#competições #eventos #surf #atletas #profissional 
Santa Catarina - Brasil

Itajaí Pro recebe etapa do Circuito Catarinense Profissional nos Molhes da Atalaia

João Carvalho

A principal atração do Festival Molhes in Vibe Fico já tem grandes estrelas confirmadas para competir no próximo final de semana, dias 22 a 24 de julho, em Itajaí

A Federação Catarinense de Surf (FECASURF) vai realizar a segunda etapa do Circuito Estadual Profissional mais rico do Brasil, em um dos picos de surfe mais emblemáticos do país. Grandes estrelas do esporte já estão confirmadas para competir no Itajaí Pro nos Molhes da Atalaia, no próximo final de semana, dias 22 a 24 de julho. O evento oferece uma premiação de 30.000 Reais para as categorias masculina e feminina e será a principal atração do “Festival Molhes in Vibe Fico”, que vem acontecendo desde o início do mês nos Molhes da Atalaia. A competição será transmitida ao vivo pelo site da FECASURF: www.fecasurf.com.br.

“É uma grande satisfação poder realizar uma etapa do Circuito Catarinense Profissional nas ondas perfeitas dos Molhes da Atalaia, que é considerado como um dos principais picos de surfe do Brasil”, disse Renato Melo, presidente da Federação Catarinense de Surf. “Depois de 2 anos de pandemia, estamos voltando a promover um circuito profissional forte, com boa premiação, incluindo pela primeira vez a categoria feminina. A abertura da temporada foi um grande sucesso e esperamos que isso se repita agora em Itajaí também”.

As inscrições para o Itajaí Pro seguem abertas com vagas nas duas categorias e o prazo inicial é até o dia 18 de julho, ou seja, até a próxima segunda-feira. As inscrições devem ser realizadas através da plataforma da Atletis no link - https://www.atletis.com.br/evento/etapa-catarinense-de-surf-profissional-8088 - e a FECASURF alerta que informações sobre as filiações podem ser acessadas no www.fecasurf.com.br.

A primeira das cinco etapas do Circuito Catarinense Profissional programadas para este ano, foi disputada na Praia do Santinho, em Florianópolis, com Mateus Herdy e Tainá Hinckel vencendo o Costão Pro e largando na frente na corrida pelos títulos de 2022. Além da premiação de 30.000 Reais em cada etapa, sendo 20.000 Reais para a categoria masculina e 10.000 Reais para a feminina, os campeões estaduais de 2022 vão ganhar um prêmio extra, uma moto Yamaha da Motostore, patrocinadora do Circuito Catarinense Profissional.

Como não foi possível realizar competições no ano passado, devido às restrições impostas pela pandemia do Covid-19, o resultado da primeira etapa em Florianópolis, também decidiu os títulos de 2021 e Tainá Hinckel se consagrou como a primeira campeã catarinense profissional da história. Ela é uma das surfistas que já garantiram participação no Itajaí Pro.

O campeão estadual de 2021 e líder do ranking 2022, Mateus Herdy, ainda não confirmou seu nome, mas outras estrelas do esporte já fizeram suas inscrições. Entre eles, destaque para ex-tops da elite mundial da World Surf League, como os catarinenses Willian Cardoso e Marco Polo, o paranaense Peterson Crisanto e até surfistas de outros países, como os argentinos Leandro Usuna e José Gundesen e o uruguaio Marco Giorgi.

O Itajaí Pro será válido como segunda etapa do Circuito Profissional da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) em realização conjunta com a Associação de Surf das Praias de Itajaí (ASPI), com patrocínio da Prefeitura de Itajaí, Fico, Motostore Yamaha, copatrocínio do Porto de Itajaí, Bravíssima Private Residence, GoFly Channel, Surfland, Banana Wax e Santa Costa, homologação da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) e toda a competição será transmitida ao vivo pelo www.fecasurf.com.br.

TOP-10 DO RANKING FECASURF PRO 2022 – 1.a etapa:

01: Mateus Herdy (Florianópolis) – 2.000 pontos

02: Santiago Muniz (Bombinhas) – 1.720

03: Lucas Vicente (Florianópolis) – 1.460

03: José Francisco (Florianópolis) – 1.460

05: Michael Rodrigues (Florianópolis) – 1.220

06: José Gundesen (Florianópolis) – 1.110

07: Walley Guimarães (Imbituba) – 1.000

07: Messias Felix (Imbituba) – 1.000

09: Willian Cardoso (Bal. Camboriú) – 900

09: Wallace Vasco (Florianópolis) – 900

09: Marcio Farney (Florianópolis) – 900

TOP-10 DO RANKING FEMININO – 1.a etapa:

01: Tainá Hinckel (Palhoça) – 1.000 pontos

02: Laura Raupp (Florianópolis) – 730

03: Kiany Hyakutake (Florianóplis) – 610

03: Maya Carpinelli (Garopaba) – 610

05: Juliana Quint (Florianópolis) – 555

06: Yasmin Dias (Passos de Torres) – 500

06: Potira Castaman (Florianópolis) – 500

08: Isabelle Nalu (Florianópolis) – 450

08: Susã Leal (São Fco. do Sul) – 450

10: Lanai Henrique (Palhoça) – 400

10: Larissa Adriano (Navegantes) – 400

CAMPEÕES CATARINENSES PROFISSIONAIS DA FECASURF: desde 1980

2021: Matheus Herdy (SC) e Tainá Hinckel (SC)

2020: Ian Gouveia (PE) em 1 etapa virtual pela internet

2019: Luan Wood (SC)

2018: Uriel Sposaro (SC)

2017: Caetano Vargas (PR) bicampeão

2016: Caetano Vargas (PR)

2015: André Moi (SC)

2014: Marco Giorgi (URU)

2013: Tomas Hermes (SC) bicampeão

2012: Yuri Gonçalves (SC)

2011: Tiago Bianchini (SC)

2010: Tomas Hermes (SC)

2009: Tânio Barreto (AL)

2008: Marco Polo (SC) bicampeão

2007: Marco Polo (SC)

2006: Diego Rosa (SC) bicampeão

2005: Jean da Silva (SC)

2004: Diego Rosa (SC)

2003: Raphael Becker (SC)

2002: Neco Padaratz (SC)

2001: Fabio Carvalho (SC) bicampeão

2000: James Santos (SC) bicampeão

1999: Guga Arruda (SC) bicampeão

1998: Teco Padaratz (SC)

1997: Luli Pereira (SC)

1996: James Santos (SC)

1995: Guga Arruda (SC)

1994: Junior Maciel (SC)

1993: Fabio Carvalho (SC)

1992: Carlos Santos (SC)

1991: não houve circuito

1990: Saulo Lyra (SC)

1989: Ivan Junkes (SC) bicampeão

1988: Icaro Cavalheiro (SC)

1987: Ivan Junkes (SC)

1986: Luiz Neguinho (SC)

1985: Waldemar “Bilo” Wetter (SC)

1984: David Husadel (SC) tricampeão

1983: David Husadel (SC) bicampeão

1982: David Husadel (SC)

1981: Bita Pereira (SC)

1980: Roberto Lima (SC)

Comentários

Galerias | Mais Galerias