#profissional #mundial 
Vila da Quixaba - Vila dos Remedios - Fernando de Noronha - Brasil

Alejo Embalado sexta-feira no Hang Loose Pro Contest

ASP

O catarinense Alejo Muniz foi o destaque desta sexta-feira no Hang Loose Pro Contest ao conquistar a maior nota do evento (9.87) em um belo tubo no segundo confronto da terceira fase.

Após finalizar as baterias pendentes da segunda rodada no início da manhã, a prova teve uma paralisação para aguardar melhores condições na maré cheia. No inicio da tarde os duelos reiniciaram com a terceira rodada.

O catarinense Alejo Muniz atropelou o francês Tim Boal. Com um belo tubo, Alejo conquistou 9.87 e somou 14.14 pontos nas duas melhores ondas, enquanto Boal obteve 5.0 em seu total.

Ao finalizar o tubo high-score Alejo ainda teve sua prancha quebrada, mas foi prontamente trocada. “O Zampol está fazendo altas pranchas DHD, tanto é que nem senti diferença quando troquei”, comenta Alejo, um dos estreantes do Brasil na elite do World Tour.

“Estou muito empolgado para começar o ano com bons resultados para fazer uma bela estréia na elite. Vencer aqui seria incrível”, diz.

Na primeira disputa da rodada, o japonês Ohno Masatoshi, autor de belas apresentações desde as fases iniciais, passou pelo guarujaense Junior Faria. O terceiro confronto foi marcado por um duelo entre os havaianos Kai Barger e Fredrick Patacchia. Levou a melhor Berger pelo placar de 14.44 x 8.40. Patacchia ainda teve uma chance para virar no finalzinho, mas não conseguiu completar o drop na última onda.

Ex-Top da elite mundial, o sul-africano Travis Logie levou a melhor sobre Luel Felipe na quinta bateria. No quarto confronto, o irlandês Glen Hall superou o paulista Thiago Camarão numa disputa de poucas ondas. Em seguida foi a vez de o paranaense Jihad Khodr derrotar o paulista Miguel Pupo.

A disputa entre o catarinense Neco Padaratz e o paulista Gabriel Medina levantou o público na oitava bateria. Medina abriu a disputa com um tubo 7.67 para esquerda, mas Neco deu o troco descolando um cilindro difícil de ser completado para esquerda e foi recompensado com 8.10 pontos. Com mais 6.73, Medina pulou para a primeira colocação e Neco perdeu precisando de uma nota 6.30 para virar.

Para finalizar o dia, o cearense Heitor Alves e o catarinense Ricardo dos Santos protagonizaram uma bela bateria, com placar de 16.44 x 14.27 a favor de Heitor.

Neste sábado uma nova chamada está programada para as 7 horas.

Galerias | Mais Galerias