#surf 
Recife - Pernambuco - Brasil

Carlos Burle e Fábio Gouveia recebem homenagens de deputados

Raphaela de Paula

O big rider Carlos Burle será homenageado e o campeão mundial de surf Fábio Gouveia receberá título de cidadão pernambucano nesta quarta-feira (06.06), às 18h, na Alepe.

Os surfistas profissionais Carlos Burle e Fábio Gouveia irão receber homenagens na Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta quarta-feira, dia 06 de junho, às 18h. O big rider pernambucano Carlos Burle, conhecido por surfar ondas gigantes, será homenageado durante sessão solene na Alepe. Na mesma noite, o paraibano Fábio Gouveia, campeão mundial que escolheu Recife para casar, ter filhos e morar por boa parte de sua carreira, receberá título de cidadão pernambucano. A proposição é do deputado estadual Isaltino Nascimento, que acompanha o esporte e a carreira dos dois atletas.

“O surf é um dos esportes mais praticados no País. São mais de 2,4 milhões de praticantes no Brasil, sendo talvez o lugar onde mais se pega onda no mundo. Assim, tratamos de escolher o pernambucano Carlos Burle, respeitado mundialmente por ter a coragem de surfar as maiores ondas do planeta, e Fábio Gouveia por ser campeão mundial e ter escolhido Pernambuco para viver boa parte de sua carreira”, justifica o deputado Isaltino.

De olho no esporte, Isaltino acompanha a boa fase do brazilian storm, ou tempestade brasileira representada pelos atletas Gabriel Medina, Mineirinho, Filipe Toledo, entre outros, e a repercussão positiva que têm tido os atletas brasileiros na modalidade. “Tanto Carlos quanto Fábio ajudaram a alavancar o esporte, sendo mundialmente reconhecidos e respeitados. Por conta deles, que são referências importantes, hoje o surf faz parte do dia a dia do País”, complementa.

Carlos Burle é pernambucano, campeão mundial de ondas gigantes e um dos surfistas brasileiro mais respeitado do País. É conhecido por surfar as maiores ondas do mundo, entrando para a história (e também para o Guinness Book) com a maior onda surfada. Radicado hoje no Rio de Janeiro, Carlos Burle leva o nome de Pernambuco aos quatro cantos do planeta, mostrando toda a coragem do povo de sua terra. “É uma honra receber essa homenagem do Legislativo do meu Estado. Isso me faz crer que as políticas públicas voltadas para o desenvolvimento do esporte estão no foco dos debates dessa casa. Muito agradecido e feliz”, ressalta Burle, que virá especialmente ao Recife receber a homenagem no dia 06.  

Fábio Martins Gouveia, nasceu em Bananeiras, Paraíba em 1969. Foi o primeiro brasileiro a ganhar um campeonato mundial de surf. Também foi duas vezes campeão brasileiro de surf profissional e campeão do circuito internacional profissional. É reconhecido como um ícone do esporte no Brasil e no Mundo. Casou-se no Recife com a pernambucana Elka Gouveia e aqui criou seus três filhos, Ian (atleta da elite do surf mundial), Igor e Ilana. “Meu coração é de Pernambuco, sou fã da cultura daqui, morei por muitos anos e só migrei em função da evolução do surfe. Mas parte de minha família está no Estado, que é para onde sempre volto para renovar as energias, encontrar os amigos e torcer pelo glorioso Sport Club do Recife”, destacou Fabinho que torce pelo rubro-negro pernambucano.

O esporte vem sendo cada vez mais valorizado após a sua inclusão como modalidade olímpica a partir de Tóquio 2020 e a repercussão dos títulos mundiais a brasileiros (Gabriel Medina campeão mundial em 2014 e Mineirinho em 2015). Esses fatores vêm estimulando novos praticantes e a própria economia que gira entorno do esporte. Apaixonados pelo estilo de vida e não praticantes também consomem produtos ligados ao surfe.

A Ibrasurf (Instituo Brasileiro do Surfe) aponta que o surf movimenta cerca de R$ 7 bilhões ao ano com moda e acessórios, fora toda a parte do turismo, hotelaria, alimentação, transportes e outros. Nessa realidade, o Brasil desponta tanto com atletas quanto na economia. É daqui que partem 20% da produção mundial de pranchas, por exemplo, ficando atrás dos Estados Unidos e Austrália que têm a maior fatia do mercado. Já no mercado da moda, o Brasil desponta e Pernambuco dá a sua contribuição, mordendo uma fatia importante do mercado com suas marcas no Agreste do Estado.

Isso nos faz ver que o surf vai além do esporte em si, é um estilo de vida fortalecido pelo contato com a natureza, vendendo um life style. “A vitória dos surfistas brasileiros ajuda a fortalecer o esporte e as marcas. Assim, precisamos estimular à prática do esporte no Estado, promovendo competições nos circuitos estadual, regional, brasileiro e internacional. E Pernambuco tem o Hawaii brasileiro, que é Fernando de Noronha, além de todo o litoral Sul de Pernambuco com excelentes condições para o surf”, explica Geraldo Cavalcanti, presidente da Associação Nordestina de Surf.

Data: 06 de junho

Local: Assembleia Legislativa de Pernambuco (Rua Da União, S/N, Boa Vista, Recife)

Horário: 18h

Galerias | Mais Galerias