#surf #tecnologia #bodyboarding 
Brasil

Coletivo NXF Bodyboard une o surf à tecnologia e realiza meetups sobre inovação, NFTs e Web3

Sherlock Communications

Grupo que acaba de lançar sua segunda coleção de NFTs na plataforma MAD NFTs realiza eventos para difundir a nova tecnologia

O coletivo capixaba NXF Bodyboard realizou nesta quinta-feira (dia 02/06) seu primeiro meetup para discussão e difusão da tecnologia Web3 no mezanino da Padaria Nossa Senhora da Penha, em Vila Velha, no Espírito Santo.

O grupo, que acaba de lançar sua segunda coleção de NFTs na plataforma MAD NFTs e está realizando eventos para difundir a nova tecnologia –que pode ajudar artistas e criadores de conteúdo a financiarem seus próprios projetos– está fazendo um trabalho de difusão da tecnologia em parceria com a blockchain Harmony, uma organização internacional que fomenta o uso e a criação de tecnologias relacionadas a Web3.

O coletivo NXF Bodyboard começou por meio da criação de conteúdo e, com o tempo, aprendeu que a Web3 é um ambiente muito mais amigável e fértil para quem deseja viver da produção de conteúdo.

O segundo drop de NFTs conta a história de uma onda inédita na Baía de Vitória, chamada de “2012” pelos surfistas e conhecida como “Baixa do Navio Fantasma” por pescadores da região. São imagens inéditas de surf e bodyboard em um cartão postal do Espírito Santo, com ondas azuis e tubulares, tendo como plano de fundo o Morro do Moreno e a Terceira Ponte. Todos os participantes do primeiro meetup que abrirem conta na plataforma MADnfts.io ganharão um NFT de sua escolha do drop 2012. 

Para saber mais sobre a expedição, acesse o episódio #5 do NXF TV, que conta essa história. É possível acessar a coleção de NFTs NXF pela plataforma MADnfts ou pelo QR code abaixo.

Surf & Web3

Web3 é o nome que se dá à nova geração da internet, que engloba tecnologias como NFTs, aplicações descentralizadas, blockchain, sistemas autônomos, machine learning, inteligência artificial, VR, AR, metaverso e etc.

O interesse de públicos como o de surfistas nesse universo acontece porque na Web3 existem mais incentivos para os produtores de conteúdo, que conseguem estar mais próximos de suas comunidades e trabalhar de diversas formas para conseguir realizar seus sonhos, como por exemplo viver do esporte e da arte.

A experiência adquirida pelos integrantes do NXF neste projeto está fazendo com que eles compartilhem os aprendizados com outros criadores de conteúdo, que também poderão se beneficiar da tecnologia. Um exemplo é o big rider e surfista profissional Felipe Lacerda, que também lançou sua coleção de NFTs chamada de Fisheye, logo após aprender sobre o tema no primeiro meetup. 

Luiz Hadad em uma onda que virou um NFT. Foto: Diego Silva Imagens

Educação e construção de comunidade são as motivações que movem o NXF a organizarem os meetups. Os eventos são apresentações em formato de roda de conversa sobre big surf, inovação e Web3. O próximo Meetup NXF acontecerá na quarta-feira, dia 22 de junho, na cidade de Vitória, em parceria com a Base27, às 19 horas. Haverão outros eventos até o mês de Setembro.

Essa história também será contada fora do Espirito Santo. Luiz Hadad irá participar de um painel no Crypto Forum LatAm, no dia 29 de Junho em São Paulo, e Lucas Rocha, Bernardo Nassar e Carlos Bellumat irão falar sobre o case na Conferência Blockchain Rio, que acontecerá no Rio de Janeiro, do dia 1º a 3 de Setembro.

O coletivo se faz presente também pelo Instagram @nxfbodyboard e pelo Youtube, onde apresentam a série “NXF TV” e o Podcast “Café com Onda”, onde compartilham conteúdo relacionado ao esporte, tecnologia e ao estilo de vida capixaba.

Comentários

Galerias | Mais Galerias