#competições #surf #eventos #profissional #notícias 
Brasil

III Etapa do Circuito Metropolitano de Surf Pro

Alexandre Gondim

A praia de Gaibu no Cabo de Santo Agostinho (PE) irá receber nesse próximo fim de semana, de 07 a 09/01, a terceira e última etapa do Circuito Metropolitano de Surf Pro.

Depois da praia de Itapuama e Enseada dos Corais chegou a vez da vitrine do município sediar a competição que distribui 30 mil reais em dinheiro para categoria profissional além de pranchas, blocos e kits divididos em oito categorias.

Chamando a atenção de competidores de altíssimo nível e de vários estados do Brasil o evento que está consolidado no município pelo sucesso da organização já foi confirmada a próxima edição pelo secretário de esportes da Prefeitura do Cabo, Nino Beleza durante a segunda etapa, ratifica a competente organização da Associação de Surf local, a ASC.

“Trouxemos profissionais e as categorias de base para incentivar o esporte e o turismo no Cabo de Santo Agostinho, onde foi cobrada inscrições com alimentos a serem distribuídos a população em vulnerabilidade e assim fomentar neles o profissionalismo. O turismo e o comércio foram estimulados depois de quatro meses parados pela pandemia.” Falou Marco Surf, presidente da ASC.

No mar de Gaibu estarão os melhores surfistas do Nordeste entre eles alguns do próprio município como Cauã Nunes, vencedor da primeira etapa, e Deyvisson Santos. Vindo de Ipojuca os “Maracas Boys”: Alan Donato, Douglas Silva e Luel Felipe, vencedor da segunda etapa, do Rio Grande do Norte virá Mateus Sena, da Paraíba Ulisses Meira e do Pará Nayson Costa.

As disputas começarão as sete horas dessa sexta-feira, 07/01, com as categorias Subs 14,16 e 18 e a feminino. No sábado, 08/01, será a vez da Master, Grand Master e Feminino e no domingo,09/01, é a vez dos profissionais. Ainda há vagas e as inscrições podem ser feitas pelo Whatsapp (81)986212148.

A realização do Circuito Metropolitano de Surf Pro 2021 apresentado pela Arrecifes é da Associação de Surfe do Cabo de Santo Agostinho, a produção executiva é do Centro Cultural Farol da Vila, com os copatrocínios da Domínio e Oceanside, com o incentivo da prefeitura do cabo de santo Agostinho e apoio da Teccel, Banzai, Argo, Inside, SurfReal, Suape Grill, All Ticket, Suape, Dinâmica e Baly Grip

SOBRE O CIRCUITO METROPOLITANO DE SURF - Em 1995, na praia de Gaibu, surgiu o Metropolitano de Surf. Inicialmente como uma competição esportiva amadora agregando na sua programação, além do esporte, o entretenimento das comunidades praieiras, com surfistas, moradores locais e turistas que frequentam a orla do município do Cabo de Santo Agostinho.

O evento foi consolidado por sua continuidade e ganhando importância no calendário de eventos culturais e esportivos da cidade do Cabo. A cada edição realizada, o Metropolitano crescia em infraestrutura, em participação dos surfistas, e em premiações. Todas as suas edições anteriores, sempre tiveram a expressiva participação do público e de surfistas de todo o Nordeste. 

Comentários

Galerias | Mais Galerias