#wsl #atletas 

Gabriel Medina e Yago Dora estreiam com vitórias no Surf City El Salvador

WSL

Yago fez os recordes da quinta-feira em Punta Roca; Medina superou Italo Ferreira e Leonardo Fioravanti; Tatiana chegou as quartas de final pela repescagem

PUNTA ROCA, La Libertad, El Salvador (Quinta-feira, 6 de junho) - O Surf City El Salvador Pro apresentado por Corona abriu a sétima etapa do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) 2024, na quinta-feira de boas ondas de 5-7 pés nas direitas de Punta Roca, em La Libertad, El Salvador. A seleção brasileira começou com Gabriel Medina e Yago Dora estreando com vitórias e passando direto para as oitavas de final. Yago fechou a primeira fase com os recordes do dia, nota 8,87 e 16,64 pontos. Medina ganhou a bateria contra Italo Ferreira, que vai disputar a repescagem como o João Chianca. Tatiana Weston-Webb também perdeu, mas já aproveitou a segunda chance de classificação para as quartas de final na repescagem.

Tatiana vai voltar a enfrentar a mesma Caitlin Simmers que ganhou da brasileira na primeira fase. A jovem norte-americana de apenas 18 anos de idade, foi a campeã do Vivo Rio Pro apresentado por Corona em Saquarema no ano passado. A etapa brasileira do CT acontece logo após El Salvador, de 22 a 30 de junho na Praia de Itaúna. Tatiana ainda não conseguiu superar Caitlin, desde que ela entrou na elite da WSL em 2023. Foram cinco baterias e uma delas nas quartas de final também, do Lexus Pipe Pro esse ano no Havaí, que a californiana foi a campeã com uma apresentação épica nos tubos de Pipeline.

A brasileira também acabou de se destacar nos tubos de Teahupo´o, onde conseguiu a única nota 10 das meninas no Taiti, no palco dos Jogos Olímpicos de Paris em julho. No Surf City El Salvador Pro, o campo de batalha muda das esquerdas tubulares, para as direitas de alta performance de Punta Roca. E Tatiana Weston-Webb é uma das melhores do mundo surfando de backside, de costas para a onda em direitas. Ela se recuperou na repescagem, com uma série de manobras que arrancaram nota 8,00 dos juízes, a única no critério excelente da categoria feminina na quinta-feira.

A bateria contra outra jovem californiana de 18 anos de idade, Sawyer Lindblad, foi fraca de ondas, com poucas séries entrando em Punta Roca no final da tarde em La Libertad. Mas a onda que a Tatiana pegou, foi muito boa e abriu uma parede mais longa para variar batidas e rasgadas com pressão e velocidade. Sawyer iniciou com nota 5,83 e depois só surfou mais uma onda no último minuto, que valeu 4,50. Tatiana Weston-Webb também pegou uma nos segundos finais, para somar 5,43 na vitória por 13,43 a 10,33 pontos.

O Brasil também começou com derrota na primeira fase masculina. A primeira participação de João Chianca em etapas do CT, desde que se tornou o quarto melhor surfista do mundo no ano passado, foi logo contra o finalista nas duas únicas edições do Surf City El Salvador Pro. O californiano Griffin Colapinto perdeu a primeira para Filipe Toledo em 2022, mas deu o troco na reedição dessa final em 2023. Griffin pegou as melhores ondas que entraram na bateria e confirmou o favoritismo, passando direto para as oitavas de final. 

Chumbinho está competindo de capacete, para proteger a cabeça depois do acidente que sofreu treinando em Pipeline, no Havaí, que o tirou das competições na primeira metade da temporada. Ele agora terá outra chance de classificação para as oitavas de final na repescagem, contra o havaiano Barron Mamiya. O campeão olímpico Italo Ferreira, que vem de uma vitória espetacular nos tubos de Teahupo´o, também perdeu na primeira fase e vai abrir a repescagem, contra o surfista local de El Salvador, Bryan Perez.

PRIMEIRA VITÓRIA - Assim como no ano passado, Italo estreou na etapa da América Central junto com Gabriel Medina. O potiguar ganhou em 2023, mas o tricampeão mundial deu o troco, passando direto para as oitavas de final dessa vez. Medina começou bem com nota 7,50 e foi certeiro na escolha das melhores ondas. Ele pegou outra boa para atacar forte de backside, ganhar 7,90 e vencer por 15,40 pontos. Italo conseguiu um 7,00 na melhor dele e totalizou 13,93, caindo para a repescagem junto com o italiano Leonardo Fioravanti..

“Estou feliz por estar em El Salvador e feliz com meu desempenho também. As ondas estão incríveis, muito boas”, disse Gabriel Medina. “Ficou um pouco devagar no final da bateria, mas o começo foi incrível. É tudo uma questão de feeling, você vê a onda vindo e decide qual ir. O que eu tentei fazer, era escolher as ondas certas. Eu sabia que qualquer um poderia tirar uma nota boa, então tentei ser mais seletivo e acho que consegui pegar as que tinham mais parede. Foi bom e vitória é sempre uma vitória”.

MELHOR DO DIA - Depois, Yago Dora fechou a participação brasileira com a melhor apresentação da quinta-feira nas direitas de Punta Roca. Ele mostrou o surfe mais progressivo do dia, usando sua variedade de manobras inovadoras e os aéreos para fazer as marcas a serem batidas no Surf City El Salvador Pro, 16,64 pontos com notas 8,87 e 7,77. Yago mandou o havaiano Barron Mamiya e o californiano Cole Houshmand para a repescagem, superando os recordes que o bicampeão mundial John John Florence tinha feito, 8,50 e os 16,33 pontos.

RESULTADOS DA QUARTA-FEIRA EM PUNTA ROCA:

PRIMEIRA FASE - 1.a=Quartas de Final / 2.a e 3.a=Repescagem:

1.a: 1-Johanne Defay (FRA)=13.33, 2-Caroline Marks (EUA)=12.43, 3-Tyler Wright (AUS)=10.57

2.a: 1-Brisa Hennessy (CRC)=12.80, 2-Bettylou Sakura Johnson (HAV)=12.20, 3-Leilani McGonagle (CRC)=8.40

3.a: 1-Caitlin Simmers (EUA)=12.16, 2-Tatiana Weston-Webb (BRA)=10.40, 3-Lakey Peterson (EUA)=6.36

4.a: 1-Molly Picklum (AUS)=13.90, 2-Sawyer Lindblad (EUA)=12.93, 3-Gabriela Bryan (HAV)=12.36

PRIMEIRA FASE - 1.o=Oitavas de Final / 2.o e 3.o=Repescagem:

1.a: 1-Ethan Ewing (AUS)=12.73, 2-Rio Waida (IDN)=9.93, 3-Matthew McGillvray (AFR)=8.10

2.a: 1-Jack Robinson (AUS)=13.60, 2-Connor O'Leary (JPN)=13.27, 3-Crosby Colapinto (EUA)=9.66

3.a: 1-Griffin Colapinto (EUA)=14.43, 2-Ryan Callinan (AUS)=10.84, 3-João Chianca (BRA)=9.93

4.a: 1-John John Florence (HAV)=16.33, 2-Liam O'Brien (AUS)=13.56, 3-Bryan Perez (SLV)=13.20

5.a: 1-Gabriel Medina (BRA)=15.40, 2-Italo Ferreira (BRA)=13.93, 3-Leonardo Fioravanti (ITA)=13.37

6.a: 1-Jordy Smith (AFR)=10.60, 2-Ramzi Boukhaim (MAR)=10.57, 3-Seth Moniz (HAV)=9.57

7.a: 1-Jake Marshall (EUA)=13.17, 2-Kanoa Igarashi (JPN)=13.04, 3-Imaikalani deVault (HAV)=8.84

8.a: 1-Yago Dora (BRA)=16.64, 2-Cole Houshmand (EUA)=10.84, 3-Barron Mamiya (HAV)=5.9

REPESCAGEM FEMININA - Derrota=9.o lugar com US$ 16.000 e 2.610 pontos:

1.a: Caroline Marks (EUA) 14,50 X 12,03 Leilani McGonagle (CRC)

2.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) 13,43 x 10,33 Sawyer Lindblad (EUA)

3.a: Gabriela Bryan (HAV) 14,33 x 13,44 Lakey Peterson (EUA)

4.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) 13,97 x 12,00 Tyler Wright (AUS)

PRÓXIMAS BATERIAS DO SURF CITY EL SALVADOR PRO:

REPESCAGEM - Derrota=17.o lugar com US$ 12.000 e 1.330 pontos:

1.a: Italo Ferreira (BRA) x Bryan Perez (ELS)

2.a: Ramzi Boukhiam (MAR) x Leonardo Fioravanti (ITA)

3.a: Barron Mamiya (HAV) x João Chianca (BRA)

4.a: Rio Waida (IDN) x Seth Moniz (HAV)

5.a: Cole Houshmand (EUA) x Connor O´Leary (JPN)

6.a: Crosby Colapinto (EUA) x Imaikalani deVault (HAV)

7.a: Kanoa Igarashi (JPN) x Matthew McGillivray (AFR)

8.a: Ryan Callinan (AUS) x Liam O´Brien (AUS)

QUARTAS DE FINAL - 5.o lugar com US$ 20.000 e 4.745 pontos:

1.a: Caitlin Simmers (EUA) x Tatiana Weston-Webb (BRA)

2.a: Molly Picklum (AUS) x Gabriela Bryan (HAV)

3.a: Brisa Hennessy (CRC) x Bettylou Sakura Johnson (HAV)

4.a: Johanne Defay (FRA) x Caroline Marks (EUA)