#competições #eventos #surf #festival #regional #notícias #atletas #profissional #master 
Cabo de Santo Agostinho - Pernambuco - Brasil

Confira o sexto dia de competições no Paiva

Alexandre Gondim/@blogdosurfe

Segundo fim de semana de disputas abriu com as pranchinhas entrando na água.

A sexta -feira, 05/11, que abriu a disputas do Festival Multicultural Viva da modalidade mais radical do surfe, as shortboards, mostraram a força do surfe nacional nas batidas e aéreos reverses dos Masters, com competidores do circuito mundial da Word Surfe League como o pernambucano Alan Donato e o potiguar Júnior Rocha, como o campeão da Interntional Surfing Association - ISA Surfing Games o cearense Fábio Silva, além de experientes competidores como o paraibano Saulo Carvalho, o pernambucano Fernando Santos e o cearense Rogério Dantas.

Nesse primeiro dia foram ao mar as categorias Master +35, Gran Master +40 e Kahuna. Na bateria mais disputada dessa primeira rodada Alan Donato (PE), Junior Rocha (RN) e Rogerio Dantas (CE) trocaram notas alternando-se na primeira colocação enquanto o quarto competidor o pernambucano local do pico do Nordestão, onde o campeonato é disputado, Washington Martins não encontrou boa ondas e assistiu a bateria com coadjuvante. Alan tentando manobras fortes não conseguia completar as manobras e Junior Rocha ditou o ritmo em toda a bateria com Rogerio em segundo lugar até que depois da segunda metade da disputa Donato começou a performar com segurança para vencer a disputa e se classificar para a semifinal com Junior.

Amanhã, 06/11, o dia começará com a primera fase da Gran Kahuna, Feminino e Legends e das semifinais das Subs: 12,14 e 16 e a segunda fase da Gran Master, Kahuna e Gran Kahuna. Entre os que vão estrear no Viva estão o catarinense Roni Ronaldo, a fera local Claudio Marroquim que já foi campeão do Viva Sup +50 na primeira parte do Festival que foi completada na última terça-feira. 02/11, assim como a paulista Aline Adisaka que venceu a Viva Sup Pro. 

A promessa é de um dia “quente” com boas ondas, enquanto na Arena Multicultural Viva que esta montada na praia do Paiva as “lendas” do surfe estarão gravando depoimentos para o documentário que esta sendo produzido em parceria com a Uninassau com ícones que marcaram a história do surfe pernambucano, nacional e internacionalmente. Vários deles estão sendo homenageados no Memorial do Surfe instalado no mesmo local.

SOBRE O FESTIVAL MULTICULTURAL VIVA : Serão dias vivenciando práticas esportivas, culturais e ambientais onde a qualidade da vida ao ar livre em contato com a natureza será compartilhada através de disputas de Surfe, Longboard e Stand Up Padlle (SUP) Waves aliadas a consciência ambiental, arte, gastronomia, cultura e saúde criando a possibilidade de abrir um excelente campo para negócios voltados a um desenvolvimento sustentável.

Além das competições esportivas haverá diversas atividades para o público: Ginástica Funcional, coleta seletiva de micro lixo, palestras de diversos temas, dicas de nutrição, exposição de arte ambiental e reciclada, praça de alimentação saudável, loja de artesanato, espaço para massoterapia, eco brindes com plantio de mudas, escolinha de surfe inclusiva, surfe adaptado, surf dog, memorial do surfe pernambucano com exposição fotográfica, pranchas retrô, homenagens a surfistas célebres, Dj temático com músicas da década de 80, promoções e sorteio de prancha.

O Festival levará a praia do Paiva um público apaixonado pela vida ao ar livre respeitando os protocolos presenciais, requisitos da Vigilância Sanitária e deliberações governamentais e também acontecerá transmissões ao vivo pela internet para acompanhamento remoto pelo link http://live.wavedatasystems.com/?2021996400c3dc87cc3f6cb6a4e604808ddc

Estão competindo em três modalidade e diversas categorias 360 atletas no Festival que tem o patrocínio, entre outros, da Copergas e do Banco do Nordeste - Pátria Amada Brasil - Governo Federal e é organizado pela Associação de Surf do Cabo de Santo Agostinho - ASC e chancelada pela Confederação Brasileira de Surf - CBSurf

Assessoria de Imprensa com Alexandre Gondim (81) 999512006.

A sexta -feira, 05/11, que abriu a disputas do Festival Multicultural Viva da modalidade mais radical do surfe, as shortboards, mostraram a força do surfe nacional nas batidas e aéreos reverses dos Masters, com competidores do circuito mundial da Word Surfe League como o pernambucano Alan Donato e o potiguar Júnior Rocha, como o campeão da Interntional Surfing Association - ISA Surfing Games o cearense Fábio Silva, além de experientes competidores como o paraibano Saulo Carvalho, o pernambucano Fernando Santos e o cearense Rogério Dantas.

 

Nesse primeiro dia foram ao mar as categorias Master +35, Gran Master +40 e Kahuna. Na bateria mais disputada dessa primeira rodada Alan Donato (PE), Junior Rocha (RN) e Rogerio Dantas (CE) trocaram notas alternando-se na primeira colocação enquanto o quarto competidor o pernambucano local do pico do Nordestão, onde o campeonato é disputado, Washington Martins não encontrou boa ondas e assistiu a bateria com coadjuvante. Alan tentando manobras fortes não conseguia completar as manobras e Junior Rocha ditou o ritmo em toda a bateria com Rogerio em segundo lugar até que depois da segunda metade da disputa Donato começou a performar com segurança para vencer a disputa e se classificar para a semifinal com Junior.

 

Amanhã, 06/11, o dia começará com a primera fase da Gran Kahuna, Feminino e Legends e das semifinais das Subs: 12,14 e 16 e a segunda fase da Gran Master, Kahuna e Gran Kahuna. Entre os que vão estrear no Viva estão o catarinense Roni Ronaldo, a fera local Claudio Marroquim que já foi campeão do Viva Sup +50 na primeira parte do Festival que foi completada na última terça-feira. 02/11, assim como a paulista Aline Adisaka que venceu a Viva Sup Pro. 

 

A promessa é de um dia “quente” com boas ondas, enquanto na Arena Multicultural Viva que esta montada na praia do Paiva as “lendas” do surfe estarão gravando depoimentos para o documentário que esta sendo produzido em parceria com a Uninassau com ícones que marcaram a história do surfe pernambucano, nacional e internacionalmente. Vários deles estão sendo homenageados no Memorial do Surfe instalado no mesmo local.

 

SOBRE O FESTIVAL MULTICULTURAL VIVA : Serão dias vivenciando práticas esportivas, culturais e ambientais onde a qualidade da vida ao ar livre em contato com a natureza será compartilhada através de disputas de Surfe, Longboard e Stand Up Padlle (SUP) Waves aliadas a consciência ambiental, arte, gastronomia, cultura e saúde criando a possibilidade de abrir um excelente campo para negócios voltados a um desenvolvimento sustentável.

 

Além das competições esportivas haverá diversas atividades para o público: Ginástica Funcional, coleta seletiva de micro lixo, palestras de diversos temas, dicas de nutrição, exposição de arte ambiental e reciclada, praça de alimentação saudável, loja de artesanato, espaço para massoterapia, eco brindes com plantio de mudas, escolinha de surfe inclusiva, surfe adaptado, surf dog, memorial do surfe pernambucano com exposição fotográfica, pranchas retrô, homenagens a surfistas célebres, Dj temático com músicas da década de 80, promoções e sorteio de prancha.

 

O Festival levará a praia do Paiva um público apaixonado pela vida ao ar livre respeitando os protocolos presenciais, requisitos da Vigilância Sanitária e deliberações governamentais e também acontecerá transmissões ao vivo pela internet para acompanhamento remoto pelo link http://live.wavedatasystems.com/?2021996400c3dc87cc3f6cb6a4e604808ddc

 

Estão competindo em três modalidade e diversas categorias 360 atletas no Festival que tem o patrocínio, entre outros, da Copergas e do Banco do Nordeste - Pátria Amada Brasil - Governo Federal e é organizado pela Associação de Surf do Cabo de Santo Agostinho - ASC e chancelada pela Confederação Brasileira de Surf - CBSurf

 

Assessoria de Imprensa com Alexandre Gondim (81) 999512006.

Comentários

Galerias | Mais Galerias