#surf #wct #competições 
Estados Unidos

Heitor Alves É Quinto Colocado em Nova Iorque, nos Eua

Mormaii News

Boas ondas rolaram em Nova Iorque, que sediou pela primeira vez uma etapa do World Tour de Surf da ASP

O Brasil saiu de Nova Iorque com uma das melhores campanhas da temporada 2011. Dos cinco representantes, quatro chegaram na fase dos 12 finalistas, mas aí começaram a se encontrar em disputas eliminatórias.

Na repescagem para as quartas-de-final, Jadson André derrotou o paulista Adriano de Souza. E na sexta-feira, Alejo Muniz e Heitor Alves disputaram classificação para as semifinais, com o catarinense conquistando o melhor resultado no seu ano de estreia na divisão de elite do ASP Tour.

Ontem, o atleta da Mormaii passou para as quartas-de-final ao eliminar o australiano Jake Parkinson. Encarou o número 3 do ranking com moral. O australiano saiu na frente atacando uma esquerda que abriu uma longa parede para começar com nota 7,67. A primeira do brasileiro valeu 5,67, mas ele conseguiu a virada na sua quinta onda, quando ganhou nota 7,9 que fechou o placar em 13,57 x 13 pontos.

Hoje (09/09), Heitor foi eliminado pelo seu companheiro de viagem, Alejo. Numa das ondas que poderiam ter classificado Heitor, ele pegou um bom tubo, mas não conseguiu sair. Pela honrosa quinta colocação na etapa, Heitor Alves recebeu como premio US$30 mil.

O campeão do evento foi Owen Wright, 21, que derrotou o dez vezes campeão do mundo, Kelly Slater, na final. O australiano Owen ganhou US$ 300 mil por esta conquista.

A próxima etapa também acontece nos Estados Unidos, de 18 a 24 de setembro em Trestles, na Califórnia. Só compem os 32 primeiros colocados no ASP World Ranking computando o resultado da prova em Nova Iorque.

Da lista dos que iniciaram a temporada no grupo de elite, o australiano Adam Melling, o havaiano Fredrick Patacchia e os americanos C. J. Hobgood, Bobby Martinez e Gabe Kling, sairam do Dream Tour nesta rotação de meio de ano.

Já as novidades para o restante da temporada são o australiano Yadin Nicol e os paulistas Gabriel Medina e Miguel Pupo. Com a entrada de mais dois grandes talentos da nova geração, o número de brasileiros sobe de cinco para sete surfistas entre os 32 melhores do mundo.

Eles reforçarão a equipe verde-amarela, que era composta por Adriano de Souza, Alejo Muniz, Jadson André, Heitor Alves e o carioca Raoni Monteiro.

Galerias | Mais Galerias