#estadual #junior #competições 
Guarujá - São Paulo - Brasil

Gabriel André garante vitória em casa no Hang Loose Surf Attack

Fábio Maradei

Guarujaense Gabriel André garante vitória “em casa” no Hang Loose Surf Attack, na Praia de Pitangueiras

Um dos novos talentos de Guarujá, o surfista Gabriel André fez prevalecer a vantagem de competir “em casa” e faturou a vitória da categoria júnior (até 18 anos) na segunda etapa do Hang Loose Surf Attack, neste domingo (18), na Praia de Pitangueiras. O resultado ainda foi mais valorizado por superar na final o atual campeão e líder do ranking, Marcos Corrêa, de São Vicente, com o vencedor saindo do mar levado nos ombros dos amigos.

Na iniciante (limite de 14 anos), Samuel Pupo, de São Sebastião voltou a vencer, numa disputa contra três catarinenses, e segue tranquilo para chegar ao seu sexto título consecutivo no Hang Loose (foi bicampeão petit, bi estreante e é o atual campeão iniciante). Na mirim, deu Igor Moraes, outro destaque de São Sebastião, e num grande dia, fazendo também a final na júnior.

Entre os caçulas do evento, na petit (sub 10), Diego Aguiar, de Ubatuba, repetiu o primeiro lugar conquistando em Santos e também saiu da água carregado pelos amigos. Outro grande nome foi o catarinense Matheus Herdy, vencedor da estreante (12 anos para baixo) e segundo na iniciante. Os surfistas de Santa Catarina, inclusive, fizeram bonito, com atletas em quatro das cinco finais da etapa.

Todos os vencedores ganharam câmeras GoPro3, bem como troféus e kits. Na disputa por cidades, São Sebastião voltou a vencer, com os donos da casa em segundo e Ubatuba em terceiro lugar. A competição, em ondas de até um metro, teve lotação máxima, com 170 surfistas nas cinco categorias.

As finais foram abertas com a iniciante e Samuel Pupo faturou mais um caneco, virando o resultado na regressiva, garantindo um 7,25, a melhor nota da decisão. Dessa forma, superou Matheus Herdy, que poderia ter comemorado duas vitórias no dia.

“Foi a primeira vez na vida que eu consegui pegar uma onda e virar no 3, 2, 1... Quando subi na prancha, minhas pernas estavam tremendo, muito nervoso mesmo. Mas depois que consegui as boas manobras eu pude comemorar e tudo valeu a pena”, comemorou “Samuca”, também vencedor da etapa inicial, em Santos.

Mas se não levou na iniciante, Matheus Herdy ganhou na estreante, superando o guarujaense Eduardo Motta. Em uma bateria sem grandes emoções, o catarinense manteve o domínio total - abriu com uma nota 9 e depois um 7, somando 16 pontos de 20 possíveis - e em grande parte da disputa, os rivais precisavam de combinação de notas para vencer.

“Nem estou acreditando. Logo de cara arrisquei aquele aéreo e consegui a nota 9, me dando muita confiança. O campeonato é muito legal, tem muitas atividades fora d’água, bastante coisa. Feliz demais por ter conseguido ondas muito legais”, ressaltou Matheus. No ranking, Eduardo Motta e o santista Vinicius Parra aparecem empatados na liderança.

Na petit, o resultado das duas primeiras colocações repetiu o da primeira etapa, com Diego Aguiar e Caio Costa, de São Sebastião. O terceiro ficou com a única menina da disputa, Tainá Hinckel, de Santa Catarina, que também foi finalista na etapa inicial, e o quarto lugar ficou com Derek Matos, filho do experiente Amaro Matos. “Vou em busca do título. Consegui vencer novamente. É bom para subir no ranking”, disse o vencedor e líder do ranking.

MENINA - Em uma competição “dominada” por garotos, Tainá revelou um sonho de criança. “Onde eu moro não tem competição feminina para minha idade, só open. Então fica complicado. Mas é bom competir entre os garotos, porque tem mais dificuldade e aprendo mais. Eu já tenho competido bastante com eles. Meu pai surfa, me incentiva bastante. Quem sabe um dia viro profissional, esse é meu sonho”, contou a atleta de apenas dez anos.

Na mirim, Igor Moraes liderou desde o começo e despachou dois guarujaenses, Guilherme Silva e Leonardo Guimarães, e um itanhaense, Nathan Kawani. “Tinha surfistas daqui, que conhecem as ondas, são experientes. Mas estava muito confiante e consegui vencer”, destacou Igor, que não disputou a primeira etapa, por estar no Pro Júnior, no Peru, onde garantiu terceiro lugar. Nesta categoria, Vitor Mendes, de Guarujá, vencedor na abertura do Circuito segue líder, com o quinto lugar em Guarujá.

O evento foi finalizado com a vitória de Gabriel André. Com duas ótimas notas, um 8 e um 8,40, ele superou o grande favorito, Marcos Corrêa. “Estou muito feliz. Deus não faz nada pela metade. Consegui superar um dos melhores surfistas de hoje em dia. Acredito que minha viagem foi muito produtiva e agora tudo valeu a pena”, analisou o guarujaense, se referindo à recente ida à Califórnia, nos Estados Unidos.

Com 19 anos consecutivos de patrocínio da Hang Loose, o Circuito Paulista é o mais tradicional do País em categorias de Base. “Todos os atletas do WT, sem exceção, passaram ou foram revelados no Hang Loose”, disse o diretor técnico do Circuito, Marcos Bukão, que comanda o evento desde a sua criação em 1988.

Durante a premiação, a Hang Loose, a Federação Paulista de Surf e o evento homenagearam a Prefeitura e a Associação de Surf de Guarujá, com placas pelo apoio ao surf e a boa acolhida. Também na entrega dos troféus, presença do novo campeão brasileiro pro-júnior, Victor Bernardo, outro grande talento revelado no Hang Loose Surf Attack.

A terceira etapa do Hang Loose Surf Attack está marcada para os dias 14 e 15 de setembro no Canto Mágico, na Praia da Baleia, em São Sebastião. A última e decisiva disputa será realizada nos dias 9 e 10 de novembro, na Praia de Itamambuca, em Ubatuba. Os resultados completos no link: www.hangloose.com.br/surfattack2013 .

O Hang Loose Surf Attack tem os patrocínios de Overboard, Bleat, Hot Water, Central Surf, Super Tubes, Sthill e Surftrip. Copatrocínios de GoPro, Rhyno Foam, Reef, Amazoo Açaí e CT. Divulgação: Revista Fluir. Apoios das prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santista de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião, Associação Ubatuba de Surf, Governo do Estado de São Paulo, com organização da Federação Paulista de Surf.

RESULTADOS DA ETAPA

CATEGORIA JÚNIOR

1 Gabriel André - Guarujá

2 Marcos Corrêa – Praia Grande

3 Igor Moraes – São Sebastião

4 Ian Tavares - SC

CATEGORIA MIRIM

1 Igor Moraes – São Sebastião

2 Guilherme Silva - Guarujá

3 Leonardo Guimarães - Guarujá

4 Nathan Kawani - Itanhaém

CATEGORIA INICIANTE

1 Samuel Pupo – São Sebastião

2 Matheus Herdy - SC

3 Lucas Vicente - SC

4 Anderson Júnior – SC

CATEGORIA ESTREANTE

1 Matheus Herdy - SC

2 Vinicius Parra – Santos

3 Eduardo Motta - Guarujá

4 Mateus Lima – Itanhaém

CATEGORIA PETIT

1 Diego Aguiar – Ubatuba

2 Caio Costa – São Sebastião

3 Tainá Hinckel – SC

4 Derek Matos - Guarujá

CIDADES

1 São Sebastião

2 Guarujá

3 Ubatuba

4 Praia Grande

Galerias | Mais Galerias