Florianópolis - Santa Catarina - Brasil

Hang Loose Pro Contest é adiado na Quinta-Feira em Floripa

Redação Surfguru

O temido vento sul que entrou rasgando com chuva na tarde da quarta-feira, continuou soprando forte na Praia da Joaquina e a continuação do Hang Loose Pro Contest 30 Anos foi adiada na quinta-feira em Florianópolis.

Previsão Surfguru para Florianópolis - SC

Site do evento

A próxima chamada para a 21.a bateria da segunda fase foi então anunciada para as 7h30 da sexta-feira na praia mais famosa da Ilha de Santa Catarina, que ficou superlotada no segundo dia, relembrando todo o clima de euforia daquele campeonato épico que trouxe o Circuito Mundial de volta para o Brasil em 1986.

“Como já esperávamos, o dia amanheceu com vento sul muito forte, mar em transformação, então não teremos competição hoje (quinta-feira)”, confirmou Luli Pereira, Head Judge (chefe dos juízes) da World Surf League. “Pelas previsões, esse vento deve diminuir ao longo do dia e faremos uma nova chamada amanhã (sexta-feira) às 7h30, com expectativa de já ter condições de continuar o evento, para terminar no fim de semana com boas ondas”.

Melhores momentos da Quarta-Feira

Diferente dos outros dias, ninguém entrou no mar para surfar na manhã da quinta-feira, pois realmente não havia qualquer condição para isso. Somente os competidores das primeiras baterias do dia compareceram na arena do evento para ouvir a decisão oficial da comissão técnica do Hang Loose Pro Contest 30 Anos, que foi aprovada por todos.

“Foi realmente a decisão mais certa mesmo ser um ‘lay day’ hoje (quinta-feira). Tem muito vento e as ondas não estão colaborando”, aprovou o australiano Ryan Callinan, que está escalado na primeira bateria do dia com o brasileiro Heitor Alves e os peruanos Tomas Tudela e Juninho Urcia. Callinan é um dos estreantes na elite do CT esse ano e tenta confirmar sua permanência no grupo dos top-34 da World Surf League pelo WSL Qualifying Series. No momento, ocupa a nona posição na lista dos dez indicados pelo ranking de acesso.

“Eu não passei muitas baterias no CT, mas está sendo uma experiência incrível”, disse Ryan Callinan. “Só em ter a oportunidade de surfar com os melhores do mundo em lugares alucinantes já é um grande desafio. Eu sinto que consegui melhorar o meu surfe ao longo desse ano e estou me divertindo muito, mesmo sem conseguir os resultados que gostaria. Esse campeonato é importante para mim e espero competir bem aqui para melhorar o meu ranking antes das finais no Havaí”.

O Hang Loose Pro Contest 30 Anos é a última etapa importante antes do encerramento da temporada na Tríplice Coroa Havaiana. Alguns surfistas, como os brasileiros Ian Gouveia e Bino Lopes, que ocupam a quinta e sexta posições no ranking do WSL Qualifying Series, respectivamente, podem até confirmar suas vagas para o CT 2017 no QS 6000 da Ilha de Santa Catarina. E muitos estão em Florianópolis para tentar entrar na zona de classificação no Brasil.

Outros surfistas vieram competir na Praia da Joaquina mais para prestigiar a volta do Hang Loose Pro Contest para o lugar onde iniciou a sua história em 1986. É o caso das principais atrações do campeonato, os campeões mundiais Adriano de Souza e Gabriel Medina, bem como outras estrelas brasileiras do CT, como Wiggolly Dantas e Miguel Pupo, que também estão confirmando suas vagas para 2017 entre os 22 que são mantidos pelo ranking principal.

CAMPEÕES MUNDIAIS – Se a competição retornar na sexta-feira, é bom o público chegar cedo na praia, pois a torcida terá uma oportunidade única de assistir os dois últimos campeões da World Surf League se apresentando em baterias seguidas. O atual, Adriano de Souza, vai estrear no quarto confronto do dia, fechando a segunda fase com o taitiano Mihimana Braye, o americano Parker Coffin e o neozelandês Ricardo Christie.

E Gabriel Medina, que levou uma multidão para a Praia da Joaquina na quarta-feira, entra na disputa seguinte abrindo a terceira fase do Hang Loose Pro Contest 30 Anos com mais dois brasileiros, Wiggolly Dantas e Thiago Camarão, além do australiano Soli Bailey, que está na briga direta pelas últimas vagas do QS para o CT do ano que vem. Esta é a última rodada de baterias formadas por quatro competidores. Depois, tem uma fase com três atletas em cada e em seguida começam os duelos homem a homem que prosseguem até a grande final.

O QS 6000 Hang Loose Pro Contest 30 Anos está sendo realizado com patrocínio da Hang Loose e apoio do Governo do Estado de Santa Catarina / Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, através do FUNDESPORTE, e da Prefeitura Municipal de Florianópolis, além da Mini Kalzone e lojas J Bay e Tent Beach. O evento é homologado e supervisionado pela WSL South America como 46.a etapa do WSL Qualifying Series 2016, com realização da Associação de Surf da Joaquina (ASJ), divulgação da Rede Atlântida FM, site Waves e transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

—————————————————————–

João Carvalho – WSL South America Media Manager – jcarvalho@worldsurfleague.com

Mais notícias do Hang Loose Pro Contest 30 Anos no www.wslsouthamerica.com

—————————————————————–

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pts) / 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

———baterias que vão abrir a sexta-feira:

21: Ryan Callinan (AUS), Heitor Alves (BRA), Tomas Tudela (PER), Juninho Urcia (PER)

22: Ezekiel Lau (HAV), Frederico Morais (PRT), Jean da Silva (BRA), Samuel Pupo (BRA)

23: Maxime Huscenot (FRA), Cooper Chapman (AUS), Gabriel André (BRA), Shane Campbell (AUS)

24: Adriano de Souza (BRA), Mihimana Braye (TAH), Parker Coffin (EUA), Ricardo Christie (NZL)

TERCEIRA FASE DO HANG LOOSE PRO CONTEST 30 ANOS – baterias já formadas:

—————3.o=25.o lugar (US$ 1.300 e 700 pontos) / 4.o=37.o lugar (US$ 1.200 e 650 pts):

1.a: Gabriel Medina (BRA), Wiggolly Dantas (BRA), Soli Bailey (AUS), Thiago Camarão (BRA)

2.a: Connor O´Leary (AUS), Marco Giorgi (URU), Luan Wood (BRA), Mateus Herdy (BRA)

3.a: Kanoa Igarashi (EUA), Jack Freestone (AUS), Hizunomê Bettero (BRA), Ramzi Boukhiam (MAR),

4.a: Tomas Hermes (BRA), Victor Bernardo (BRA), Willian Cardoso (BRA), Shun Murakami (JPN)

5.a: Alejo Muniz (BRA), Tanner Gudauskas (EUA), Mitch Crews (AUS), Noe Mar McGonagle (CRI)

6.a: Keanu Asing (HAV), Jessé Mendes (BRA), Nomme Mignot (FRA), Griffin Colapinto (EUA)

7.a: Mitch Coleborn (AUS), Hiroto Ohhara (JPN), Luel Felipe (BRA), Tristan Guilbaud (FRA)

8.a: Miguel Pupo (BRA), Ian Gouveia (BRA), Bino Lopes (BRA), Alex Ribeiro (BRA)

9.a: Deivid Silva (BRA), Michael Rodrigues (BRA), Yago Dora (BRA), Thiago Guimarães (BRA)

10.a: Jadson André (BRA), Davey Cathels (AUS), Santiago Muniz (ARG), Charly Quivront (FRA)

SEGUNDA FASE – 3.o=49.o lugar (US$ 550 e 400 pts) / 4.o=73.o lugar (US$ 450 e 370 pts):

———baterias que fecharam a quarta-feira:

1.a: 1-Gabriel Medina (BRA), 2-Mateus Herdy (BRA), 3-Oney Anwar (IDN), 4-Slade Prestwich (AFR)

2.a: 1-Soli Bailey (AUS), 2-Marco Giorgi (URU), 3-Patrick Gudauskas (EUA), 4-Tomas Fernandes (PRT)

3.a: 1-Luan Wood (BRA), 2-Thiago Camarão (BRA), 3-Krystian Kymerson (BRA), 4-Joan Duru (FRA)

4.a: 1-Connor O´Leary (AUS), 2-Wiggolly Dantas (BRA), 3-Wesley Santos (BRA), 4-Marc Lacomare (FRA)

5.a: 1-Kanoa Igarashi (EUA), 2-Victor Bernardo (BRA), 3-Ronaldo Silveira (BRA), 4-Vicente Romero (ESP)

6.a: 1-Hizunomê Bettero (BRA), 2-Tomas Hermes (BRA), 3-Yage Araujo (BRA), 4-Gabriel Villaran (PER)

7.a: 1-Shun Murakami (JPN), 2-Ramzi Boukhiam (MAR), 3-Kaito Ohashi (JPN), 4-Evan Geiselman (EUA)

8.a: 1-Willian Cardoso (BRA), 2-Jack Freestone (AUS), 3-Messias Felix (BRA), 4-Joshua Moniz (HAV)

9.a: 1-Alejo Muniz (BRA), 2-Nomme Mignot (FRA), 3-Michael February (AFR), 4-Miguel Tudela (PER)

10: 1-Mitch Crews (AUS), 2-Jessé Mendes (BRA), 3-Jacob Willcox (AUS), 4-Nelson Cloarec (FRA)

11: 1-Griffin Colapinto (EUA), 2-Tanner Gudauskas (EUA), 3-Dion Atkinson (AUS), 4-Yuri Gonçalves (BRA)

12: 1-Keanu Asing (HAV), 2-Noe Mar McGonagle (CRI), 3-Lucas Silveira (BRA), 4-Colt Ward (EUA)

13: 1-Hiroto Ohhara (JPN), 2-Miguel Pupo (BRA), 3-Torrey Meister (HAV), 4-Tales Araujo (BRA)

14: 1-Mitch Coleborn (AUS), 2-Ian Gouveia (BRA), 3-Alonso Correa (PER), 4-Jorgann Couzinet (REU)

15: 1-Bino Lopes (BRA), 2-Tristan Guilbaud (FRA), 3-Billy Stairmand (NZL), 4-Flavio Nakagima (BRA)

16: 1-Alex Ribeiro (BRA), 2-Luel Felipe (BRA), 3-Marco Fernandez (BRA), 4-Brett Simpson (EUA)

17: 1-Yago Dora (BRA), 2-Jadson André (BRA), 3-Kalani Ball (AUS), 4-Mateia Hiquily (TAH)

18: 1-Michael Rodrigues (BRA), 2-Charly Quivront (FRA), 3-Dimitri Ouvre (BLM), 4-Paul Cesar Distinguin (FRA)

19: 1-Santiago Muniz (ARG), 2-Deivid Silva (BRA), 3-Vasco Ribeiro (PRT), 4-José Ferreira (PRT)

20: 1-Davey Cathels (AUS), 2-Thiago Guimarães (BRA), 3-Renato Galvão (BRA), 4-Gony Zubizarreta (ESP)

Galerias | Mais Galerias