#eventos #competições #surf #profissional #local #atletas #associações #estadual #notícias 
Cabo de Santo Agostinho - Pernambuco - Brasil

Dia dos Profissionais e Locais no Metropolitano

Alexandre Gondim/@blogdosurfe

O primeiro dia, 08/10, do Circuito Metropolitano de Surf foi destinado as categorias Profissional e Local em um mar pequeno e ensolarado na praia de Itapuama no Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco.

O primeiro dia, 08/10, do Circuito Metropolitano de Surf foi destinado as categorias Profissional e Local que disputaram os pontos necessários para chegarem as semifinais onda após onda em um mar pequeno e ensolarado na praia de Itapuama no Cabo de Santo Agostinho, Pernambuco.

Voltando a disputar um evento profissional no município do Cabo depois de um longo período sem competições para esta categoria a primeira etapa do metropolitano levou surfistas de destaque nacional de olho na premiação de 10 mil reais ofertada pela organização do evento. O circuito terá três etapas somando 30 mil reais só para a “tops”.

O morador da praia Cauã Nunes fez prevalecer seu conhecimento do pico e com um surfe veloz e técnico esta entre os semifinalistas junto com o também pernambucano e local  Deivisson Santos. Representando o Rio Grande do Norte estão classificados Mateus Sena e Alan Jones que fez a maior nota do dia, 8,67 somando a maior pontuação 16,50. Completando a semifinal o paraense Neyson Costa vai tentar o título de campeão.

Entre os Locais a mesma dupla pernambucana que tentam uma vaga na final profissional, Cauã e Deivisson, estão na final. Os “ Itapuama Boys” vão disputar com Alex do Carmo e Caio Santos, que é um excelente longboarder e também compete na pranchinha.

Amanhã, 09/10, é o dia da estréias das demais categorias: As Subs 14,16 e 18, a Feminino Open, a Master e a Gran Master. Entre elas destaco o garoto prodígio Luan Ferreyra que compete entre os profissionais e na Sub 18, além da sua categoria Sub 16. Ele acaba de voltar da Nicarágua, sua primeira viagem internacional, e vem competindo em diversos circuitos pelo país trilhando o caminho certo para que quer crescer no cenário competitivo.

Os 123 competidores inscritos para esta primeira etapa receberam um grande evento em uma boa estrutura e conhecerão seus campeões no domingo, 10/10, no último dia do evento. Acompanhe.

SOBRE O CIRCUITO METROPOLITANO DE SURF - Em 1995, na praia de Gaibu, surgiu o Metropolitano de Surf. Inicialmente como uma competição esportiva amadora agregando na sua programação, além do esporte, o entretenimento das comunidades praieiras, com surfistas, moradores locais e turistas que frequentam a orla do município do Cabo de Santo Agostinho.

O evento foi consolidado por sua continuidade e ganhando importância no calendário de eventos culturais e esportivos da cidade do Cabo. A cada edição realizada, o Metropolitano crescia em infraestrutura, em participação dos surfistas, e em premiações. Todas as suas edições anteriores, sempre tiveram a expressiva participação do público e de surfistas de todo o Nordeste.

 

 

 

Comentários

Galerias | Mais Galerias