior (BRA)

10: 1-Jean da Silva (BRA), 2-Gabriel Pastori (BRA), 3-Marthen Pagliarini (BRA), 4-Messias Felix (BRA)

11: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Yuri Sodré (BRA), 3-Gabriel Galdino (BRA), 4-Robson Santos (BRA)

12: 1-Raoni Monteiro (BRA), 2-Medi Veminardi (BRA), 3-Alan Donato (BRA), 4-Sidney Guimarães (BRA)

13: 1-Bruno Rodrigues (BRA), 2-Gilmar Silva (BRA), 3-Wiggolly Dantas (BRA), 4-Marco Aurelio (BRA)

14: 1-David do Carmo (BRA), 2-Bernardo Pigmeu (BRA), 3-Diego Rosa (BRA), 4-Magno Pacheco (BRA)

15: 1-Victor Ribas (BRA), 2-Jano Belo (BRA), 3-Alvaro Bacana (BRA), 4-Angelo Lozano (MEX)

16: 1-Odirlei Coutinho (BRA), 2-Pedro Husadel (BRA), 3-Rodrigo Dornelles (BRA), 4-Nathan Brandi (BRA)

17: 1-Aritz Aranburu (ESP), 2-Daison Pereira (BRA), 3-Guilherme Ramalho (BRA), 4-João Guedes (PRT)

18: 1-Eric de Souza (BRA), 2-Masatoshi Ohno (JPN), 3-Junior Faria (BRA), 4-Thiago Guimarães (BRA)

19: 1-Luel Felipe (BRA), 2-Renato Galvão (BRA), 3-Bernardo Lopes (BRA), 4-André Silva (BRA),

20: 1-Gabriel Medina (BRA), 2-Thiago de Sousa (BRA), 3-Wilson Nora (BRA), 4-Bruno Galini (BRA)

-------------------------baterias que vão abrir a quinta-feira:

21: Leandro Bastos (BRA), Rudá Carvalho (BRA), Heitor Pereira (BRA), Adrien Toyon (REU)

22: Brandon Jackson (AFR), Halley Batista (BRA), Tamaê Bettero (BRA), Alan Saulo (BRA)

23: Marcio Farney (BRA), Ricardo dos Santos (BRA), Felipe Ximenes (BRA), Jatyr Berasaluce (ESP)

24: Marco Polo (BRA), Alan Jhones (BRA), Manuel Selman (CHL), Erbeliel Andrade (BRA)

TERCEIRA FASE – 48 melhores – baterias já formadas:

1.a: Caetano Vargas (BRA), Pedro Henrique (BRA), Paulo Moura (BRA), Jeronimo Vargas (BRA)

2.a: Neco Padaratz (BRA), Gavin Gillette (HAV), Ian Gouveia (BRA), Ulisses Meira (BRA)

3.a: Willian Cardoso (BRA), Pablo Paulino (BRA), Charlie Brown (BRA), Adilton Mariano (BRA)

4.a: Gustavo Fernandes (BRA), Michel Roque (BRA), Igor Morais (BRA), Marcelo Bispo (BRA)

5.a: Yuri Sodré (BRA), Jean da Silva (BRA), Franklin Serpa (BRA), Medi Veminardi (REU)

6.a: Raoni Monteiro (BRA), Leonardo Neves (BRA), Alex Ribeiro (BRA), Gabriel Pastori (BRA)

7.a: David do Carmo (BRA), Jano Belo (BRA), Bruno Rodrigues (BRA), Pedro Husadel (BRA)

8.a: Bernardo Pigmeu (BRA), Victor Ribas (BRA), Odirlei Coutinho (BRA), Gilmar Silva (BRA)

9.a: Aritz Aranburu (ESP), Renato Galvão (BRA), Thiago de Sousa (BRA), Eric de Souza (BRA)

10: Gabriel Medina (BRA), Masatoshi Ohno (JPN), Daison Pereira (BRA), Luel Felipe (BRA)

Galerias | Mais Galerias