#prime #videos 
Califórnia - Estados Unidos

Dia 6 do Nike US Open of Surfing 2012

Nike US Open of Surfing

O fenômeno Gabriel Medina comandou o massacre da Força Aérea Brasileira nos Estados Unidos na quinta-feira. Os seus aéreos estabeleceram novos recordes de nota – 9,93 – e pontos – 19,03 – para o Nike US Open of Surfing e os brasileiros ganharam todas as baterias que disputaram nas ondas de 2-3 pés de Huntington Beach. O ataque aéreo do pelotão paulista na Califórnia começou com Filipe Toledo, Miguel Pupo também voou bonito, assim como Jessé Mendes e Adriano de Souza. Mineirinho conquistou a última vaga direta para as oitavas de final na bateria com participação dupla do Brasil e só Alex Ribeiro vai encarar a repescagem nos Estados Unidos.

A vitória de Filipe Toledo na primeira bateria masculina do dia foi incrível. Ele cometeu uma interferência na disputa da sua primeira onda, porém, mesmo penalizado, superou seus adversários somando uma nota com metade da outra, contra duas normalmente computadas. Filipinho então passou a arriscar os aéreos e acertou dois em sua melhor onda, que valeu nota 9,8. Com ela, totalizou 13,27 pontos, contra 12.17 do americano Tanner Gudauskas e 10.30 do australiano Kai Otton.

“Como fiz interferência, então pensei em fazer os aéreos para poder compensar isso”, disse Filipe Toledo. “Eu sabia que precisava de uma nota alta para ter chance de vencer e a marcação da interferência me deu uma motivação extra. Mesmo sabendo que tinha a repescagem, resolvi arriscar e estou feliz também porque me classifiquei no Pro Junior, que estou defendendo o título (ele venceu a categoria sub-20 desta etapa em 2011)”.

O jovem surfista de 17 anos de idade, filho do bicampeão brasileiro Ricardo Toledo, já havia sido penalizado com uma interferência na sua bateria de estreia no ASP Prime dos Estados Unidos. E do mesmo modo, superou dois adversários para passar em segundo lugar na disputa vencida pelo californiano Dane Reynolds. Nem somando duas notas, os australianos Taj Burrow e Jack Freestone conseguiram barrar Filipe Toledo na segunda-feira.

Também usando os aéreos como principal arma, Miguel Pupo ganhou fácil do australiano Jay Thompson e do americano Tim Reyes a segunda batalha por vagas nas oitavas de final do Nike US Open. Jessé Mendes teve mais trabalho na terceira bateria, mas derrotou um dos destaques do evento, Dane Reynolds, além do australiano Stu Kennedy, que também foi mandado para a repescagem junto com o norte-americano.

Na disputa seguinte, Nathaniel Curran não voou, mas usou a força nas manobras para superar os dois finalistas do Nike US Open no ano passado, o defensor do título, Kelly Slater, e o australiano Yadin Nicol. Curran venceu com o maior placar do dia até ali, mas seus 18,03 pontos foram batidos no confronto seguinte pelo novo recordista absoluto do campeonato.

Gabriel Medina foi brilhante nos aéreos mais uma vez, voando muito alto para arrancar a maior nota dos juízes nesta semana em Huntington Beach, 9,93. Ele ainda somou um 9,10 para atingir incríveis 19,03 pontos de 20 possíveis, ultrapassando os 18,54 que o australiano Julian Wilson registrou na terça-feira. Medina já venceu uma etapa do ASP Prime na Califórnia esse ano, em Lower Trestles.

“Eu apenas tentei me divertir, fazer as manobras que eu gosto de fazer”, disse Gabriel Medina. "As ondas de hoje estão melhores do que nos outros dias e eu apenas tentei fazer os meus aéreos para vencer a bateria, então estou amarradão por ter conseguido”.

E para completar o massacre da Força Aérea Brasileira na quinta-feira, Adriano de Souza confirmou o favoritismo contra Alex Ribeiro e o australiano Mitchel Coleborn. Alex Ribeiro ainda tem uma segunda chance de classificação no duelo com o havaiano Granger Larsen na repescagem. Ele precisa avançar para continuar na luta por uma vaga no G-10 do ASP World Ranking para o Dream Tour 2013 nesta etapa.

Já Mineirinho é um dos melhores surfistas do mundo no momento e está garantido na elite dos top-32 para o ano que vem. Além do quarto lugar no WCT 2012, ele é o vice-líder neste ranking mundial unificado da ASP, que é liderado pelo havaiano John John Florence desde a sua vitória na etapa brasileira do WCT, o Billabong Rio Pro na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. Florence também já passou para as oitavas de final do Nike US Open.

Galerias | Mais Galerias