#surf #bodyboarding #ondas extremas #ondas perfeitas #cultura 

Conexão surf Vila Velha x Itacoatiara

Equipe Surfguru

A cultura do surf e do mar é capaz de fazer conexões incríveis. Veja como o surf foi capaz de unir surfistas de estados diferentes em busca de ondas épicas.

Os slabs estão se tornando cada vez mais populares entre os surfistas e bodyboarders, sendo mais explorados e conquistados. Atletas e free surfers vem se desafiando nessas ondas incríveis, mostrando que é possível surfar o impossível. Não somente isso, mas uma comunidade de surfistas que enfrentam essas ondas vem se formando, criando laços de amizade e de confiança entre eles. Uma conexão especial foi feita entre a galera que surfa o Shock em Itacoatiara (Niterói - RJ) e os slabs de Vila Velha (Avalanche, Bin Laden, D2, etc). Veja aqui os relatos de alguns surfistas que pegaram essas ondas (fotos registradas no Avlanche e Bin Laden - ES): 

Relato do Gabriel Sampaio:

Vivo essa conexão desde novo, quando meus amigos bodyboarders aqui de Itacoatiara me mostravam a galera pegando altas ondas nos slabs capixabas. O amor por tubos estreitou essa relação, sempre encontrava com alguuns dos meus amigos capixabas em Itacoá ou em picos gringos. As sessões na Avalanche junto com a galera do NXF foram essenciais para a minha carreira. Sou muito fã do trabalho que essa galera faz, além de visionários, carregam uma essência muito pura. Estão sempre dispostos a fazer tudo da melhor forma para todos e tenho certeza que esse espírito de união é proveniente do mar porque dentro dele todos somos iguais.

Gabriel Sampaio (Foto: @ds.images)

Relato de Dudu Pedra

Sair de casa pra mim sempre foi uma grande dificuldade. Mas eu já estava planejando essa ida ao Espírito Santo a muito tempo. Já tinha virado uma dívida para os amigos da NXF que sempre me convidavam. Justamente na data desse swell, eu fui contratado pela confederação de bodyboarding para trabalhar em um campeonato no ES. Então tudo se conectou! Levei minha prancha, contactei os caras e pedi muito a Deus pra sobrar alguma coisa na segunda-feira, pois era a data que eu estaria liberado. Deu certo!!! Partimos pro Bin Laden que é uma onda que o Maguinho sempre me falou muito bem… então eu queria muito conhecer. Foi irado!! Pegamos altas ondas e estreitamos o relacionamento. Eu sou apaixonado pelo Brasil e conhecer mais tesouros por aqui me deixa fascinado!

Dudu Pedra (Foto: @ds.images) 

Relato de Carlos Bellumat

A Conexão que existe entre esses dois redutos de esportes aquáticos no país é incrível, eu quando comecei a surfar via o Breno Kuster, que hoje eu chamo de amigo, mas na época era um ídolo indo pra lá e surfando altas ondas. Com 15 anos fiz a primeira viagem pra lá e me apaixonei, hoje chamo de segunda casa com muito orgulho, tenho grandes amigos alguns que chamo até de irmãos, e isso é graças ao esporte. O que o mar me trouxe é algo inexplicável, todas as oportunidades e vivências, tê-los aqui é tão incrível quanto quando eu os visito. Outro ponto incrível é essa conexão de modalidades, por exemplo, Gabriel Sampaio é um grande big rider de surf, temos o Luiz Hadad do surf aqui no Espírito Santo, e de Itacoá temos tantos outros surfistas como o Ziul por exemplo que infelizmente não estava nesse swell, Dudu é um dos maiores nomes do esporte no mundo e essa união é incrível, ver os Itacoatianos surfando nossas ondas é irado demais e os frutos não tem preço.

Carlos Bellumat (Foto: @ds.images)