#surf #competições #kite 
Caucaia - Ceará - Brasil

Bruno Bordovsky fala com o InnerSport

InnerSport

Como a temporada de campeonatos ainda não começou, o InnerSport resolveu desembarcar nas belas águas da Praia do Icaraí - Ceará, e bater um papo descontraído com o kitesurfista Bruno Brodovsky

Quantos anos são necessários para tornar-se um campeão? Essa é uma pergunta difícil de responder. Alguns diriam que em dois ou três anos, dependendo da habilidade da pessoa, outros dão mais tempo. Contudo, o que dizer de alguém que mal iniciou no esporte e já mantém o status de vencedor?

O carioca Bruno Bordovsky, radicado no Ceará, pode ser chamado de peça rara, ou mesmo talento nato. Aos 21 anos, quatro deles dedicado ao Kite, lhe renderam títulos que muitos caras com tempo de carreira não conseguiram. Bordovsky, como é conhecido, passou seus primeiros 15 anos de vida dedicando-se ao surf, porém, ao conhecer o Kitesurf se apaixonou. Deixou um pouco a prancha de lado e começou a dedicar-se as pipas. Com a mudança da família para a Meca do kite brasileiro, Bruno começou a chamar ainda mais a atenção e alcançar os prêmios. Nos seus quatro anos de carreira ele já foi campeão brasileiro, nordestino, cearense, 3º lugar no PKRA, tipo WT para o Kite, e se não bastasse, foi campeão de uma etapa do campeonato de surf. Bruno inspira muitos garotos e marmanjos por aí, inclusive seu irmão Ygohr, de 14 anos, que promete futuramente. Acompanhe o bate papo que o Kitesurfista teve com a correspondente de Fortaleza, Daniela Soares, correspondente de Fortaleza.

Você começou 2010 entrando para a equipe da Smolder, isso fez a diferença para os resultados do ano? R: Com certeza, minha entrada para SMOLDER fez a diferença no ano, pois sem patrocínio se torna muito difícil. E com certeza o patrocínio acaba te estimulando cada vez mais e mais.

Ainda em 2010, você pôde realizar três viagens internacionais: Marrocos, Portugal e Ilhas Canárias.

O que você pode-me dizer sobre essas experiências? R: O ano de 2010 foi muito bom! Aprendi muito nas minhas viagens, em todos os países que fui eu conheci culturas diferentes, e diversos tipos de mares e ventos...Tem algo que te marcou? Algum evento durante essas viagens? R: O que me marcou mesmo foi minha viagem pra Marrocos, pois lá é tudo muito diferente. O clima é muito seco e frio, nunca me passou na cabeça que eu iria viajar para lá! 

Já tem alguma viagem prevista para 2011? R: Então, se tudo der certo estou embarcando para o Hawaii em Março, e também estou no aguardo do calendário 2011 mundial PKRA.

Apesar de ser profissional de kite, você também gosta de praticar surf. Você acha que o kitesurfista deve entender também de surf? R: Plenamente, um rider de KITEWAVE que não entenda de surf, acho que se complica um pouco nos critérios dos juízes.

E como foi o campeonato de surf da marca cearense Hugel Sub-20 em que você faturou duas categorias ? R: Pow, não esperava esse resultado no Hugel, mas isso me fez treinar cada vez mais! Estou muito feliz! Em 2011, você pretende participar de mais algum campeonato de surf, ou apenas focar no Kite? R: Pretendo continuar competindo os campeonatos de surf, enquanto a temporada de kite não começar!

Que tipo de treinamento você faz? R: Na época em que estamos agora, de janeiro a maio, pego onda. Alimento-me adequadamente e sempre quando dá faço pilates.

Quais as metas para 2011? R: Pretendo focar principalmente no circuito mundial PKRA, mas fora isso, treinar em lugares diferentes para melhorar cada vez mais meus resultados.

Quem é o Bruno Bordovsky? R: Sou uma pessoa que me dedico muito no que faço e em todos os campeonatos sou muito brincalhão.....

Como são as condições para kite nos lugares em que você pode praticar? R: As condições onde velejo costumam ser bem apropriadas para a prática do kitewave, pois tem boas ondas e vento (Praia de Icaraí).

Qual é o melhor lugar, em sua opinião, para a prática do Kite? R: Dentre todos os lugares em que ja velejei, Ilhas Canárias foi o lugar em que mais me identifiquei, pois pude fazer um bom velejo de frontside com ondas perfeitas e um vento muito forte.

Galerias | Mais Galerias