#competições #4 estrelas 

Baianos se despedem de competição de surf nos EUA

Yordan Bosco

Baianos não têm sorte na escolha das ondas e para nas oitavas de final de etapa do mundial de acesso à elite do surf. Marco Fernandez se prepara para passar 10 dias em El Salvador, treinando com o conterrâneo Rudá Carvalho

Dessa vez não deu. O surfista baiano Marco Fernandez se despediu do Vans Pier Classic, em Huntington Beach, na Califórnia (EUA), ao ser eliminado na quarta bateria das oitavas de final da competição. A prova é Válida pelo World Star, circuito que qualifica atletas para a elite do surf mundial (World Tour) de 2013.

Fernandez terminou em quarto lugar, em bateria vencida pelo ex-top da elite mundial, o norte-americano Tanner Gudauskas. Com a segunda colocação e também classificado para as quartas ficou o havaiano Evan Valiere. O baiano precisou de uma onda 5,63 pontos para continuar na prova, mas não foi possível.

“Na verdade não encontrei ondas que abrissem para manobrar. Mas competição é isso mesmo. Cada um tem seu dia e hoje não foi o meu. Até que tinham ondas boas que proporcionaram boas performances aos competidores, mas não consegui me encaixar”, lamenta.

Rumo à América Central – Da Califórnia, Marco Fernandez segue, junto com o amigo e conterrâneo Rudá Carvalho, para uma minitemporada de treinos em El Salvador. “Embarcamos na segunda-feira e pretendemos aprimorar a técnica e produzir umas imagens para nossos patrocinadores”, explica Fernandez.

O ilheense Rudá Carvalho já está arrumando suas pranchas e malas para surfar as ondas perfeitas de El Salvador. “Após este frio aqui da Califórnia, vamos nos divertir um pouco com o clima quente de El Salvador. Treinar manobras em ondas perfeitas é muito bom”, comenta Carvalho.