Califórnia - Estados Unidos

Nat Young qualificado para o WCT 2013

Maria Pessanha

Confirmado pela ASP, o jovem californiano de 21 anos qualificou-se para a elite do surf mundial em 2013

Nat Young foi subindo no ranking e atingiu o objetivo: qualificou-se para o ASP World Tour 2013. Aos 17 anos venceu o O’Neill Coldwater Classic e provou o seu enorme potencial, confirmado agora aos 21 anos, vai ser o único rookie americano no tour.

A sua paixão e dedicação levaram-no longe, mas Nat Young atribui o seu sucesso à onda que chama de casa, Santa Cruz. "Santa Cruz tem definitivamente um cenário de surf hardcore. Toda a rivalidade existente entre o lado oeste e o lado leste, creio que tem algo a ver com isto tudo. É bom, faz-nos querer dar mais de nós. As minhas maiores inspirações quando era novo eram o Adam Repogle e o Kieran Horn, não só na água mas na forma como se comportavam em terra. O Flea e o Ratboy também foram grandes inspirações."

A qualificação de Nat Young para o WCT 2013 prova que ele é um dos surfistas mais versáteis do planeta, mas o surfista que é goofy é conhecido pelo seu backside attack. O circuito mundial tem várias direitas de enorme qualidade, e Nat ao olhar para o calendário sente-se confiante e confortável. "Todas as diferentes direitas de Santa Cruz ajudaram a desenvolver o meu backside. Existe uma enorme variedade de direitas no tour, quer para tubos, seções para voar, ou só longas direitas com parede. Sinto-me muito confortável e confiante de backside e estou ansioso por surfar as direitas do circuito."

Em 2012 Nat Young atacou ferozmente o lugar no World Tour, começando com uma vitória no Vans Pier Classic, WQS 4 estrelas. Seguiram-se vários bons resultados nos WQS 6 estrelas e Prime, que o colocaram em 29º no ranking único, ficando a sua qualificação dependendo dos resultados do top 34 do World Tour em Pipeline.

"A antecipação no Havaí matou-me. Não tive a melhor temporada havaiana este ano. Além de que seria bom terminar o ano com resultados sólidos. Ao ver o Pipe Masters fiquei muito nervoso mas nada dependia de mim. Felizmente tudo correu da melhor forma e qualifiquei-me."

Young já ganhou alguma experiência quando participou como wildcard numa etapa do World Tour, onde teve a oportunidade de enfrentar Kelly Slater e Joel Parkinson. "Ter a oportunidade de competir no Coldwater Classic foi uma aprendizagem e uma mais valia. Não surfei muitas baterias mas aprendi alguma coisa. Surfei contra o Slater e o Parko no meu primeiro WCT, eles que são 2º e 1º no ranking."

Agora que a campanha de qualificação já terminou e da melhor forma, Nat Young está ansioso pelo começo do circuito com o Quiksilver Pro Gold Coast, um evento que sonha participar desde criança.

"Mal posso esperar por Snapper. O primeiro WCT que assisti na vida foi lá com 14 anos, e agora vou competir, é um sonho realidade. Estou ansioso por todos os eventos, Estou vivendo os meus sonhos."

Parabéns Nat Young!

Galerias | Mais Galerias