#wsl #competições #surf 
Austrália

Brasileiro dá "sorte" e estreia na elite contra Slater e Fanning

Thiago Correia

Vice-campeão do WQS (divisão de acesso) em 2017, Jessé Mendes se anima com bateria contra os maiores campeões mundiais em atividade: "Quando vi que eram os dois fiquei amarradão".

WSL (Liga Mundial de Surfe) divulgou, nesta quinta-feira, as baterias da primeira fase do Gold Coast Pro, etapa de abertura do Circuito Mundial 2018, que acontece entre os dias 11 e 22 de março na Austrália. Um dos cinco brasileiros classificados pelo WQS (divisão de acesso), Jessé Mendes enfrentará uma verdadeira pedreira na estreia. O surfista do Guarujá terá como adversários ninguém menos que o 11 vezes campeão do mundo, Kelly Slater, e o tricampeão mundial, Mick Fanning. O confronto acontece na bateria 12 do round 1, que não é eliminatório. Ao saber quem serão os seus adversários na primeira fase, Jessé demonstrou muita empolgação.

- Vou enfrentar duas lendas, os dois caras com mais títulos mundiais na atualidade. E são duas pessoas que, provavelmente, vão se aposentar nos próximos anos. Vai ser bom. Já competi com os dois. Contra o Mick foram duas vezes. Numa delas eu ganhei de WO. Da outra ele ganhou. O Kelly eu enfrentei quatro vezes. Ele venceu três e eu uma, então tenho que correr atrás. Vai ser uma boa bateria e foi irado receber essa notícia - contou Jessé.

Ao todo, o Brasil terá onze representantes no Circuito Mundial 2018. Além de Gabriel Medina, Adriano de Souza (Mineirinho), Filipe Toledo, Ian Gouveia, Italo Ferreira e Caio Ibelli, que já estavam na elite, o surfe brasileiro contará com Michael Rodrigues, Willian Cardoso, Yago Dora, Tomas Hermes e Jessé Mendes, todos os cinco últimos classificados via WQS.

Com 25,400 pontos conquistados na divisão de acesso do último ano, Jessé terminou a temporada passada na vice-liderança do WQS, atrás apenas do americano Griffin Colapinto, que teve uma pontuação de 26,900. Namorado da surfista Tatiana Weston-Webb, que disputa o Circuito Mundial Feminino, Jessé revelou como recebeu a notícia sobre os seus adversários de estreia na Gold Coast.

- É uma história engraçada, porque eu prometi para mim que não veria as baterias antes de estar próximo do campeonato para justamente não ficar pensando toda hora no confronto. Eu estava com a Tati, e quando ela viu a minha bateria ela falou: “Nossa, você não acredita quem está na sua bateria”. Daí eu saí correndo para ver. Quando vi que eram os dois fiquei amarradão - contou.

Gold Coast será a primeira dentre as onze etapas do Circuito Mundial 2018. Na sequência, o tour passa por Bells Beach (28 de março a 8 de abril) e Margaret River (11 a 22 de abril), fechando a chamada Perna Australiana. Confira as baterias da primeira fase do Gold Coast Pro:

1. Owen Wright (AUS) x Caio Ibelli (BRA) x Ezekiel Lau (HAV)

2. Matt Wilkinson (AUS) x Michel Bourez (TAH) x Michael Rodrigues (BRA)

3. Jordy Smith (AFS) x Conner Coffin (EUA) x Patrick Gudauskas (EUA)

4. Julian Wilson (AUS) x Joan Duru (FRA) x Ian Gouveia (BRA)

5. Gabriel Medina (BRA) x Italo Ferreira (BRA) x convidado

6. John John Florence (HAV) x Griffin Colapinto (EUA) x convidado

7. Kolohe Andino (EUA) x Kanoa Igarashi (JAP) x Keanu Asing (HAV)

8. Adriano de Souza (BRA) x Adrian Buchan (AUS) x Willian Cardoso (BRA)

9. Joel Parkinson (AUS) x Jeremy Flores (FRA) x Yago Dora (BRA)

10. Filipe Toledo (BRA) x Frederico Morais (PRT) x Tomas Hermes (BRA)

11. Sebastian Zietz (HAV) x Connor O'Leary (AUS) x Wade Carmichael (AUS)

12. Mick Fanning (AUS) x Kelly Slater (EUA) x Jessé Mendes (BRA)

Fonte:https://globoesporte.globo.com/radicais/surfe/mundial-de-surfe/noticia/brasileiro-da-sorte-e-estreia-na-elite-contra-slater-e-fanning-vai-ser-bom.ghtml

Galerias | Mais Galerias