Oahu Costa Norte - Hawaii - Estados Unidos

Heitor Alves estreia com os recordes da Vans World Cup em Sunset Beach

João Carvalho

O cearense Heitor Alves foi o destaque nas ondas de 5-7 pés do primeiro dia da Vans World Cup of Surfing em Sunset Beach, no Havaí.

Ele foi o recordista absoluto da terça-feira com a nota 9,60 e os 18,37 pontos da primeira vitória verde-amarela no último ASP Prime do ano, que é decisivo na briga pelas dez vagas do ASP World Ranking para o WCT de 2014. O pernambucano Ian Gouveia também começou vencendo e o paulista Thiago Camarão passou em segundo lugar na dele para completar o trio brasileiro que avançou para enfrentar os pré-classificados da segunda fase na quarta-feira em Sunset Beach.

Também nos últimos minutos, Thiago Camarão garantiu a segunda classificação do Brasil no confronto vencido pelo australiano Davey Cathels. O neozelandês Billy Stairmand liderou a bateria desde o início e já tinha sido ultrapassado por Cathels quando faltavam 2 minutos para o término. O brasileiro estava em quarto lugar, mas pegou a última onda boa que entrou para mostrar o seu surfe e ganhar nota 8,10 dos juízes, mostrando estar recuperado da contusão que o tirou das competições este ano. Este é apenas o terceiro campeonato que ele participa.Heitor foi impecável na sua bateria, conseguindo uma sintonia perfeita com as séries e um bom posicionamento no mar para pegar as melhores ondas. Começou com nota 7,33, na segunda ganhou 7,67, na terceira aumentou a vantagem com 8,77 e sacramentou a vitória com a nota 9,60 da onda mais bem surfada nas direitas de Sunset na terça-feira. O catarinense Vicente Romero, que compete pela Espanha por morar lá há alguns anos, estava passando em segundo lugar contra dois havaianos, mas no final foi superado por Alex Smith e acabou eliminado junto com Kaoliopuwai Kahokula.

A outra única vitória brasileira foi conquistada por Ian Gouveia, que ganhou a chance de competir na praia onde seu pai, Fábio Gouveia, fez história ao vencer a World Cup em 1991, para substituir o também pernambucano Halley Batista, que estava escalado na penúltima bateria e preferiu disputar as últimas etapas válidas pelo título brasileiro por estar liderando o ranking nacional. Ian pegou boas ondas e despachou o havaiano Gregg Nakamura e um ex-top do WCT, Gabe Kling, com o também norte-americano Nathan Yeomans ficando com a outra vaga para a segunda fase.

Mais seis surfistas da América do Sul competiram na terça-feira, mas não passaram das primeiras apresentações no último ASP Prime do ano no Havaí. Dois perderam juntos no terceiro confronto do dia, o brasileiro Jean da Silva e o argentino Santiago Muniz. Também foram eliminados o cearense Messias Felix, o paulista Hizunomê Bettero, o baiano Bino Lopes e o peruano Gabriel Villarán. Para eles, foi a despedida da temporada 2013, já que só resta o Billabong Pipe Masters em Banzai Pipeline apenas para os 34 melhores do mundo e convidados.

MAIS NOVE BRASILEIROS – Dos três que passaram pelo mar difícil da terça-feira em Sunset Beach, só Ian Gouveia não foi para baterias com um dos nove pré-classificados do Brasil que não precisaram competir na rodada inicial por estarem mais bem colocados no ranking mundial da ASP. O filho de Fábio Gouveia disputará o penúltimo confronto da fase de novo, contra um concorrente direto às últimas vagas no G-10 do ASP World Ranking, Tanner Gudauskas, dos Estados Unidos, além do experiente australiano Nathan Hedge e o havaiano Joel Centeio.

O recordista da primeira fase, Heitor Alves, foi para a nona bateria do capixaba Krystian Kymerson e do francês Maxime Huscenot. O quarto componente é o sul-africano Dale Staples, que barrou o baiano Bino Lopes na terça-feira. Já Thiago Camarão completou a 11.a, encabeçada pelo catarinense Willian Cardoso que ocupa a última vaga no G-10 para o WCT 2014 e ainda terá dois havaianos como primeiros adversários em Sunset Beach, Keanu Asing e Ezekiel Lau. Os demais brasileiros da segunda fase enfrentarão três surfistas de outros países.

O primeiro a se apresentar é o paulista Jessé Mendes, que surfou muito bem no primeiro desafio da Tríplice Coroa Havaiana em Haleiwa. Como Willian Cardoso, Jessé vai estrear contra dois havaianos na segunda bateria, o veterano Makuakai Rothman e o jovem Makai McNamara, além do australiano Jay Thompson. Depois, tem o paulista Caio Ibelli na quinta, o baiano Marco Fernandez na sexta, outro paulista, Wiggolly Dantas, na oitava, o paranaense Peterson Crisanto na 13.a e dois vão competir juntos no confronto que fecha a segunda fase, o catarinense Tomas Hermes e o paulista David do Carmo.

SELEÇÃO BRASILEIRA – Além dos nove que entram na segunda fase, mais sete brasileiros fazem parte da lista dos 32 principais cabeças de chave da Vans World Cup, que já vão estrear disputando classificação para as oitavas de final da competição. É o time inteiro do WCT deste ano, formado pelos paulistas Adriano de Souza, Filipe Toledo, Gabriel Medina e Miguel Pupo, o catarinense Alejo Muniz e o carioca Raoni Monteiro, além do potiguar Jadson André que já garantiu seu retorno para a divisão de elite do ASP World Tour pelo G-10 do ranking unificado.

PREVISÃO OAHU

TRANSMISSÃO AO VIVO

PRIMEIRA FASE DA VANS WORLD CUP OF SURFING – 3.o=97.o lugar (113 pts) / 4.o=113.o lugar (74 pts):

3.a: 1-Hank Gaskell (HAV), 2-Ian Gentil (HAV), 3-Santiago Muniz (ARG), 4-Jean da Silva (BRA)

5.a: 1-Frederico Morais (PRT), 2-Joshua Moniz (HAV), 3-Messias Felix (BRA), 4-Sunny Garcia (HAV)

9.a: 1-Heitor Alves (BRA), 2-Alex Smith (HAV), 3-Vicente Romero (ESP), 4-Kaoliopuuwai Kahokuloa (HAV)

10: 1-Torrey Meister (HAV), 2-Dale Staples (AFR), 3-Isaiah Moniz (HAV), 4-Bino Lopes (BRA)

12: 1-Davey Cathels (AUS), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Billy Stairmand (NZL), 4-Eala Stewart (HAV)

14: 1-Tim Reyes (EUA), 2-Koa Smith (HAV), 3-Kai Barger (HAV), 4-Gabriel Villaran (PER)

15: 1-Ian Gouveia (BRA), 2-Nathan Yeomans (EUA), 3-Gabe Kling (EUA), 4-Gregg Nakamura (HAV)

16: 1-Ricardo Christie (NZL), 2-Joel Centeio (HAV), 3-Kylan Yamakawa (HAV), 4-Hizunomê Bettero (BRA)

SEGUNDA FASE – Round of 96 – pré-classificados (os dois primeiros relacionados nas baterias):

2.a: Jay Thompson (AUS), Jessé Mendes (BRA), Makuakai Rothman (HAV), Makai McNamara (HAV)

5.a: Ramzi Boukhiam (MAR), Caio Ibelli (BRA), Frederico Morais (PRT), Yadin Nicol (AUS)

6.a: Mitchel Coleborn (AUS), Marco Fernandez (BRA), Seth Moniz (HAV), Joshua Moniz (HAV)

8.a: Matt Banting (AUS), Wiggolly Dantas (BRA), Chris Ward (EUA), Gavin Gillette (HAV)

9.a: Maxime Huscenot (FRA), Krystian Kymerson (BRA), Heitor Alves (BRA), Dale Staples (AFR)

11: Willian Cardoso (BRA), Keanu Asing (HAV), Ezekiel Lau (HAV), Thiago Camarão (BRA)

13: Beyrick De Vries (AFR), Peterson Crisanto (BRA), Tom Whitaker (AUS), Koa Smith (HAV)

15: Tanner Gudauskas (EUA), Nathan Hedge (AUS), Ian Gouveia (BRA), Joel Centeio (HAV)

16: Tomas Hermes (BRA), David do Carmo (BRA), Ricardo Christie (NZL), Nathan Yeomans (EUA)

TERCEIRA FASE – Round of 64 – estreia dos principais cabeças de chave:

5.a: Adriano de Souza (BRA), Raoni Monteiro (BRA)

12.a: Filipe Toledo (BRA), Alejo Muniz (BRA)

13.a: C. J. Hobgood (EUA), Jadson André (BRA)

14.a: Gabriel Medina (BRA), Damien Hobgood (EUA)

15.a: Fredrick Patacchia (HAV), Miguel Pupo (BRA)

Galerias | Mais Galerias