#wct #competições #surf 

Com Quem Fica o Título no World Tour de 2012?

ASP International

Após um ano histórico para o surf mundial, é tempo de começar a pensar na próxima temporada de 2012

O ano de 2011 terminou e para trás fica uma das mais excitantes e faladas temporadas do ASP World Tour. Condições épicas em Teahupoo e Pipeline, bom surf em Nova Iorque e San Francisco e claro, um swell histórico em Supertubos, Peniche.

Kelly Slater fez história ao conquistar, aos 39 anos, o seu 11º título de campeão do mundo, e, segundo a ASP, novos adversários emergiram: Owen Wright (AUS), Michel Bourez (PYF), Josh Kerr (AUS), Julian Wilson (AUS) e Alejo Muniz (BRA).

Joel Parkinson (AUS), Taj Burrow (AUS), Adriano de Souza (BRA) e Jordy Smith (ZAF), adaptaram-se ás novas gerações e continuaram a elevar o nível, sendo também potenciais ameaças, assim como as jovens promessas que alcançaram um lugar entre a elite do surf mundial, após a rotação do meio do ano: Gabriel Medina (BRA), Miguel Pupo (BRA) e John John Florence (HAW).

Para já 2012 surge um grande interrogação: será o fim da era de Kelly Slater? Continuará o mundo a assistir as façanhas da nova geração talentosa? E se isso não acontecer quem serão os candidatos ao trono?

Segundo o top 10 de 2011, a ASP faz uma análise.

Kelly Slater (USA): 39 anos, 48 vitórias no ASP World Tour, 11 títulos mundiais. Robert Kelly Slater foi a cara do surf nas últimas duas décadas. É considerado um dos melhores surfistas e parece não querer largar o trono. Numa forma física incrível, tem-se adaptado constantemente ao nível da elite do surf mundial e neste momento está mais perigoso do que nunca. Contudo, a falta de motivação para disputar uma temporada inteira de campeonatos parece começar agora a manifestar-se, até porque, Slater já afirmou estar numa fase de transição e preparado para uma nova e diferente etapa. O campeão do mundo já garantiu presença na primeira etapa do World Tour na Gold Coast, e parece que esta etapa irá definir o futuro de Slater na próxima temporada. A pergunta é, se Kelly se afasta quem será o próximo candidato ao trono?

Joel Parkinson (AUS): Com 11 temporadas no ASP World Tour, o surfista de 30 anos já esteve na corrida ao título quatro vezes. Estar tão perto sem nunca o conseguir, desmotivaria qualquer um. Mas não Joel Parkinson. Parko continua em forma e tem sede da vitória. Se conseguir manter-se afastado das lesões em 2012, podemos assistir a algo que muitos anseiam: Joel Parkinson no topo do ranking.

Owen Wright (AUS): Em 2011, o australiano anunciou as suas intenções num duelo em várias finais com Slater. Venceu-o em NY, perdendo depois em Teahupoo e Trestles. Wright já provou ser capaz de conquistar vitórias em variadíssimas condições. É um dos surfistas mais completos, e como goofy footer, está ansioso pela etapa em Tavarua, Fiji. É uma ameaça!

Taj Burrow (AUS): Burrow uma vez afirmou o seu vício para com o ASP World Tour: "Como é que saímos disto?" Com 33 anos, persegue o título há 13 e, desde o seu primeiro ano como rookie, é sempre uma ameaça. Já esteve na corrida ao título duas vezes, e em 2011 mostrou estar em grande forma. Tem muitos fãs por todo o mundo e este ano, apenas conquistou o pódio no 6* Prime em Haleiwa. Atualmente para conquistar o título a consistência nem sempre é suficiente, é necessário vencer e Taj já mostrou que é possível.

Adriano de Souza (BRA): Visto como um apaixonado, o brasileiro mudou a forma como o mundo via o surf brasileiro e abriu caminho para a nova geração que chega agora ao tour. Conciliando aéreos, tubos e carves, o já campeão júnior do mundo, está pela 6ª vez consecutiva no tour, com apenas 24 anos e já mostrou que tem o que é preciso para ser campeão.

Michel Bourez (PYF): Desde que começou a dar o que falar em 2008, o mundo tem esperado grandes resultados por parte deste tahitiano. Em 2011 mostrou grande atuação, terminando em 9º lugar nos primeiros 5 eventos do tour. Além disso conseguiu chegar numas quartas de final na temporada européia e um 4º lugar em Pipeline. Tem melhorado suas atuações de ano em ano e já mostrou potencial para chegar ao topo.

Jordy Smith (ZAF): Não existem muitos surfistas como este sul africano. Esteve na corrida ao título na primeira metade de 2011, mas uma lesão acabou com o sonho deixando-o de fora em NY e Trestles. Este já é o seu quarto ano consecutivo no ASP World Tour, e durante este percurso já mostrou várias facetas: o rookie progressivo, o desinteressado, e agora de um possível candidato ao trono. A sua forma física nunca esteve tão alta e o seu talento é indiscutível. Agora resta esperar para ver o que ele prepara Jordy em 2012.

Josh Kerr (AUS): O homem dos aéreos. Considerado um dos melhores do mundo, bom em tubos e em ondas grandes. Terminou a temporada entre os 10 melhores e terá que lidar com as expectativas dos seus fãs. Será que o título "Josh Kerr é campeão do mundo em 2012" poderá tornar-se uma realidade? Resta esperar para ver.

Julian Wilson (AUS): Algumas pessoas nascem com um talento natural e outras têm que trabalhar muito para conseguir. Julian Wilson encaixa em ambas as categorias. Com muito trabalho e dedicação, o australiano conseguiu o tão ambicionado lugar na elite do surf. Realizou uma excelente campanha em Pipeline e não esconde a sua motivação, conquistar o título.

Alejo Muniz (BRA): O brasileiro é o segundo rookie a figurar no top 10 de 2011 e é um surfista que chegou lá sem chamar muito a atenção. Alejo tem um surf muito completo, uma grande habilidade de soltar as suas quilhas e um surf que se adapta a varias condições. Chegou nas quartas-de-final em Snapper Rocks, Jeffreys Bay e Hossegor e nas semifinais em NY e San Francisco. A única coisa que assombrou a sua temporada em 2011 foi a sua inconsistência. Por cada bom resultado um mau. Será que em 2012 ele chega ao título?

A primeira etapa começa em 25 de Fevereiro, na Gold Coast, Austrália.