São Sebastião - São Paulo - Brasil

Praia da Baleia é a próxima parada do Hang Loose Surf Attack

Redação Surfguru

O “Canto Mágico” da Praia da Baleia, em São Sebastião, será o próximo palco do Hang Loose Surf Attack, o circuito paulista das categorias de base.

Previsão Surfguru para São Sebastião - SP

A 3ª etapa está confirmada para os próximos dias 22 e 23, reunindo 150 surfistas, divididos nas categorias júnior (até 18 anos), mirim (limite de 16 anos), iniciante (no máximo 14 anos), estreante (sub12) e petit (10 anos para baixo). 

O pico situado no canto direito da Praia da Baleia tem esse apelido por sempre oferecer boas condições de surf. “Quando não tem ondas em outras praias, ali é sempre garantido. E quando o mar está grande ou mexido, lá está bom. Para o surf é sensacional. Não falha. Por isso chamamos de Canto Mágico”, explica Isley Calogero, que tem uma escola de iniciação ao surf no local. “E não poderia ser outro nome que Escola Canto Mágico”, ressalta.

No total, o Hang Loose Surf Attack terá quatro etapas (com a final em Ubatuba) e após as disputas em Santos e Guarujá, alguns atletas já começam a se destacar em busca dos títulos. Caio Costa, de São Sebastião, desponta como o grande destaque, chegando como líder da iniciante e da estreante. Nesta segunda disputa, está empatado com Rodrigo Saldanha, que mora em São Paulo, mas treina em Maresias.

Na júnior, Théo Fresia, que trocou Búzios por Guarujá, está na liderança empatado com Kim Matheus, representando Santos. O catarinense Lucas Vicente está na frente na mirim, comprovando a força do Circuito, que atrai destaques de outros estados. Já entre os caçulas, Ryan Kainalo é o único com 100% de aproveitamento e tem chances de garantir o bicampeonato estadual por antecipação na Baleia. Assim como Rodrigo Saldanha, ele é da capital e tem como base de treinos a cidade de Ubatuba.

Realizado ininterruptamente desde 1988 e com o patrocínio da Hang Loose há nada menos que 22 anos, o campeonato é, sem dúvida, o grande formador de talentos do surf. “Este circuito tem revelado grandes valores para o surf brasileiro e mundial desde 1988, é certamente o mais importante e tradicional campeonato de surf nas categorias de base do Brasil e seguramente um dos melhores do Mundo”, enaltece o diretor técnico do Circuito e também dos mundiais da ISA, Marcos Bukão.

Ao lado de Silvio da Silva, o Silvério, ele comanda o Paulista desde a sua criação e comemora o sucesso do evento, relacionando com as estrelas da elite mundial. Dos dez atletas hoje no CT, nove passaram pelo Surf Attack, alguns sendo multicampeões como Adriano de Souza, Gabriel Medina e Filipe Toledo. “Hoje quando vibramos com as conquistas dos Brazilian Storm no Circuito Mundial Profissional, é impossível não ligar a formação destes atletas ao Hang Loose Surf Attack, uma vez que esse campeonato foi parte integrante em suas preparações”, reforça.

O Hang Loose Surf Attack tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Hot Water, Super Tubes, Surftrip, Sthill Wet Land e Sunpeak Surf. Apoios de Rhyno Foam, CT Wax, Waves, FMA Notícias, DFS Gol Business e Governo do Estado de São Paulo. Colaboração das prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf.

RANKING APÓS 2 ETAPAS

JÚNIOR (ATÉ 18 ANOS)

1 Théo Fresia – Guarujá – 1.430

1 Kim Matheus – Santos – 1.430

3 Raul Reis – Ubatuba – 1.312

4 Matheus Mariano – Guarujá – 1.159

MIRIM (ATÉ 16 ANOS)

1 Lucas Vicente – SC – 1.710

2 Pedro Dib – São Sebastião – 1.531

3 Kauê Germano – São Sebastião – 1.458

4 Guilherme Vilas Boas – Ubatuba – 1.330

INICIANTE (ATÉ 14 ANOS)

1 Caio Costa – São Sebastião – 1.710

2 Diego Aguiar – Ubatuba – 1.656

3 Eduardo Motta – Guarujá – 1.430

4 Kauê Germano – São Sebastião – 1.312

ESTREANTE (ATÉ 12 ANOS)

1 Caio Costa – São Sebastião – 1.900

1 Rodrigo Saldanha – São Sebastião – 1.900

3 Leo Casal – SC – 1.539

4 Ryan Kainalo – Ubatuba – 1.466

PETIT (ATÉ 10 ANOS)

1 Ryan Kainalo – Ubatuba – 2.000

2 Murilo Coura – Guarujá – 1.800

3 Guilherme Fernandes – Ubatuba - 1.620

4 Daniel Duarte – Bertioga – 1.260

CIDADES

1 Ubatuba – 1.900

2 São Sebastião – 1.810

3 Guarujá – 1.710

4 Praia Grande – 1.320

4 Itanhaém – 1.320

Por Fábio Maradei

 

Galerias | Mais Galerias