#ecologia #biologia #animais #cultura #educação #impacto #ação ambiental 
Ubatuba - São Paulo - Brasil

Instituto Argonauta realiza a soltura de duas aves marinhas ao seu habitat natural

Instituto Argonauta

Em junho, foram resgatados e reabilitados indivíduos de duas espécies diferentes de trinta-réis em Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo.

O Instituto Argonauta realizou a soltura de dois indivíduos de diferentes espécies de trinta-réis (Sterna hirundinacea e Thalasseus acuflavidus) no mês de junho em Ubatuba, Litoral Norte de São Paulo. O trinta-réis-de-bico-vermelho (S. hirundinacea), foi resgatado pela equipe do Projeto de Monitoramento de Praias (PMP-BS) após acionamento por moradores. 

Apesar de um comportamento ativo, apresentava incapacidade de voo, sendo atendido inicialmente na Unidade de Estabilização (UE) de São Sebastião, onde foi constatado, durante o atendimento médico veterinário, que o animal estava desidratado, com baixo peso corporal e uma lesão na pata direita. Depois de estabilizada, a ave foi transferida para o Centro de Reabilitação e Despetrolização (CRD) de Ubatuba, no dia 22 de junho, para dar continuidade ao tratamento.

Já o trinta-réis-de-bando (T. acuflavidus) foi resgatado na Ilha do Prumirim, em Ubatuba. Este, por sua vez, apresentava paralisia das patas, sinais de intoxicação e peso corporal também baixo. As duas aves marinhas passaram por tratamentos de hidratação, desintoxicação, fisioterapia e foram juntas devolvidas à natureza, na praia do Perequê-Açu em Ubatuba neste último fim de semana.

Os trinta-reis-de-bando são aves encontradas em toda a costa brasileira, e, como o próprio nome sugere, andam em grandes bandos, inclusive com outras espécies de trinta-réis. Já os trinta-réis-de-bico-vermelho, também conhecidos como Andorinhas do mar, são encontrados na região Sul e Sudeste do Brasil e hoje são considerados animais vulneráveis à extinção.

Depois de passar por reabilitação, aves foram devolvidas à natureza em Ubatuba

Sobre o Instituto Argonauta

O @institutoargonauta foi fundado em 1998 pela Diretoria do Aquário de Ubatuba e reconhecido em 2007 como OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). O Instituto tem como objetivo a conservação do Meio Ambiente, em especial a conservação dos ecossistemas costeiros e marinhos. Para isso, apoia e desenvolve projetos de pesquisa, resgate e reabilitação da fauna marinha, educação ambiental e resíduos sólidos no ambiente marinho, dentre outras atividades. 

Sobre o PMP-BS 

O Instituto Argonauta também é uma das instituições executoras do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, por meio do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos.

O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. O Instituto Argonauta monitora o Trecho 10, compreendido entre São Sebastião e Ubatuba.

Seja um Argonauta!

Venha conhecer o Museu da Vida Marinha @museudavidamarinha, na Avenida Governador Abreu Sodré, 1067 - Perequê-Açu, Ubatuba/SP, aberto diariamente. Para acionar o serviço de resgate de mamíferos, tartarugas e aves marinhas vivos, debilitados ou mortos, entre em contato pelos telefones 0800-642-3341 ou diretamente para o Instituto Argonauta: (12) 3833.4863 - 3833.5789/ (12) 3834.1382 (Aquário de Ubatuba)/ (12) 3833.5753/ (12) 99705.6506 e (12) 99785.3615 - WhatsApp.

Também é possível baixar gratuitamente o Aplicativo Argonauta, disponível para os sistemas operacionais iOS (APP Store) e Android (Play Store). No aplicativo, o internauta pode informar ocorrências de animais marinhos debilitados ou mortos em sua região, bem como informar ainda problemas ambientais nas praias, para que a equipe do Argonauta encaminhe a denúncia para os órgãos competentes.

A base do Instituto está situada na Tv. Baitacas, nº 20, bairro Perequê-Açu, Ubatuba/SP - CEP 11680-000.

Comentários

Galerias | Mais Galerias