Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil

Foi dada a largada no Circuito Arpoador Surf Club 2016

Redação Surfguru

Novos nomes e antigos campeões se encontram na primeira etapa do Circuito Arpoador Surf Club | OsklenSurfing 2016.

No ano em que completa 10 anos de parceria com a Osklen, a associação dos surfistas do Arpoador – Arpoador Surf Club realizou durante o último feriado (dias 26 e 28 de maio) a primeira etapa do circuito local da praia do Arpoador, o 1º Surf-Treino ASC | OsklenSurfing 2016.

Com um fundo muito bom deixado por uma sequência de ressacas de sudoeste, não precisou muito além de ondulações médias de S/SSE para proporcionar ondas super divertidas durante o campeonato, que foram muito bem aproveitadas por 84 atletas divididos em 6 categorias.

Nas categorias Open e Grand-Master foi testado um novo formato de competição, escolhido pelos atletas através de uma enquete prévia realizada entre os associados ao ASC. O tempo das baterias da primeira fase foi aumentado para 40 minutos e os quatro primeiros dentre todos os participantes de cada categoria foram classificados para as finais, de 30 minutos, onde teriam de somar as duas melhores ondas à média obtida na primeira fase.

Na Grand-Master, o atual campeão do circuito, Mario Marinho, terminou em 5º e por pouco ficou de fora da final, composta por Bruno Brocá (7,13), Léo Leite (6,33), Eduardo Chalita (6,00), e Betinho Beng (5,75). Na final, realizada no sábado, os dois ex-campeões do circuito, Chalita e Betinho, mantiveram suas colocações, enquanto que o regular-foot Léo Leite, com a melhor nota da bateria (8,17), conseguiu ultrapassar o goofy-footer Bruno Brocá por apenas dois centésimos na média final (6,56 contra 6,54). Esta foi a primeira vitória do Léo Leite, competidor do circuito desde 2011, que se emocionou muito no pódio.

Na Open, os destaques da primeira fase foram mesmo os finalistas: Bruno Coutinho com a maior média nas duas melhores ondas (8,25), Anderson “Picachú” (6,92), atleta da Mirim que veio das triagens, Pablo Becker (6,85) atual campeão que surfou com muita força, e Gabriel David (6,50), que pegou um tubo profundo no meio da praia (nota 9). Destaque ainda para o ataque cirúrgico de backside de Cezar Rodrigues, que ficou de fora da final por apenas 8 centésimos. Na final, realizada em um momento do mar com poucas ondas, os que melhor se adaptaram às condições foram os atletas oriundos da comunidade do Cantagalo, Pablo Becker (1º) e Anderson Picachú (2º). Bruno Coutinho (3º), sem uma segunda nota, e Gabriel David (4º), completaram o pódio.

Vice-campeão competindo pela primeira vez no evento principal da categoria Open, Anderson Picachú acabou se tornando o grande destaque do campeonato ao vencer de forma muito convincente a sua categoria (Mirim), deixando uma grande margem para os demais finalistas: Bernardo Bordovsky (2º), Pedro Amorim (3º) e Hugo Rafael (4º). Vale destacar a grande evolução deste jovem atleta que iniciou no nosso circuito em 2011, competindo na categoria Infantil, e desde então participou de praticamente todos os campeonatos realizados pelo ASC. Destaque também para o seu rival e amigo Bernardo Bordovsky, que iniciou sua trajetória no ASC junto com o Picachú e também pela primeira vez se classificou para o evento principal da Open, terminando em 9º no geral.

Na Iniciante, com toda a primeira geração de jovens atletas do ASC migrando para a categoria Mirim, novos nomes começaram a aparecer. Luis Felipe Gadelha “Lipe”, de 12 anos, e Rodrigo Xavier “Cabeção”, de 10 anos, fizeram a única e decisiva bateria da categoria, com a vitória indo para o Lipe.

Na categoria Feminina, os destaques das semifinais foram as ex-campeãs do circuito, Mari Taboada (6,67) e Ariane Mateik (6,17) que venceram e convenceram na primeira bateria. Na segunda semi, destaque para a atual vice-campeã do circuito, Andreza Ramos (4,92), que venceu com folga e se classificou junto com Gabi Pulcherio (1,50). A final começou com domínio da Mari, que pegou boas ondas no Pontão, enquanto a Ariane apostava todas as suas fichas no pico do inside, finalizando bem suas ondas. No final da bateria a disputa estava equilibrada, quando a Ariane Mateik decidiu ir pela primeira vez para o Pontão e conseguiu pegar a última e melhor onda da bateria (7,67), vencendo a competição. Andreza Ramos (3ª) e Gabi Pulcherio (4ª), que não apareceu na final, completaram o pódio.

A Legends Longboard foi vencida pelo Gagoo (repetindo o resultado da última etapa de 2015), com o atual tricampeão Roberto Coelho em segundo, Dr. José em terceiro, e Gian Cacciola em quarto. Presença costumaz nos pódios da categoria, Roni Veloso não pôde participar por estar se recuperando de um problema de saúde. Força Roni!

Resultados completos: http://goo.gl/9Ekqf5

Baterias/notas: http://goo.gl/nP2iKm

Novos e antigos apoiadores

O Juçaí Orgânico e a Artesanal Produtos Naturais ofereceram alimentos muito gostosos e saudáveis que aumentaram o bem-estar dos atletas e do staff durante a competição. E, juntamente com os demais apoiadores, Art in Surf, The Bar Surfshop, Kronig Designs e First Glass, enriqueceram a premiação dos finalistas. Muito obrigado!

Contrapartida socioambiental

Em paralelo às competições, o ASC realizou mais um mutirão de limpeza da praia do Arpoador, ação que faz parte de um movimento (Juntos pelo Arpoador) que começou quando o Arpoador Surf Club passou a denunciar os crimes ambientais praticados por alguns eventos realizados clandestinamente na praia do Arpoador, como o “Luau Sem Controle”, que deixam enormes quantidades de lixo no local.

Esta ação teve por foco o micro lixo (como: guimbas de cigarro, pedacinhos de embalagens plásticas, canudinhos de bebida, papel de bala, chiclete, tampinhas de bebida, lacres de latinha, etc), que vai se acumulando atingindo enormes quantidades ao longo do tempo, pois além de ser muito difícil de ser coletado pelo gari, o tempo de desintegração na natureza pode ser de centenas de milhares de anos. Com isso, pode comprometer o ambiente seriamente, e ainda causar a morte de tartarugas, gaivotas, peixes e outros animais marinhos, que confundem esse lixo (em grande parte carregado para o mar devido à ação das ondas e marés) com alimento.

Todos que participaram ganharam um adesivo do ASC de brinde e o atleta (mirim) Mancine Carvalho foi premiado com uma camisa do ASC por ter sido o voluntário que coletou mais lixo durante a ação. Mas, o mais bonito foi ver as crianças participando e formando uma nova geração com maior consciência ambiental. É principalmente para essas crianças que continuaremos a fazer essas ações em todos os nossos eventos!

Imagens do 1º Surf-Treino ASC | OsklenSurfing 2016:

Vídeo de melhores momentos (1º dia):

Vídeo das finais (2º dia):

Fotos de Bárbara Becker: https://goo.gl/edOx4C (1º dia) | https://goo.gl/pa6Eum (2º dia)

Fotos de Ana Paula Vasconcelos: https://goo.gl/3Dl3jZ

O período de espera para a próxima etapa, o OsklenSurfing Arpoador Clássico 016 está aberto e vai até Outubro.

O Circuito Arpoador Surf Club | OsklenSurfing 2016 é uma realização da associação dos surfistas do Arpoador – Arpoador Surf Club – A.S.C. em parceria com a OsklenSurfing, e conta com o apoio de:

The Bar Surfshop e Chopp

Art in Surf

Kronig Designs & First Glass

Juçaí Orgânico

Artesanal Produtos Naturais

Apoio institucional: E-Brigade, FESERJ, e Subprefeitura da Zona Sul.

Agradecimentos: Soul Traveler, Casa2imagem, Prefeitura do Rio, 3º SGMAR, 14ª Delegacia De Polícia Civil, 23º Batalhão De Polícia Militar, Favela Surf Clube, e FESERJ.

O Arpoador Surf Club também agradece aos atletas e à nossa equipe de trabalho (staff) nesta etapa (organizador/diretor de prova: Guilherme Aguiar; coord. de estrutura: Alexandre Pretão; produtor: Magno Mexicano; juízes: Paulo Dolabella, Ismael Miranda, Denílson Tiola, Simão Romão, e Marcelo Bispo; locutora: Renata Wirll; beach-marshall: Roberto Mé e Alexandre Rascunho; chefe de segurança: Jean Carlos; segurança de água: Italo Scooby; apoio terra: Rodrigo Tico, Marlon Silva, e Tiririca; imagens: Daniel Quintanilha, Rafael Garcia, Claudio Franco, Ana Paula Vasconcelos e Bárbara Becker), e a toda a galera local que apoiou e prestigiou. Muito obrigado!

Evento: 1º Surf-Treino ASC | OsklenSurfing 2016

Categorias: Open (aberto) | Grand-Master (40+) | Legends Longboard (50+) | Feminino (aberto) | Mirim (sub 16) | Iniciante (sub 14)

Data: 26 e 28 de Maio (quinta e sábado)

Resultados:

Categoria Open

Col.      Nome no Ranking

1          Pablo Becker

2          Anderson Picachú

3          Bruno Coutinho

4          Gabriel David

Categoria Grand-Master

Col.      Nome no Ranking

1          Léo Leite

2          Bruno Brocá

3          Eduardo Chalita

4          Betinho Deng

Categoria Legends Longboard

Col.      Nome no Ranking

1          Gagoo

2          Roberto Coelho

3          Dr. José

4          Gian Cacciola

Categoria Feminino

Col.      Nome no Ranking

1          Ariane Mateik

2          Mari Taboada

3          Andreza Ramos

4          Gabi Pulcherio

Categoria Mirim

Col.      Nome no Ranking

1          Anderson Picachú

2          Bernardo Bordovsky

3          Pedro Amorim

4          Hugo Rafael Boi

Categoria Iniciante

Col.      Nome no Ranking

1          Lipe

2          Rodrigo Cabeção

Por Guilherme Aguiar | Presidente Arpoador Surf Club - A.S.C. | Associação (civil sem fins lucrativos e políticos) dos surfistas da praia do Arpoador (RJ)

www.arpoadorsurfclub.com | www.facebook.com/arpoadorsurfclub

Galerias | Mais Galerias